Crédito

Vantagens e desvantagens do crédito habitação para construir casa

O crédito para construção é uma solução cada vez mais procurada pelos portugueses. Com a inflação do mercado imobiliário, construir casa pode sair ao mesmo preço, inclusivamente, mais barato do que comprar casa.

crédito para construir casa trata-se igualmente de um crédito habitação, no entanto, com caraterísticas diferentes do crédito tradicional para aquisição.   

Depois de aprovado, é disponibilizado por tranches (entre três e seis) à medida que a obra for avançando. Durante a construção, o banco vai enviar um perito, para que este faça vistorias à obra, com o objetivo de identificar se o plano está a ser cumprido e se pode libertar assim as próximas parcelas.  

Nesta modalidade bancária é possível ainda beneficiar de um período de carência de capital cujo prazo máximo pode variar entre os 24 e os 36 meses, ou seja, durante este período, paga apenas os juros, o que permite algum alívio financeiro no momento inicial do processo.  

Quais as vantagens do crédito para construir casa face ao tradicional?  

Ambas as soluções têm as suas vantagens. Contudo, e como têm caraterísticas diferentes, vai sempre depender do que cada um procura, a nível pessoal e financeiro. 

Mas que possa tomar essa decisão bem informado, enumeramos de seguida as vantagens que o crédito para construção tem face ao crédito tradicional para aquisição. E são elas:  

  • Oportunidade de construir uma casa ao seu gosto e flexibilidade para escolher a zona;  
  • Esta modalidade pode ter prazos mais alargados, o que leva a ter prestações mais baixas; 
  • Possibilidade de pagar apenas os juros do empréstimo (carência de capital) e ter uma folga financeira, entre os primeiros 24 e 36 meses; 
  • IMT (Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis) para construção é menor face à compra de uma casa (nova ou usada). Dado que se trata de uma construção e não de uma compra, não tem de pagar o IMT da casa, apenas do seu terreno, o que leva a custos inferiores.  

E as suas desvantagens? 

Como este crédito não é exceção, também tem as suas desvantagens: 

  • Processo mais burocrático e lento (relativamente à compra de uma casa logo construída). Se optar por um terreno com o projeto já aprovado, o processo pode ser ligeiramente mais rápido. Contudo, vai construir algo de acordo com o gosto de terceiros; 
  • Precisa ainda de ter capital próprio, uma vez que pode apenas contar com o financiamento do banco para, no máximo, 90% da construção. No entanto, o mesmo acontece no crédito habitação tradicional;  
  • O dinheiro é libertado em tranches (entre três e seis) à medida que a obra for avançando e mediante visita do perito; 
  • As visitas do perito do banco à obra representam um custo extra (pode superar os 200 euros). Nalguns casos, a primeira tranche só é libertada se existir já alguma obra feita, o que pode levar a precisar de mais esse dinheiro inicial;  
  • Se já possuir um terreno, mas se este não tiver viabilidade de construção, não pode construir no mesmo. Por isso, se está a pensar comprar um terreno para construir, saiba que deve ter em consideração algumas questões para não vir a ter surpresas;  
  • Com a carência de capital, não vai existir amortização da dívida. Por isso, quanto mais tempo demorar a construir, mais juros vai ter de pagar. Mas, para protegê-lo nesta situação, e se possível, no contrato de empreitada, acorde com o construtor uma data para a conclusão e defina as penalizações que este terá de pagar por dia, caso a obra se atrase; 
  • Podem existir gastos extra que não estão contabilizados inicialmente e que podem levar a que, no final de contas, a obra saia mais cara; 
  • Custos extra com licenças, autorizações e o projeto da casa. 

O caso da família Silva que conseguiu um financiamento para o terreno e outro para a construção 

mãe e filha a pintarem a casa

A família Costa (nome fictício) procurou o Doutor Finanças porque, para além de precisarem crédito para construir casa, também precisavam para comprar o terreno.  

O terreno que escolheram já tinha licença de construção e projeto de arquitetura aprovados. Ambos avaliados em 290.000,00 euros. No entanto, a família Costa apenas precisava de 44.500,00 euros para o terreno e 188.190,00 euros para a construção. O que perfezia um valor total de 232.690,00 euros nestes dois créditos. 

À semelhança do crédito tradicional, conseguiram um prazo de 35 anos (420 meses), um spread na casa de 1%, uma TAN de 0,499% e uma taxa de Euribor média a 12 meses. Estas condições resultaram numa prestação mensal de 637,46 euros (crédito do terreno + crédito para construção). 

Não é obrigatório contratar os seguros junto da mesma entidade bancária. Por isso, a família Costa optou por contratar apenas o seguro multirriscos no banco (12,77 euros), fazendo o seguro de vida junto de outra entidade (44,04 euros).

Por isso, considerando os seguros, estas família vai conseguir construir uma casa, pagando ao banco uma prestação de 697,27 euros por mês. 

Como conseguir a melhor proposta para construir a minha própria casa?   

clinica doutor finanças

A melhor solução vai sempre variar de caso para caso. Por isso, é importante simular, informar-se e conseguir ter várias propostas para comparar e fazer o processo com prudência. No entanto, como este é um processo demorado, burocrático e que implica muito esforço e paciência, pode contar com a ajudar (gratuita) do Doutor Finanças que vai procurar as melhores condições para o seu caso. Para isso, basta preencher o formulário abaixo:  

O nome é necessário O nome não é válido Apenas são suportados nomes com até 120 caracteres
O email é necessário O email não é válido Apenas são suportados email com até 100 caracteres
O telefone é necessário O telefone não é válido Apenas são suportados telefone com até 15 caracteres
Indique o valor do seu spread actual Insira um valor até 9.99 Insira um número válido
O valor total é necessário Insira um valor até 999 999€ O valor total não é válido
Escolha uma das opções
Indique o valor do imóvel Insira um valor até 999 999€ Insira um número válido
O valor total é necessário Insira um valor até 999 999€ O valor total não é válido
Indique o salário total do agregado Insira um valor até 99 999€ Insira um número válido
Indique o salário total do agregado Insira um valor até 99 999€ Insira um número válido

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #crédito habitação para construção,
  • #crédito para construir casa
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)