Vida e família

Como a tendência minimalista pode ajudá-lo a poupar

Bárbara Do Carmo Bárbara Do Carmo , 11 Janeiro 2019
A tendência minimalista de viver com menos pode ajudá-lo a poupar. Saiba como.O Doutor Finanças preocupa-se com a poupança das famílias portuguesas. Procuramos sempre dar-lhe as melhores opções neste domínio para que, por um lado, faça escolhas informadas e, por outro, para que garanta uma boa poupança nas mais diversas áreas do seu dia-a-dia.

Ainda assim há coisas das quais não quer, certamente, abdicar, porque lhe dão prazer.

Partindo do princípio que a vida deve ser levada com moderação, com vista a garantir um futuro melhor, às vezes conhecer outras formas de estar e tentar vivê-las e adaptá-las a si próprio, pode ser um excelente contributo para uma melhor vida financeira e pode mesmo deixá-lo muito mais satisfeito com as escolhas que faz.Neste artigo, baseado no documentário The Minimalists (2017), damos-lhe alguns conselhos que podem funcionar como ponto de partida para perspetivar outra realidade e refletir sobre como pode otimizar o seu dia a dia e, em última análise, a sua gestão financeira.

Comecemos pelo início

A história de The Minimalists bem que podia ser ficção e estar na prateleira de uma livraria como um grande bestseller, afinal tem todo os ingredientes que o tornariam num livro de sucesso. Esta é a história de dois jovens, perto dos trinta anos, bem-sucedidos financeira e profissionalmente, mas, ainda assim, insatisfeitos e verdadeiramente infelizes.No momento em que tomaram consciência de como se sentiam, de tal forma exacerbados pelo trabalho e por aquilo que podiam comprar com o que ganhavam (que era tudo o que pode imaginar, desde casas e mobílias de luxo, carros topo de gama até à roupa mais cara e sofisticada) cruzaram-se com esta filosofia de vida – o minimalismo.Ao ponto de começarem a livrar-se do que era verdadeiramente inútil na vida deles.Obviamente, que não queremos com isto dizer-lhe para deixar o seu emprego ou a sua casa. Pelo contrário, desafiamo-lo a olhar para a sua vida e perceber que pode ter menos coisas na sua vida e poupar com isso!
Como Joshua e Ryan dizem no blog, o objetivo desta filosofia é “aprender a ter controlo e poder de decisão sobre o que queremos e não queremos ter”.
Afinal tudo se resume a estabelecer prioridades. Assim, a primeira proposta que lhe fazemos é que veja o documentário (uma sugestão bastante económica para estas noites de inverno).

Depois disso, como pode esta filosofia ser adaptada para otimizar o seu orçamento familiar e ajudá-lo a ser um consumidor mais consciente?

Esteja à atento às suas necessidades reais e evite comprar por impulso

Este é um dos grandes problemas quando pensamos em derrapagens orçamentais e pode acontecer no supermercado, ou nas mudanças de estação em que achamos que precisamos de um novo casaco. Sempre que for às compras, seja que tipo de compras for, veja antes o que tem em casa.Por exemplo, não vá ao supermercado sem verificar a dispensa e sem fazer uma lista detalhada das coisas essenciais (em primeiro) para as que podia perfeitamente dispensar (em último).Quando precisar de comprar um casaco para o inverno, verifique os seus armários - dê sempre uma arrumação profunda antes da ida ao shopping e assegure-se realmente do que precisa de comprar. A mesma coisa com utensílios de cozinha ou produtos de beleza, como a maquilhagem. Sempre que pensar que precisa de alguma coisa, verifique primeiro se não tem lá por casa algo que ainda lhe pode ser útil.

Faça uma arrumação profunda em sua casa e ganhe dinheiro com isso.

A organização é o ponto de partida e o pilar de qualquer estratégia de poupança, por isso aproveite um fim de semana e desafie a família a explorar as diferentes divisões da casa.Vejam o que já não usam e selecionem o que podem dar a quem mais precisa (por exemplo roupa e brinquedos).Os outros produtos, sejam eletrodomésticos, louça de jantar, jogos de tabuleiro, etc. pode sempre vender em páginas de Facebook destinadas a esse fim, ou até mesmo no OLX, pois é gratuito e poderá assim ganhar algum dinheiro extra, para juntar à sua poupança.

Viva mais experiências

Invista em experiências, em pequenas coisas que vão ficar para sempre na sua memória, sem ocupar espaço em sua casa. Nem todas as experiências têm de ser viagens dispendiosas. Um simples passeio, ou picnic num parque com a família e amigos já fazem a diferença.Afinal a vida é feita de momentos e não precisamos de grandes coisas (bens materiais) para sermos felizes. Procure mais atividades que possa fazer com quem mais gosta, ou mesmo sozinho e aprenda a desfrutar desses momentos, vai ver que no fim das contas, vai estar muito mais rico e feliz.Antes de começar com esta empreitada, por uma vida ‘mais minimalista’, saiba que pode ser uma tarefa bastante ambiciosa. Por isso vá com calma, sempre a focado no futuro e no seu bem-estar. Perspetive o seu dia a dia e as suas escolhas, e seja ainda mais feliz neste ano que se avizinha.
Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #mais é menos,
  • #minimalismo,
  • #tendencia minimalista,
  • #the minimalists

Deixar uma resposta

2 comentários em “Como a tendência minimalista pode ajudá-lo a poupar