Vida e família

Provérbios financeiros: o que os ditados populares dizem sobre o dinheiro

Conhece ditados populares sobre dinheiro e poupança? E já pensou no que realmente significam? Ponha em prática e ajude a sua carteira.

Vida e família

Provérbios financeiros: o que os ditados populares dizem sobre o dinheiro

Conhece ditados populares sobre dinheiro e poupança? E já pensou no que realmente significam? Ponha em prática e ajude a sua carteira.

Os ditados populares, ou provérbios, testemunham muito bem a sabedoria popular. Fornecem bons conselhos para vida. Alguns desses ditados populares são verdadeiros provérbios financeiros. Conselhos práticos para poder aplicar na sua vida financeira de uma maneira simples. Afinal, o povo é muito sábio. Provavelmente até já conhece estes "provérbios financeiros". Mas será que sabe o seu verdadeiro significado?

Grão a grão, enche a galinha o papo

Este é um provérbio financeiro clássico que todos conhecemos. Mas nem por isso a sua simplicidade tira o seu ensinamento. Tal como a galinha come devagar, até ficar satisfeita, assim também devemos poupar mesmo que seja pouco e que pareça ser uma quantia insignificante. Se pouparmos de forma regular e com disciplina, mesmo que sejam só 10 euros por mês, no fim de um ano teremos conseguido poupar 120 euros, no fim de dois anos, 240 euros. Portanto, mesmo que não consiga fazer uma grande poupança, lembre-se do exemplo da galinha. Além disso, por regra, quando começamos a poupar e ver resultados somos "tentados" a reforçar essa poupança, aumentando o valor que conseguimos pôr de lado regularmente.

Leia ainda: 10 coisas que não deve fazer se quiser poupar

Dinheiro faz dinheiro

Este é um provérbio financeiro que resume o conceito de investimento: para gerar dinheiro utilize dinheiro. Com 10 euros por mês durante 5 anos consegue juntar 600 euros. Mas se investir esse dinheiro em vez de o deixar no mealheiro, consegue gerar um rendimento extra, ou seja, mais dinheiro. Trata-se de pôr o dinheiro a trabalhar para si e conseguir fazer com que as suas poupanças cresçam mais depressa. Por exemplo, o efeito de capitalização do juro, por mais baixo que seja, já lhe dá mais do que ter o dinheiro no mealheiro. Há diferentes produtos financeiros com diferentes graus de risco em que pode aplicar as suas poupanças para que possam crescer gradualmente. No caso de decidir investir, o que se recomenda é que se informe bem antes de avançar. Investir pode fazer crescer as suas poupanças, mas, dependendo do produto em que aplica as suas poupanças, pode também correr o risco de perder parte do dinheiro que amealhou.

Leia mais em: Vamos falar sobre investimentos?

Moeda poupada é moeda ganha

Este provérbio financeiro vem da famosa frase de Benjamin Franklin: “A penny saved is a penny earned.” Vai ao encontro do provérbio anterior e mostra bem o valor do dinheiro e a importância de poupar. Mas não só. Alerta também para vermos onde gastamos o nosso dinheiro. Deve mesmo valer a pena as compras que fazemos pois, de acordo com este provérbio financeiro, uma moeda gasta é uma moeda perdida. Afinal, o dinheiro não cai do céu, nem nasce nas árvores.

Leia ainda: Para onde vai o meu dinheiro?

Para viver bem, gastar menos do que tem

Alguns provérbios são melódicos e terminam com uma rima. É o caso deste. Este provérbio financeiro chama a atenção para o perigo de acumular dívidas. Viver de dívidas não é uma boa estratégia porque pode implicar entrar numa espiral de dívidas, de créditos sobre créditos de onde pode ser muito difícil sair.

Além das muitas dores de cabeça que essa situação pode trazer, ainda são ameaças sérias e reais à sua capacidade de poupar. Para viver bem e evitar ter dívidas estabelecer prioridades e focar-se no essencial. E se gastar menos do que tem, está a poupar e assim poderá gastar mais amanhã em alguma coisa melhor.

Leia ainda: Reduzir as suas dívidas em 2021? A solução pode estar no crédito consolidado

Não gastes hoje o que te pode fazer falta amanhã

Este provérbio financeiro traz uma dose de futuro para o presente. Alerta para a importância de ir construindo um pé-de-meia que pode fazer falta amanhã. Por exemplo, se quiser estudar no estrangeiro, casar, comprar casa, até mesmo poupar para ter uma reforma tranquila, é importante começar a poupar para poder com objetivos de médio e longo prazo para ter mais segurança.

Além disso este provérbio financeiro tem também implícito o conceito de custo de oportunidade. Segundo este conceito há uma escolha a fazer entre gastar o dinheiro hoje ou gastá-lo mais tarde.

Leia ainda: Como conseguir uma poupança para fazer face a despesas de 6 meses?

Não pôr os ovos todos no mesmo cesto

Este provérbio financeiro alerta para a vantagem de distribuir o dinheiro por vários "cestos", ou seja, não por o dinheiro todo num só investimento. Por um lado diminui o risco do investimento e, por outro lado, aumenta os ganhos potenciais. É caso para dizer "no diversificar também está o ganho".

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)