Finanças pessoais

Como a marcação de férias pode ajudar a equilibrar as finanças

Olhar para o calendário e usar a calculadora são 2 ações cruciais para planear umas férias mais descansadas, no que respeita ao equilíbrio das finanças pessoais.

Daniela Gonçalves Daniela Gonçalves , 13 Abril 2020

As férias, para além do merecido descanso, estão, por norma associadas a despesas: alojamento, atividades extra, refeições fora, etc. E se para alguns esse é um tema relativamente tranquilo, para outros pode ser um motivo de inquietação, porque pode significar um desequilíbrio no orçamento familiar. Mas não tem de ser assim: são várias as ferramentas que permitem preparar esses momentos de descanso de forma a que não haja a preocupação com despesas. O ponto de partida é a marcação das férias, a reflexão de quando e como podem ser gozadas com o orçamento disponíveis. Descubra como, neste artigo. 

Contemplar as férias no orçamento anual 

Um exercício de visão macro sobre o ano pode ajudá-lo a escolher as melhores alturas para fazer uma pausa e descansar. A nossa sugestão é que identifique meses em que terá despesas maiores: início do ano letivo, cobrança dos seguros dos carros, impostos único de circulação, etc. E, da mesma forma, identifique meses com maior folga orçamental. Claro que nada o impede de fazer férias nos meses de maiores despesas. No entanto, já sabe que terá que se preparar antecipadamente com uma poupança para que nesse mês a balança orçamental não caia para terreno negativo. 

Por outro lado, mesmo que as férias calhem num mês de maior folga orçamental, deve precaver-se com alguma poupança extra para esse momento.    

Contemple, por isso, o objetivo “férias” nas suas poupanças mensais ao longo do ano para que o equilíbrio nas suas finanças pessoais e familiares seja sempre garantido. 

Depois disso, pegue na calculadora e: 

  • Calcule - com base nesse valor que consegue poupar todos os meses - o montante que terá disponível para gozar férias e anote; 
  • Subtraia uma margem de 15% a 25% para algum imprevisto que aconteça nas férias (um jantar não planeado, um pequeno desvio na rota traçada, etc); 
  • Chegue ao valor final que tem disponível para este período.

Leia também: Marcar férias: 14 questões para o ajudar

Olhar para o calendário e situar as férias no ano

Mais uma vez: visão macro. Depois de analisar o seu calendário de despesas e rendimentos anuais, analise o calendário civil. Repare especificamente no calendário de feriados e veja se há alguma forma de os aproveitar, articulando com os dias que pode marcar de férias. A empresa para quem trabalha pode marcar dias específicos de férias - por fecho da empresa - tenha isso em consideração, assim como a articulação com os dias de descanso de outros colegas. 

Leia ainda: Como aproveitar os feriados sem gastar muito dinheiro

Não se esqueça também de confirmar as épocas altas, médias e baixas no destino para onde quer ir. Analise quando pode usufruir de férias maiores - de uma semana ou mais, menores - de apenas 3 ou 4 dias ou mesmo escapadinhas de fim de semana. E atribua, em proporção, o valor a que chegou nos cálculos anteriores a cada momento de descanso. Depois, de acordo com o montante disponível faça escolhas: alojamento, transportes, refeições, atividades, etc. 

Recomendamos que tenha, pelo menos, 2 momentos de férias ou mini-férias ao longo do ano. O descanso é importante. 

Leia também: O que é o burnout e como prevenir? 

Desfrutar

Depois de feitas as contas e marcados estes "dias off", há de chegar o momento de as desfrutar. As férias, a diversão, o bem estar são direitos de que não deve abrir mão. Aproveite-os da melhor forma, sem se preocupar em demasia com finanças. O segredo está no planeamento prévio. 

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

Um comentário em “Como a marcação de férias pode ajudar a equilibrar as finanças