Bem-estar

Resoluções financeiras para 2022: O que não pode faltar na sua lista

Esta é a altura ideal para pensar nas resoluções a adotar em 2022. Seguem-se sugestões para ajudar a melhorar as suas finanças.

Bem-estar

Resoluções financeiras para 2022: O que não pode faltar na sua lista

Esta é a altura ideal para pensar nas resoluções a adotar em 2022. Seguem-se sugestões para ajudar a melhorar as suas finanças.

Ano novo, vida nova. Isto significa que tem a oportunidade de recomeçar e cumprir tudo aquilo que não conseguiu fazer no ano anterior. No que toca à sua vida financeira, existem várias resoluções que podem (e devem) constar na sua lista.

Começar a contribuir para o seu fundo de emergência

Se em 2021 não conseguiu contribuir para o seu fundo de emergência, então pondere fazer algo de diferente em 2022. Este pé de meia permite-lhe ter a segurança necessária para enfrentar situações de "aperto". Por isso, se ainda não tem este fundo, esta deve ser uma das suas prioridades financeiras.

O seu fundo de emergência deve cobrir, pelo menos, entre três a seis meses de despesas. Além disso, este dinheiro deve estar disponível a todo o momento, para o caso de surgir uma emergência. Por essa razão, não deve investi-lo nem colocá-lo a render em produtos financeiros que não permitam movimentações durante um determinado período.

Para aumentar o seu fundo de emergência, deve primeiro focar-se em definir um objetivo mensal. Se nunca o fez, comece por uma quantia confortável para si. Depois, deve identificar despesas desnecessárias e redirecionar essas quantias para o seu pé de meia. Além disso, pode também automatizar as suas poupanças através do homebanking, colocando uma determinada quantia todos os meses na sua conta poupança. Vá tentando aumentar as suas contribuições mensais. No final do ano, vai ficar surpreendido com o que conseguiu poupar.

Leia ainda: 8 sinais de alerta: Está na hora de aumentar o seu fundo de emergência

Pagar as dívidas de cartões de crédito

Se tem dívidas de cartões de crédito ou pessoal, deve colocar a sua amortização nas resoluções para 2022. Este tipo de créditos têm taxas de juros altas, por isso, quanto mais tempo demorar a pagar, mais dinheiro sai da sua carteira.

Existem duas abordagens para pagar as suas dívidas: via "método de avalanche", o qual significa que vai pagar as dívidas com uma maior taxa de juro primeiro; ou através do "método de bola de neve", assente em pagar primeiro as dívidas com o menor valor remanescente.

Independentemente do método escolhido, o importante é que elimine estas dívidas da sua vida financeira. Não só passa a ter mais rendimento disponível para poupar ou utilizar em algo que melhore a sua situação, como se vai sentir mais tranquilo. Menos dívidas, menos preocupações.

Leia ainda: 5 formas de ter mais liquidez para amortizar as suas dívidas

Começar um trabalho extra

Cortar nas despesas desnecessárias nem sempre chega para equilibrar a balança. Além disso, existe um limite para reduzir os gastos. Após atingir esse limite, a única opção que lhe resta é aumentar os rendimentos. Se está nesta situação, uma das resoluções a constar na sua lista é começar um trabalho extra.

Ainda que o seu emprego seja relativamente seguro, não deixa de ter só um rendimento. Caso fique sem ele, pode ficar numa situação complicada. Como prevenção, pondere apostar em trabalhos nas horas vagas e, com isso, aumentar o seu rendimento disponível todos os meses.

De forma a rentabilizar tempo e dinheiro, procure oportunidades nas áreas que já domina. Tendo em conta que conhece o mercado, tornar-se-á mais fácil cobrar o valor justo e prestar um serviço de qualidade. No entanto, seja prudente e não deixe que este extra prejudique o seu emprego principal.

Leia ainda: O seu trabalho extra vale a pena? O que considerar para ter uma resposta

casal de meia idade descansa numa zona verde, num parque, aproveitando o seu tempo de pré-reforma.

