Vida e família

7 formas de exercitar o seu cérebro sem telemóvel ou televisão

Deixamos-lhe 7 sugestões para que possa exercitar o seu cérebro longe do telemóvel e da televisão e aproveitar da melhor forma este tempo em casa.

Telma Gonçalves Telma Gonçalves , 23 Abril 2020 | 2 Comentários

Televisão, computador e telemóvel são meios de comunicação e de diversão privilegiados e que também estão na "linha da frente" do entretenimento em tempos de quarentena. Ainda assim, sente falta de estímulos? Há alternativas para exercitar o seu cérebro e aproveitar bem o tempo.

Enquanto estamos em quarentena, partilhamos algumas sugestões para exercitar o cérebro e sem recurso a dispositivos eletrónicos. Tudo sem mexer com a sua carteira.

Fazer palavras cruzadas ou sudoku

lápis em cima de um exercício de palavras cruzadas

Estes jogos são verdadeiros quebra-cabeças e por vezes representam grandes enigmas. O jogo das palavras-cruzadas é um clássico. Mais recentemente surgiu um jogo parecido e com muito sucesso, o jogo japonês sudoku. Estes são dois dos melhores exercícios que pode fazer para exercitar o seu cérebro. Porquê? Estas atividades são exercícios de raciocínio que ajudam muito a renovar as conexões neuronais. No caso das palavras-cruzadas ainda tem a vantagem de aprender palavras novas.

Jogos de Tabuleiro

Do Jogo Monopólio ao xadrez, os jogos de tabuleiro são muito importantes para poder interagir com todos os membros da família e que podem proporcionar momentos de grande diversão. Estratégia, raciocínio e memória são algumas das formas de exercitar o seu cérebro que estes jogos proporcionam.

Os jogos de tabuleiro têm uma grande vantagem: a sua versatilidade. A maioria destes jogos proporcionam entre 2 a 6 jogadores e são dos 8 ao 80, dando-lhe a possibilidade de envolver e entreter os mais novos. Recorda-se do Quem é Quem, do Pictonary, do Cluedo ou do Trivial Pursuit? É bem possível que tenha um exemplar destes clássicos em casa.

Leia ainda: 5 jogos que ensinam as crianças a gerir o dinheiro

Pôr as leituras em dia

Ler por si só é capaz de ativar várias áreas do cérebro. Uma leitura mais focada e concentrada é capaz de ampliar esse efeito. A leitura também estimula a memória e expande a capacidade da mente.

Pode escolher ler em silêncio, com música ou mesmo em voz alta. Ler também o tornará num melhor ouvinte, já que também tem efeitos benéficos na capacidade de escutar e traz também efeitos benéficos para a auto estima. Mesmo as leituras mais lúdicas trazem-lhe sempre mais algum conhecimento ou despertam a sua curiosidade para algo em que nunca tinha pensado.

Leia ainda: 5 livros para mudar a sua vida financeira

Construir puzzles

Esta é mais uma daquelas atividades em que põe os cérebros de todos aí em casa a trabalhar: construir puzzles.

A princípio são um conjunto de muitas peças que parecem não encaixar em lado nenhum. Aos poucos, começamos a organizar as peças de forma lógica e no final a solução pode ser uma paisagem ou uma personagem. Neste tipo de atividade utilizamos sobretudo a componente de raciocínio e lógica, mas também alguma criatividade. Fazer puzzles ajuda o cérebro a desenvolver novas conexões nervosas e assim a aumentar a atividade cerebral e a nossa apetência para resolver problemas.

pai a fazer um puzzle em cima da mesa com o filho ao lado

Cozinhar

As artes culinárias também pode ser uma excelente terapia para estes tempos de quarentena. Mas pode também juntar-lhe fazer experiências na cozinha.

Combinar ingredientes de forma livre e criativa, inventar, improvisar estimulam o lado criativo. Por outro lado, seguir atentamente uma receita vai poder estimular a capacidade de concentração e rigor metodológico como se de um laboratório se tratasse.

Lembre-se que que há compras que pode obter sem sair de casa, através de supermercados online.

Praticar desporto

Sabia que o exercício físico, além de outros benefícios para a saúde, o ajuda a pensar e raciocinar melhor? Além de fazer bem ao corpo, também faz bem à mente. Realizar movimentos coordenados tem benefícios que vão desde melhorias na aprendizagem até à prevenção de demências.

A explicação científica é simples: o exercício físico aumenta o fluxo sanguíneo que vai pra o cérebro, dando-lhe oxigénio e glicose, duas componentes preciosas para a atenção e concentração.

E dançar, porque não?

Dançar pode ser considerada uma arte, uma terapia ou mesmo uma medicina complementar. Esta prática também pode ser benéfica para exercitar o seu cérebro.

É um excelente estimulante para a memória porque puxa por ela! É necessário saber de cor passos e memorizar a sequência entre eles e, ao mesmo tempo, tem a devida coordenação motora.

Estas são algumas das atividades que pode fazer em casa para exercitar o seu cérebro.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

2 comentários em “7 formas de exercitar o seu cérebro sem telemóvel ou televisão

  1. Boas ,
    Gostava de saber quando é que recebo o reembolso do IRS, e se já alguém neste momento o recebeu?
    Eu fiz a entrega automático pelo modelo 3 no dia 4 de abril.
    Alguém sabe me dizer quando irei receber o reembolso?
    Obrigado