Poupança

3 passos para equilibrar o seu orçamento familiar

João Barbosa João Barbosa , 16 Março 2015

Quer equilibrar o seu orçamento familiar e não consegue? Veja três simples passos para equilibrar o seu orçamento mesmo no ambiente de grande austeridade que vivemos atualmente em Portugal. Neste contexto, temos visto os salários serem reduzidos, os impostos aumentados e os custos subir de forma expressiva.

Estas dificuldades têm aumentado também o incumprimento de contratos de crédito bem como as penhoras bancárias, situações que devem ser combatidas de forma incisiva. Veja agora os três passos que vão marcar a diferença.

Construa um orçamento familiar realista e exigente

O orçamento familiar é a principal ferramenta de gestão de dinheiro ao dispor das famílias portuguesas. Sendo uma ferramenta cada vez mais utilizada não deixa de ter um potencial ainda desconhecido. Se quer ter o controlo sobre o seu dinheiro não pode deixar de fazer o seu orçamento, tendo em conta:

  • Receitas, na sua vertente fixa e variável;
  • Despesas, nas suas vertentes essencial e variável.

A construção do orçamento familiar deverá ser realizada todos os meses. Não sendo possível, faça-o pelo menos uma vez por trimestre de modo a permitir controlar o seu dinheiro e definir objetivos de poupança e de corte de custos.

Para o ajudar recolher a informação rapidamente e de forma mais eficiente sugerimos que utilize o Boonzi, aquela que é provavelmente a melhor ferramenta de gestão de finanças pessoais em português.

Defina objetivos de poupança e de corte de custos

orçamento_familiar

Após a construção do orçamento familiar irá ser muito fácil definir objetivos de poupança e identificar onde será possível cortar custos. Estude o seu Boonzi com cuidado e irá constatar que as pequenas despesas do dia-a-dia são responsáveis por lhe levar uma parcela muito significativa do seu dinheiro.

Tendo feito esta definição estará em condições de começar a cortar custos através da renegociação dos seus contratos, da eliminação de desperdício, da redução dos custos com os seus seguros e de despesas que simplesmente percebe que não fazem sentido.

Pague primeiro a si próprio

Diz-nos a experiência que para aumentar a probabilidade de poupar todos os meses e de forma consistente é necessário criar automatismos. Para poupar de forma inconsciente deverá conseguir:

  • Poupar no início do mês, altura em que tem dinheiro disponível na sua conta;
  • Poupar de forma automática, bastando para tal programar uma transferência automática de uma determinada quantia para uma conta autónoma.

Três pequenos passos que podem fazer toda a diferença na gestão do seu dinheiro. A sua aplicação não irá mudar a sua vida de um dia para o outro mas será fundamental para reforçar hábitos saudáveis de gestão do seu dinheiro. Se as suas mensalidades com créditos são muito altas e não consegue poupar poderá entrar em contacto com o Doutor Finanças e fazer um check-up ao seu plano financeiro.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #como poupar dinheiro,
  • #finanças penhoras,
  • #orçamento familiar,
  • #penhoras,
  • #poupar dinheiro,
  • #renegociação de créditos

Deixar uma resposta

9 comentários em “3 passos para equilibrar o seu orçamento familiar