Utilidades

Perdi a carteira. O que devo fazer?

Daniela Gonçalves Daniela Gonçalves , 22 Abril 2019

Lamentamos. Se está a ler este artigo porque perdeu a carteira, esta é primeira coisa que lhe temos a dizer. É que para além da perda material (da carteira em si, dos documentos e do dinheiro), ganhou, sem querer, uma carga de trabalhos. Mas queremos ajudá-lo com este artigo. Aqui irá encontrar os passos que tem que seguir, os locais onde se deve dirigir e como deve proceder para que tudo volte à normalidade, o mais rápido possível.  

Se já fez o exercício de reconstruir mentalmente os últimos momentos de que se lembra de ter contactado com a carteira e mesmo assim não a conseguiu recuperar, eis os passos a seguir:   

1. Cancele os cartões bancários junto do seu banco

A maioria das instituições bancárias ou de crédito têm vias próprias para o efeito. Pode também reportar a situação à SIBS – Sociedade Interbancária de Serviços (808 201 251), mas neste caso terá de indicar dados como o número do seu cartão e da conta associada, bem como o nome da entidade emissora. Depois de reportada a perda, deixa de ter responsabilidade sobre os movimentos que se façam com estes cartões. Ou seja, se houver algum levantamento depois desse momento, a entidade emissora do cartão será responsabilizada.   

Leia ainda: Perdi o meu cartão de crédito: o que fazer?

cartão de crédito

2. Participe o sucedido às autoridades policiais (PSP ou GNR)

Procure dar toda a informação que conseguir sobre a sua carteira e o momento em que prevê que a tenha perdido. Peça uma prova desta participação.  

3. Caso tenha perdido também o telemóvel

  • Cancele o cartão SIM. Entre em contacto com a empresa de telecomunicações, explique a situação e peça o cancelamento imediato. 
  • Altere todas as palavras-passe ou códigos de acesso de plataformas onde tinha a sessão iniciada (email, homebanking, redes sociais, etc.) 
  • Se o equipamento for recente, pode haver forma de o localizar ou bloqueá-lo, para que quem o encontre não tenha acesso às suas informações pessoais. Verifique esta possibilidade também com a operadora. É possível que lhe peçam o IMEI (International Mobile Equipment Identity).  

4. Recuperação de todos os documentos pessoais

Depois as tarefas anteriores feitas, deve começar a tratar da recuperação de todos os documentos pessoais que perdeu. Assim que possível dirija-se às autoridades competentes para cancelar e requerer uma nova emissão dos seus documentos pessoais, como o cartão de cidadão e a carta de condução. Pode fazer tudo isto num único balcão "Perdi a Carteira" da loja do cidadão.

Saiba que ao fazer requisição de segundas-vias dos documentos, terá de pagar os encargos da nova emissão. Para o cartão de cidadão terá que desembolsar 15 euros. No caso da carta de condução, o custo é de 30 euros, assim como o do documento único do automóvel, caso precise também de uma segunda via.  

Leia ainda: Carta de condução: não é necessário alterar morada nem perder tempo na loja do cidadão

5. Consulte os perdidos e achados

Por fim, consulte o site dos Perdidos e Achados. Provavelmente nunca ouviu falar desta plataforma até agora, que precisa de se servir dela. Através de uma pesquisa rápida e simples descobre os bens achados que foram entregues à GNR e PSP. Para isso, deve inserir o tipo de bem perdido, a data em que perdeu o bem e a respetiva localização. Aqui pode também subscrever uma notificação por email que lhe permite receber os resultados atualizados da sua pesquisa. Pode ser útil, caso a sua carteira dê entrada no sistema como bem achado.

Atitude preventiva    

Talvez nunca tenha pensado nestas questões, até perder a carteira. Aqui ficam algumas sugestões para que, caso volte a acontecer uma situação semelhante, esteja melhor preparado. Pode também partilhar estas dicas com familiares e amigos:  

  • É aconselhável ter sempre um cartão com algum dinheiro em casa, para situações como esta. Informe-se com o seu banco se dispõe de algum cartão recarregável que possa servir nestes casos. 
  • Nunca se faça acompanhar de códigos escritos em papel ou mesmo no telemóvel, por uma razão óbvia.    
  • Tal como indicamos acima, é possível bloquear ou localizar um telemóvel através do IMEI. Mas para isso, é necessário que o tenha guardado em outro lugar que não o próprio telemóvel. Pode tê-lo, por exemplo, associado à sua conta Google. 
  • A própria PSP alertou para um hábito que pode proporcionar a perda ou o roubo de carteiras, que é guardá-las no bolso de trás das calças. Se tem este hábito ou conhece alguém que o tenha, desaconselhe o quanto antes. 

Agir rapidamente é importante para minimizar as maiores dores de cabeça que uma situação de perda de carteira pode trazer. Agora que já sabe como proceder, aja de forma a precaver-se e passe a palavra a familiares e amigos.  

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #carteira,
  • #perder a carteira

Deixar uma resposta

Um comentário em “Perdi a carteira. O que devo fazer?