No dia 31 de Outubro celebra-se o Dia Mundial da Poupança, um dia importante para o Doutor Finanças. Por isso, a Dica do Doutor reflete sobre a importância da literacia financeira na nossa vida. Afinal de contas, as decisões sobre o dinheiro fazem parte da vida de todos nós. 

A poupança dos nossos Clientes é o ponto mais importante da missão do Doutor Finanças. Na Dica do Doutor, tentamos informar os nossos leitores de como fazer melhores decisões financeiras. Mas não somos só nós que o dizemos. No próximo dia 31 de Outubro, celebra-se o Dia Mundial da Poupança. A poupança tem o seu próprio dia de celebração e a nível mundial, mostrando bem a relevância do mesmo, sendo um problema comum a todos os estados.

Com a globalização, a temática do consumo é cada vez mais pertinente.

Atualmente quando gastamos dinheiro, gastamos em termos globais, com lojas online de outros países e as viagens de lazer que realizamos todos os anos. As últimas notícias indicam que os portugueses estão a gastar mais dinheiro no estrangeiro, especialmente com os cartões de crédito, mostrando que o consumo atual é feito nos países de residência, como também no estrangeiro.

Há assim uma necessidade extrema de programar as despesas, já que quanto mais ganhamos mais tendência temos para consumir e vivemos uma fase de alguma euforia de consumo, com crédito mais facilitado que num passado recente e com formas mais fáceis e acessíveis de aceder a créditos novos.

O Dia Mundial da Poupança é muito relevante para relembrar o consumo que fazemos todos os dias nos chamados gastos extras. As despesas com telemóveis, PC, férias e troca de carro são uma despesa que, se forem acauteladas atempadamente com uma poupança, podem ser pagas integralmente, sem ter de ser obrigado a recorrer a um crédito pessoal, que com as taxas de juro aplicadas implicará um custo total muito elevado que o valor de compra inicial.

A poupança não serve apenas para acautelar estas despesas.

Olhamos também com preocupação para o atual ciclo económico, em que as entidades bancárias apostam na concessão de crédito. A publicidade a que estamos expostos diariamente pode-nos levar à euforia do consumo fácil e rápido, sem termos a real perceção do seu peso no orçamento familiar.

Mesmo que pense que não terá despesas futuras adicionais, esta é uma altura ideal para olharmos aos encargos e preparar-nos para a subida das taxas de juros, que irão certamente ocorrer, o que significará que os créditos que tem atualmente implicarão prestações superiores. A prestação do seu crédito habitação ficará mais cara, ou seja, irá pagar prestações maiores pelo mesmo endividamento, sem ter contraído mais nenhum crédito.

Neste Dia Mundial da Poupança, a Dica do Doutor convida-o a ponderar os seus custos e a perguntar-se se estas despesas são passíveis de serem reduzidas.

dica do doutor dia mundial da poupança

Será que posso pagar menos pelo meu crédito habitação, fazendo uma transferência de banco? Será que posso encontrar no mercado uma melhor proposta para pagar seguros mais baratos? Será que posso renegociar o valor do pacote das operadoras de telecomunicações? Será que posso analisar a minha dívida de cartão crédito e conseguir um crédito pessoal que me ajude a liquidar essa dívida, porque terá uma taxa de juro menor?

O Dia Mundial da Poupança é o dia ideal para investir na sua literacia financeira, de compreender melhor o seu orçamento familiar. Pode começar a ler um livro sobre literacia financeira, que poderá ajuda-lo ao longo do ano a tomar melhores decisões e a proporcionar um melhor controlo das suas finanças pessoais.

Para além disso, se procura ajuda de temas relacionados sobre finanças pessoais, estamos ao seu dispor para ajudá-lo, de forma célere e totalmente gratuita.

O Doutor Finanças deseja-lhe um ótimo Dia Mundial da Poupança com votos de uma vida financeira mais saudável.