Crédito

Crédito Pessoal: Teve uma recusa? E agora?

Rui Cunha Santos Rui Cunha Santos , 20 Abril 2016

Pediu dinheiro ao seu banco e a outras instituições financeiras e teve recusas? Está a ponderar quais as alternativas ao seu dispor? Neste artigo vamos explorar os motivos das recusas de pedidos de crédito pessoal e apontar alternativas para o futuro.

Quais os motivos de recusa de crédito?

As instituições financeiras ganham dinheiro a emprestar dinheiro. Cobram um “preço” superior ao custo do dinheiro e com isso têm os seus lucros. Assim, se o banco não empresta dinheiro é por algum motivo que deve ser conhecido, analisado e aprofundado de modo a conseguir perceber como está a sua saúde financeira. Do rol de motivos para ver o seu crédito pessoal recusado, destacamos os seguintes:

  1. Desemprego;
  2. Contratos precários (recibos verdes, contratos a prazo)
  3. Incidentes bancários, atrasos de pagamento e insolvência;
  4. Elevada taxa de esforço – Relação entre o valor das prestações e o rendimento da família acima de 40% é motivo de recusa na maioria dos bancos;
  5. Demasiadas linhas de crédito, o que pode indiciar consumismo ou descontrolo.
pexels-photo-70292

Como resolver estes problemas?

O Dr. Finanças tem apoiado centenas de famílias a resolver os seus problemas bancários, a poupar dinheiro com os seus créditos e a reduzir as suas prestações financeiras. Na prática, existem soluções para resolver incidentes e atrasos de pagamento bem como para baixar a taxa de esforço e o número de linhas de crédito. Costumamos dizer que há solução para a grande maioria dos problemas sendo necessário, no entanto, que se procurem soluções.

Recusaram-lhe o crédito pessoal? E agora?

Depois de perceber o motivo que levou à recusa do seu pedido de crédito já está na posse da informação para resolver o problema. Salientamos, contudo, que procure fazer uma reflexão aprofundada sobre os motivos que o levam a precisar de pedir crédito para perceber se precisa mesmo deste crédito. Caso não veja alternativa, sugerimos que conheça algumas soluções para resolver o problema no curto prazo. Depois de resolvidos os problemas estará apto a encontrar soluções mais estruturadas, como pedir um crédito consolidado por exemplo (saiba mais aqui).

Antes disso, deverá procurar alternativas. Olhar para formas de reduzir os seus custos mensais e os encargos com os diversos contratos que tem. Libertar liquidez para viver um pouco mais desafogado. Que tal pedir um diagnóstico financeiro ao Doutor Finanças de modo a perceber se é possível juntar os seus créditos existentes de forma a pagar uma única (e mais baixa) prestação mensal

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #crédito,
  • #crédito consolidado,
  • #crédito pessoal,
  • #crédito recusa,
  • #créditos,
  • #motivos de recusa crédito,
  • #renegociação de créditos

Deixar uma resposta