Aumentar as suas poupanças para a reforma

Atualmente, cerca de 50% dos portugueses não tem capacidade para poupar para a reforma, ainda que 35% considere que pretende fazê-lo. Logo, colocar este tópico nas resoluções do Novo Ano é quase obrigatório para a sua estabilidade financeira no futuro.

Ainda que esteja salvaguardado por uma pensão, nem sempre este montante é suficiente para cobrir todas as despesas durante a reforma. Por essa razão, deve aproveitar, enquanto ainda trabalha, para amealhar o suficiente para não ter preocupações mais tarde.

Se lhe restarem 10 anos para a sua reforma e conseguir poupar, por exemplo, 20€ por mês, vai juntar 2400€. Não é nenhuma fortuna, mas pode ser muito útil numa emergência. Se, mesmo assim, não conseguir poupar este valor, pondere fazer um trabalho extra para aumentar os seus rendimentos.

Leia ainda: Pré-reforma: Em que consiste, quem pode aceder e que benefícios tem?

Criar um orçamento mensal

Um dos aspetos mais importantes em finanças pessoais é definir um orçamento e cumpri-lo. Caso contrário, a probabilidade de exceder os seus gastos e "perder-se" nas compras por impulso é maior. Além disso, torna-se praticamente impossível poupar para emergências futuras ou pagar antecipadamente as suas dívidas.

Para que o orçamento seja útil e funcione, deve primeiro analisar todas as despesas que tem, quer fixas, quer variáveis. Depois, organize essas despesas por categorias, como alimentação, educação, entretenimento, entre outras. Esta categorização vai ajudá-lo a perceber, de uma maneira geral, para onde está a ir o dinheiro. A seguir, reveja quais as despesas que pode eliminar e, ao mesmo tempo, estipule um limite para cada categoria.

Inicialmente, seja conservador no seu orçamento. Não tente fazer tudo ao mesmo tempo. O mais provável é que, nos primeiros meses, apareçam algumas despesas que não foram contabilizadas. Nesse caso, é altura de rever o seu orçamento, ajustá-lo e repetir o processo. Por isso, se ainda não tem o hábito de orçamentar as suas despesas, então adicione este tópico às resoluções para 2022.

Leia ainda: Como melhorar a sua vida financeira quando o orçamento está “apertado”

Começar a investir gradualmente

Se conseguir ter a sua vida financeira estabilizada, começar a investir também deve ser uma das resoluções para 2022. No entanto, tenha prudência. Investir pode dar-lhe liberdade financeira, mas não se esqueça do risco de perder o seu dinheiro.

Por isso, se nunca investiu, comece por perceber qual o seu perfil de investidor, seja ele mais conservador ou agressivo. Isto significa que, no primeiro caso, está mais confortável com investimentos com retornos menores, mas também menores riscos. Já no segundo caso, significa que se sente mais à vontade de correr mais riscos para obter maiores retornos.

Por exemplo, o mercado de criptomoedas é bastante volátil. Isto significa que hoje os seus investimentos podem estar a valorizar 10%, mas num outro dia podem desvalorizar 15%. Se o seu perfil de investidor for conservador, dificilmente vai sentir-se confortável com esta volatilidade. Consequentemente, vai retirar o seu dinheiro quando vir uma grande desvalorização diária, devido ao receio de perder. Só que, ao tomar essa decisão, vai, de facto, perder dinheiro.

Leia ainda: Jovens profissionais: Que competências procura o mercado de trabalho?

Finanças e trabalho num só caminho: Adquira novas competências

Adquirir novas competências para aumentar o seu valor enquanto profissional é fundamental. Saber o que o mercado procura e investir o seu tempo a adquirir essas competências é o caminho certo para o sucesso. Logo, este tópico não pode faltar nas suas resoluções para 2022.

Num ano em que surgiram tantas mudanças no mercado, como a adoção do trabalho remoto, abriram-se as portas para novas oportunidades. Por essa razão, não deixe de lado o seu desenvolvimento pessoal e profissional. 2022 pode trazer-lhe surpresas positivas, no entanto, só vai conseguir usufruir das oportunidades se se preparar para elas.

Leia ainda: Não comece a investir sem ter um Fundo de Emergência

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.