Utilidades

Calculadora Segurança Social Trabalhadores Independentes 2019

Atualizámos a nossa calculadora de segurança social, para os trabalhadores independentes e empresários em nome individual, de acordo com o novo código contributivo 2019 publicado no Diário da República.

Dados para a simulação

Atividade
Isenções
Rendimento trimestral
Rendimento anual

Resultado da simulação

Sem dados
Insira valores acima para ver os resultados da simulação
Erro de processamento

Rendimento Relevante {[{ result.rr | currency: '€' }]}
Base de Incidência Mensal {[{ result.base | currency: '€' }]}
Taxa {[{ result.taxa ? (result.taxa * 100 | number: '2') + '%' : 'isento'}]}
Contribuição {[{result.contribuicao ? (result.contribuicao | currency: '€') : 'isento'}]}

Valores alternativos de contribuição
Percentagem Contribuição alternativa
{[{ alt.variacao }]} {[{ alt.valor | currency : '€'}]}

Esta ferramenta é um simulador para cálculo da base de incidência contributiva para a Segurança Social dos trabalhadores independentes, tendo em conta as alterações significativas no regime de recibos verdes, introduzidas em Janeiro do ano corrente.

Quais são as alterações para quem trabalha a recibos verdes?

São várias as mudanças que ocorreram para quem trabalha a recibos verdes. O rendimento relevante passou a considerar os rendimentos do trimestre anterior, acabaram os escalões, a taxa contributiva reduziu e os trabalhadores independentes passam a ter de preencher uma declaração de rendimentos trimestral.

Quais são os dados necessários para a simulação?

  • Se é trabalhador independente ou empresário em nome individual;
  • Se o regime é simplificado ou contabilidade organizada;
  • Se tem isenções (se sim, quais são);
  • O seu rendimento trimestral.

Garanta o preenchimento correto de todos os campos para o cálculo correto da sua segurança social. Após introduzir toda a informação, esta ferramenta vai lhe apresentar o rendimento relevante, a base de incidência mensal, a percentagem da taxa aplicada, o respetivo valor contributivo e ainda os valores alternativos de contribuição.

Portanto, se é trabalhador independente, é do seu interesse apurar esta informação antecipadamente, para que assim possa fazer uma melhor gestão das suas finanças e, posteriormente, ver a possível poupança que pode fazer.

Outras ferramentas Doutor Finanças:

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

447 comentários em “Calculadora Segurança Social Trabalhadores Independentes 2019

  1. Bom dia!
    Venho primeiramente agradecer este canal que me abre muitos horizontes,
    Um exemplo:
    Um trabalhador de serviços domésticos como ele faz pra utilizar a calculadora de simulação.
    Coloca trabalhador independente? regime simplificado?sem isenções? o que ele coloca em rendimentos trimestrais? Pergunto pois nao aparece esta opção de serviços domésticos.

    Grato,
    Luiz

    1. Olá, Luiz.

      Deve colocar trabalhador independente se não tem nenhuma empresa individual a seu nome.
      O regime simplificado está relacionado com o facto de ter ou não um montante anual ilíquido de rendimentos inferior a 200 mil euros. Caso seja inferior, trata-se de um regime simplificado. Se for superior, trata-se de uma contabilidade organizada.

      Se não tem direito a qualquer tipo de isenção ali mencionada, deverá colocar a opção correspondente.

      Quanto aos rendimentos trimestrais, deve incluir o valor recebido nos últimos três meses no retângulo de prestação de serviços.

  2. Olá, estou em Portugal há 1 ano. Consegui um contrato de prestação de serviços no exterior em que o ordenado me é pago cá. Como faço para legalizar tudo, declarar impostos, qual é a taxa, etc etc…Qual é o passo de devo tomar para declarar cá?

    1. Olá, Paola.

      Neste caso, sugiro o contacto direto com a Autoridade Tributária e com a Segurança Social para que lhe sejam explicados todos os passos.

      Poderá estabelecer o contacto com a Autoridade Tributária através do número 217 206 707 ou através do e-balcão e com a Segurança Social através do número 300 502 502 ou com a própria entidade na sua área de residência.

  3. Boa tarde. Sou trabalhador numa empresa a tempo inteiro e faço lá os descontos normais, e trabalho tambem com estafeta. Fazendo 20000€ anuais no 1º trabalho e 6000€ com estafeta, como faço o calculo para ver quanto vou pagar de iimpostos?

    1. Olá, Filipe,

      Obrigada pela sua pergunta.

      Lamentamos não ter conseguido responder a esta questão em tempo útil, mas tivemos um pico muito grande de comentários e não nos foi possível responder a todos. Sugerimos que, caso ainda considere pertinente, deixe um novo comentário no nosso portal. Neste momento já estamos a conseguir normalizar a capacidade de resposta.

      Recordamos que o nosso portal é atualizado diariamente com muita informação sobre variados temas.

      Se tem interesse por algum tema específico, pode sempre utilizar a caixa de pesquisa do site para limitar os resultados aos temas que mais lhe interessam.