Finanças pessoais

Como poupar no gás sem grandes sacrifícios nas suas rotinas

Se a conta de gás pesa muito no seu orçamento familiar, procure alterar alguns hábitos e sem grandes sacríficios.

Finanças pessoais

Como poupar no gás sem grandes sacrifícios nas suas rotinas

Se a conta de gás pesa muito no seu orçamento familiar, procure alterar alguns hábitos e sem grandes sacríficios.

As despesas com gás, água, e eletricidade podem consumir uma grande fatia do orçamento familiar. Em muitos casos, existe pouca margem para outras despesas obrigatórias como a renda e alimentação. Mas, poupar no gás, tal como na luz e no aquecimento, é possível e sem obrigar a grandes sacrifícios.

Assim, as dicas que se seguem servem tanto para quem tem gás canalizado como para quem compra garrafas de gás. O objetivo é sempre maximizar a poupança sem sacrificar o conforto.

Para poupar no gás encontre o melhor preço

A primeira dica para ajudar a poupar gás passa por ver se está a pagar o menos possível. Caso tenha gás canalisado, através do portal "Poupar Energia" pode fazer simulações quanto ao seu consumo de gás natural e perceber quais os tarifários mais económicos e que melhor se adequam ao seu perfil.

Em alternativa, pode carregar as suas faturas na plataforma da PayPer. Esta aplicação analisa os seus consumos e os contratos e compara-os com as ofertas disponíveis no mercado, de modo a ajudá-lo a pagar menos pelo mesmo serviço ou melhor.

No caso de ter garrafa de gás, pode consultar uma ferramenta da DECO Proteste que lhe permite ver o preço médio praticado na sua zona e, assim, escolher onde pode comprar mais barato.

Use o seu forno da melhor forma para poupar gás

O forno é um dos eletrodomésticos que mais consome gás, mas é possível reduzir um pouco este consumo. Para tal, se conseguir evitar, ao máximo, abrir a porta do forno enquanto está a trabalhar vai ter uma poupança significativa. Os estudos estimam que sempre que abrimos a porta, há uma perda de 20% da energia.

Por outro lado, se o seu forno tiver capacidade suficiente, pode ainda colocar mais do que um alimento a cozinhar ao mesmo tempo, evitando assim ter de usar o eletrodoméstico duas vezes ou mais. O ideal será ter um forno com ventilação interna para distribuir de forma uniforme o calor.

Por fim, pode aproveitar o calor residual para terminar a confeção dos seus alimentos e assim poupar gás. Quando os alimentos estiverem quase cozinhados, desligue o gás sem abrir a porta do forno. O calor no seu interior vai terminar o processo de confeção.

Seja cuidadoso com o fogão se quer poupar gás

No fogão consegue poupar gás de formas diferentes. Por exemplo, se cortar os alimentos em pedaços mais pequenos vai fazer com que se cozinhem mais depressa, tal como se centrar as panelas e tachos nos bicos do seu tamanho aproximado, vai ajudar a evitar desperdício de energia.

Sempre que possível, tape os tachos para conservar o máximo de calor, reduzindo assim a necessidade de usar mais gás. Este passo depende sempre daquilo que estamos a cozinhar, mas quando não é preciso mexer os alimentos pode tapar o tacho, por pouco tempo que seja.

Para ferver água ou cozer alimentos, evite usar mais água do que necessita. Quanto mais água tiver no tacho mais tempo vai demorar a ferver, logo mais tempo vai estar a consumir gás. Mais uma vez, no fogão pode usar calor residual para terminar a confeção, visto que os tachos e frigideiras não ficam frios assim que desliga o bico.

Também é importante que evite começar a cozinhar sem ter tudo pronto. Ou seja, prepare antempadamente os alimentos antes de os levar ao lume e tenha à mão os utensílios que vai usar para evitar perder tempo em preparações quando o gás já estiver ligado.

Use a panela de pressão e a chaleira elétrica

Tendo o objetivo de poupar gás, faz sentido cozinhar, sempre que possível, com a panela de pressão. Por natureza, esta panela ajuda a cozinhar os alimentos mais depressa. Esta velocidade traduz-se em poupança já que não tem manter o bico aceso muito tempo.

Já para ferver água, pode compensar usar uma chaleira elétrica. Com a chaleira vai conseguir controlar a quantidade de água a ferver, logo, gasta menos eletricidade do que gastaria gás, e ainda consegue ferver a água mais depressa.

Aposte no isolamento térmico

Caso use gás para o sistema de aquecimento em sua casa, para poupar tente reduzir ao máximo a necessidade deste mesmo aquecimento. Investir em janelas e portas com um bom isolamento térmico pode ajudar a reduzir a despesa com o gás ao manter a sua casa mais quente.

Esta aposta em isolamento térmico pode representar algum investimento inicial, logo, verifique se a poupança que vai ter compensa a longo prazo. Dada a duração das janelas e portas, por norma compensa.

Poupe água e gás ao mesmo tempo

Um dos truques mais simples para poupar gás é reduzir a temperatura da água aquecida pelo esquentador. Segundo dados da ADENE, a temperatura entre 30 e 35 graus já transmite uma sensação de conforto. Assim, conseguimos poupar gás quase sem nos apercebermos e apenas porque alteramos a temperatura no esquentador.

Esta dica é especialmente útil no verão, quando um duche com água mais amena até sabe melhor devido às elevadas temperaturas. Atenção, o simples facto de optar por um duche já ajuda a poupar gás, visto que para um banho de imersão tem de gastr maisaquecer mais água.

Do mesmo modo, consegue poupar mais gás ao tomar duches rápidos e desligando a água quando se ensaboa. Com esta dica poupa também na conta da água, o que ajuda a conseguir um bom pé-de-meia.

Leia ainda: Quanto tem de poupar para ter um bom pé-de-meia?

Tenha atenção ao estado dos seus eletrodomésticos

Com o passar do tempo, e utilização, os eletrodomésticos desgastam-se e obrigam a um aumento do consumo de gás, quase sem que se aperceba. Assim, fique atento à manutenção dos seus eletrodomésticos.

Do mesmo modo, a manutenção da tubulação em casa é importante para evitar fugas de gás. Estas não só fazem com que gaste mais em gás ao longo do ano, como também podem ser muito perigosas.

Algumas empresas de fornecimento de gás e eletricidade oferecem serviços que têm um plafond anual de visitas técnicas a casa para controlar esta mesma manutenção. Mais uma vez, pode ser um investimento que vale a pena. Tudo depende do estado dos seus eletrodomésticos e do seu controlo sobre o consumo.

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Um comentário em “Como poupar no gás sem grandes sacrifícios nas suas rotinas
  1. Melhor que aquecer a água na chaleira elétrica, (Não gasta gás, mas gasta eletricidade), tenha sempre na boca das panelas onde está a cozinhar uma panela ou chaleira de fundo de diâmetro maior com água, que vai utilizando à medida que necessita. Esta água quase que ferve. Adianta imenso e aquece a custo zero.

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.