Carreira e Negócios

Procurar emprego no Linkedin: 14 erros que deve evitar

Se está à procura de emprego no Linkedin ou pensa fazê-lo, deve ter atenção os detalhes do seu funcionamento. Saiba que erros deve evitar.

Carreira e Negócios

Procurar emprego no Linkedin: 14 erros que deve evitar

Se está à procura de emprego no Linkedin ou pensa fazê-lo, deve ter atenção os detalhes do seu funcionamento. Saiba que erros deve evitar.

A rede Linkedin é hoje uma das principais ferramentas online para quem procura emprego. Por se tratar de uma rede essencialmente profissional, tem algumas particularidades às quais deve estar atento sob pena de comprometer a sua imagem junto das entidades empregadoras.

Por outras palavras, existem erros que não pode cometer, caso contrário arrisca-se a não ser bem-sucedido.

Procura emprego no Linkedin? Evite cometer estes 14 erros

Não incluir fotografia ou colocar uma fotografia menos própria

Em primeiro lugar, o objetivo é mostrar que é um bom profissional e que está nesta rede para procurar emprego e não para promover a sua imagem ou mostrar a sua vida pessoal. Nesse sentido, fotografias na praia ou com roupas desportivas, óculos de sol ou algo do género, certamente não vão chamar a atenção do empregador pelas melhores razões.

Não adicionar links para sítios ou páginas de internet

Deve incluir links que remetam para o seu sítio, blogue, visual CV ou outro perfil online. Dessa forma, as pessoas podem ter acesso a mais informação sobre si, que tipo de pessoa é e o que está a fazer, por exemplo. Por fim, tente personalizar o seu texto em vez de “my company”, “my personal blog”, entre outros.

Leia ainda: Como criar um bom perfil profissional e ser visto?

Não personalizar o URL público do seu perfil

O seu URL deve ser personalizado, ou seja, deve conter, por exemplo, o seu nome.

Não ter recomendações

Para procurar emprego no Linkedin é muito importante ter recomendações de pessoas com quem teve oportunidade de partilhar os seus estudos ou algum trabalho, por exemplo. Assim, deve solicitar recomendações que possam reforçar o seu perfil e imagem junto de quem o segue. Idealmente, deve ter pelo menos cinco.

Não ter um título profissional atrativo ou que não clarifique a área de negócio ou especialização

Estudos mostram q esta é a primeira coisa que os utilizadores vão ver no seu perfil. Dessa forma, é fundamental que a designação que escolheu seja apelativa, caso contrário não vai captar a atenção das outras pessoas.

Não ter uma secção de resumo capaz de chamar a atenção e de o diferenciar

O principal objetivo é chamar atenção das pessoas: “Quem sou eu? Porque posso fazer a diferença na sua empresa? Porque me devem contratar?”. Então, escolha números grandes e nomes de marcas das suas empresas e clientes.

Não incluir os seus interesses nas informações adicionais na parte inferior do seu perfil

Deve falar brevemente sobre os seus interesses paras as pessoas conhecerem um pouco melhor o seu lado pessoal. Por exemplo, indique os seus passatempos, quem sabe se não atrai alguém com as mesmas paixões.

Telemóvel, pousado sobre caderno de apontamentos, mostra no ecran o logótipo do LinkedIn, rede social profissional

Não ter um perfil forte para procurar emprego no Linkedin

Após o seu perfil estar completo, o próprio linkedin indica que as suas possibilidades de subir para o topo vão aumentar. Ou seja, fica a saber automaticamente a força do seu perfil no sentido de chamar a atenção de outros utilizadores. Para isso, deve sempre indicar no seu perfil:

  • Fotografia;
  • Cargo atual;
  • Dois cargos anteriores;
  • Formação académica;
  • Resumo;
  • Competências e especialidades;
  • Por fim, pelo menos 3 recomendações.

Leia ainda: Está à beira de ficar sem emprego? Saiba o que deve fazer

Não fazer update do seu perfil com frequência

É essencial atualizar com regularidade o espaço “O que você está fazendo?”. É igualmente importante atualizar as atividades na sua rede de contatos mas sempre com critério, caso contrário poderá ser mal interpretado. Como o diz o velho ditado popular: “tudo o que é demais sobra”.

Se possível, opte por usar uma plataforma para calendarizar as atualizações e acompanhar toda a sua atividade na rede. Dessa forma, faz uma melhor gestão da sua presença no linkedin. Além disso, deve evitar uma exposição em demasia, sob pena de banalizar a sua pessoa ou aquilo que publica.

Não entrar ou escolher mal os grupos para procurar emprego no Linkedin

Deve aderir a vários grupos dentro da sua área de negócio e tendo em conta os seus objetivos. Por exemplo, se procura emprego na área do “procurement” fará todo o sentido aderir a eventuais grupos dentro desta categoria ou relacionados com a mesma. Por outro lado, publique artigos e informações, participe em discussões (saudáveis, claro!) com utilidade para outros membros.

Evite autopromover-se em demasia nos grupos

Outro erro básico é exagerar na autopromoção pessoal ou de um determinado produto. Por exemplo, afirmar várias várias vezes “procuro emprego”, dará um ar de desesperado. O mesmo se aplica ao excesso de publicações, tudo tem de ser com conta, peso e medida. Afinal de contas, ninguém quer a sua caixa de notificações cheia só com coisas suas.

Não personalizar a mensagem padrão para o convite de novos contatos

Desista da mensagem básica “gostaria de adicioná-lo à minha rede profissional no linkedin”. Pense sim, em algo personalizado que explique as razões que o levaram a fazer determinado convite.

Não analisar os perfis das empresas para procurar emprego no Linkedin

Para uma procura de emprego mais eficiente, siga a atividade das empresas para as quais pretende concorrer. Verifique as vagas de emprego, as suas notícias, visite o site das mesmas, receba notificações no seu email, etc.

Esquecer a página do Linkedin Jobs

O linkedin Jobs tem muitos anúncios de emprego, inclusive alguns apenas se encontram disponíveis nesta página.

Leia ainda: Trabalhar em part-time: 7 dicas para ter sucesso no seu emprego

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.