Finanças pessoais

Poupar em casa: 12 dicas para alterar hábitos domésticos

Tem uma casa e não sabe o que fazer com tantas contas para pagar? Altere alguns hábitos e comece a poupar dentro de portas.

Finanças pessoais

Poupar em casa: 12 dicas para alterar hábitos domésticos

Tem uma casa e não sabe o que fazer com tantas contas para pagar? Altere alguns hábitos e comece a poupar dentro de portas.

Todos queremos ter a nossa casa, seja ela comprada ou arrendada. Contudo, chegamos ao final do mês e não temos mãos a medir com tantas contas a pagar. Afinal, uma casa é uma pesada fonte de despesa. Ainda assim, saiba que, no decorrer do ano, é possível poupar centenas de euros em casa, apenas com a alteração de alguns hábitos domésticos diários que, sem darmos conta, nos esvaziam a carteira.

Por conseguinte, uns mais e outros menos, mas todos temos hábitos errados, no que à poupança diz respeito. Os erros são vários, uns por desconhecimento, outros por preguiça ou desleixo. Por exemplo, simples mudanças na moderação do consumo de água ou luz, escolha de alimentos ou simplesmente tomar o pequeno almoço em casa, podem permitir uma poupança de algumas dezenas de euros ao final de cada mês.

Conheça, de seguida, algumas dicas para alterar hábitos domésticos e, assim, poupar ou reduzir encargos com a sua casa.

Dicas para poupar em casa

1. Modere o consumo de água

A conta da água é uma das despesas mensais que nenhuma família pode evitar. O valor a pagar todos os meses, depende muito dos hábitos e necessidades de consumo de cada pessoa. Contudo, certas mudanças de hábitos podem reduzir a sua conta da água. Por exemplo, a quantidade de água que desperdiçamos em ações simples como “tomar banho”, “abrir uma torneira” para lavar as mãos ou para cozinhar. Assim:

  • Abra a torneira apenas quando necessário e feche logo de seguida (elimine hábitos como estar a ensaboar as mãos ou escovar os dentes com a água a correr);
  • O mesmo acontece no banho, evite banhos longos.

2. Modere o consumo de eletricidade

  • Se vive acompanhado, privilegie os programas em família ou grupo. Por exemplo, se está a ver TV e a(s) pessoa(s) com quem vive também, sempre que possível, tente conciliar o programa, evitando assim ligar mais de uma;
  • Não deixe as luzes ligadas desnecessariamente. Ou seja, tenha apenas as luzes acesas da divisão onde se encontra;
  • Lave a loiça, sempre que possível, com água fria. A água quente implica consumo de energia do esquentador;
  • Evite usar a máquina da roupa com pouca carga, tente rentabilizar o gasto de energia;
  • Se necessitar de um eletrodoméstico novo, opte por equipamentos com o escalão máximo na certificação energética;
  • Opte por lâmpadas económicas (LED). A diferença de consumo para com uma lâmpada normal pode chegar a 9 vezes menos;
  • Evite deixar o botão stand-by dos aparelhos ligado;

Leia ainda: Como tornar a minha casa mais quente e poupar no final do mês;

3. Analise e verifique os preços

Verifique e compare os preços de tudo o que compra para sua casa, principalmente no supermercado. Se possível, opte por comprar marcas brancas. O barato pode sair caro. Ou seja, comprar barato pode significar comprar duas vezes.

4. Quer poupar em casa? Não adie reparações

Avarias graves não devem ser ignoradas. A máquina de lavar roupa que deixou de funcionar, a da louça que já não lava como devia, por exemplo, são reparações que não deve adiar. Caso contrário, o problema pode agravar-se e, no futuro, a despesa pode ser bem maior. Assim, adiar reparações é meio caminho andado para aumentar despesas e "dores de cabeça".

5. Comece a poupar em casa com a decoração

Aquela mania de comprar uma coisa porque um dia pode ser necessária? Ou comprar porque fica bem ou é bonito? Não faça isso. Isto porque, para além da despesa, a casa fica cheia de objetos sem utilidade imediata. Só deve comprar quando realmente precisa.

6. Evite comer fora, rentabilize a sua cozinha

Tome, sempre que possível, o pequeno-almoço em casa e leve almoço para o trabalho. Certamente, vai gastar mais energia (água, luz, gás), contudo, fica bem mais em conta do que comer fora.

7. Poupar em casa: não desperdice alimentos

Planeie as suas refeições e faça a gestão das idas às compras para aproveitar promoções e vouchers. Assim, verifique o que tem em casa e não deixe estragar alimentos. Tenha, por isso, atenção aos respetivos prazos de validade.

8. Reaproveite tudo o que for possível

Antes de tudo, tome atenção ao que compra. Por conseguinte, não faça compras repetidas e reaproveite todos os objetos ou materiais que possam ser reutilizados para outra finalidade.

Leia ainda: 7 dicas que vão ajudar a poupar no ar condicionado em sua casa

9. Evite colocar coisas quentes no frigorífico

Não coloque nada morno ou quente no frigorífico. Dessa forma, evita que a temperatura do seu frigorífico aumente e que, consequentemente, este tenha de fazer um esforço maior para conservar os alimentos, o que implica um consumo energético adicional. Deste modo, está a prolongar a vida útil do seu equipamento.

10. Ajuste o tamanho da panela à boca do fogão

Procure a panela adequada para cada boca do fogão, de modo a não desperdiçar energia. Além disso, opte pelas bocas mais pequenas. Estas, por exemplo, consomem menos 10% de energia e evitam que o calor que chega à panela não seja desperdiçado.

11. Não ligue o ferro de engomar para passar apenas uma peça

Quando ligar o ferro, aproveite para passar uma boa quantidade de peças de roupa, uma vez que o que gasta mais energia é o arranque da utilização. Por outro lado, pendure a roupa que vai passar a ferro, em vez de a colocar num cesto. Assim, evita dobras ou rugas, o que implica mais tempo e, consequentemente, gastar mais energia elétrica.

12. Deixe o sol entrar na sua casa

Trabalhar ou descansar com a luz natural, para além de melhorar o seu humor, é essencial para a saúde. O que, certamente não sabe, é que o sol pode ajudar a poupar na eletricidade.

Isto é, uma casa com boa iluminação natural, pode gerar uma grande poupança elétrica, eliminando a necessidade de luz artificial ou de aquecimento durante o dia.

Em síntese, até dentro da nossa casa é possível poupar. Nesse sentido, reveja e altere alguns dos seus hábitos domésticos e comece a poupar. Tenha sempre presente este lema: “Gaste menos do que aquilo que tem, mas não menos do que aquilo que necessita para viver”.

Leia ainda: Cada divisão da casa pode ser uma oportunidade para poupar

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)