Bem-estar

Ligaram-me de um número internacional, como sei se posso confiar?

Já recebeu chamadas de números internacionais que não conhece? Sabia que pode tratar-se um esquema de fraudulento?

Com certeza que já recebeu chamadas de números, móveis ou fixos, que não conhece. E é possível que tenha recebido chamadas de números internacionais, apesar de não conhecer ninguém que esteja no estrangeiro. Muitas dessas chamadas de números nacionais são spam. Já no caso dos números internacionais pode tratar-se de um esquema de ciberfraude.

Neste artigo, vamos explicar os cuidados que deve ter, em especial com os números internacionais.

Quem é que nunca recebeu chamadas de números nacionais, fixos ou móveis, que não conhece? Provavelmente é o seu caso e, quando não atende, muitas vezes fica sem perceber quem lhe estava a ligar. Se quiser tirar dúvidas pode utilizar algumas aplicações (como por exemplo, Sync.Me, Truecaller ou Whoscall) ou fazer uma breve pesquisa na internet. Como a grande fatia das chamadas que recebemos são feitas por empresas, ao fazer estas pesquisas vai conseguir identificar que empresa é, e a que serviços ou produtos está associada.

À parte do inconveniente que é ter chamadas destes números, várias vezes ao dia (pois costumam ser bastantes persistentes e até ligar de vários números diferentes), estas chamadas não são, por norma, fraudulentas. São designadas de chamadas spam.

Já quando se trata de números desconhecidos, com indicativo internacional, deve ter mais cuidado. Pode tratar-se de uma burla telefónica!

Como funciona o esquema fraudulento com números internacionais?

8 dicas para evitar cair em burlas e esquemas fraudulentos em nome de outras entidades
Ler mais

O processo é simples e, aparentemente, inofensivo. Recebemos uma chamada internacional e algumas vezes nem temos tempo de atender o telefone. Há apenas um toque e a chamada é desligada. Isto porque quem está por detrás de chamada fraudulenta, deixa tocar uma única vez e desliga de imediato. Para estes hackers o que importa é que o número fique registado no nosso telemóvel, esperando que devolvamos a chamada. Contudo, se se tratar de uma chamada fraudulenta, quem tentar devolver essa chamada passa a estar registado na rede destes burlões.

Resultado? Torna-se um alvo fácil e poderá receber faturas de telefone avultadas ou até ser-lhe descontado o saldo do seu telemóvel. Caso tenha um tarifário pré-pago esse valor é imediatamente descontado do saldo do seu cartão, mas se tiver um tarifário pós-pago pode aperceber-se da fraude apenas quando receber a fatura para pagamento.

Os esquemas fraudulentos através de chamadas de números internacionais são um fenómeno já bem conhecido, mas, aparentemente, continuar a dar resultado. Em 2013, houve queixas de casos relacionados com chamadas e mensagens de números da Letónia e Bielorrússia. Já em 2017, foram conhecidos casos de chamadas vindas da Tunísia, Argélia, Marrocos, Congo e Tanzânia.

Segundo a ANACOM: “os países de origem e os números utilizados para a prática deste crime vão variando e, por essa razão, bloquear os números não resolve totalmente o problema. A sua operadora telefónica também não pode impedi-lo de receber chamadas internacionais de um determinado país, pois não é possível distinguir uma chamada legítima de uma fraudulenta.” Ainda assim, e caso seja vítima destas chamadas, deve imediatamente contactar a sua operadora para dar conhecimento destas chamadas e poder salvaguardar-se caso seja confrontado com faturas elevadas.

Tenho familiares no estrangeiro, o que devo fazer?

Não obstante e caso tenha familiares ou amigos a viver no estrangeiro, ou até aguarda contactos de empresas estrangeiras, por exemplo, para tratar de negócios ou propostas de emprego, não atender as chamadas internacionais de números desconhecidos pode ser problemático.

Para contornar estas questões tem algumas soluções. No caso dos familiares e amigos, pode pedir os contactos antes e gravar os números. Desta forma, conseguirá sempre identificar quem lhe liga. Pode também privilegiar os contactos através de outros canais, como o e-mail ou as aplicações de mensagens, como o Whatsapp, Facebook Messenger, entre outras.

Apesar destes cuidados aumentarem a sua proteção, não é demais salientar que o e-mail e as aplicações de mensagens não estão isentos de riscos. São uma forma de fugir às burlas telefónica relacionadas com chamadas internacionais, mas podem ser alvo de phishing. Mas, nestes casos, é mais fácil controlar a situação. A regra é nunca partilhar dados sensíveis, especialmente sem confirmarmos informação sobre quem nos está a colocar questões ou a pedir dados.

Leia ainda: 7 hábitos para identificar fraudes por e-mail e proteger os seus dados

O que devo fazer se for vítima de burla telefónica?

Se atendeu uma chamada telefónica e se apercebeu que era fraudulenta, a Anacom recomenda que apresente queixa às autoridades, uma vez que pode estar em causa a prática de um crime. Poderá apresentar queixa junto da Polícia de Segurança Pública ou da Guarda Nacional Republicana da sua área de residência. Em alternativa, pode contactar diretamente o Ministério Público ou o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) junto do tribunal da área onde os factos se verificaram.

Além disso, é recomendável que notifique a sua operadora sobre o sucedido.

Mas antes de chegar a esta situação, tente certificar-se de quem está a tentar entrar em contacto consigo. Se receber chamadas de números internacionais que não conhece (números começados por “00” ou “+” e o indicativo do país) não atenda, nem devolva a chamada. Antes de o fazer faça uma pesquisa para tentar perceber se o número é de confiança. A melhor abordagem é protegermo-nos, não permitindo que terceiros consigam aceder aos nossos dados.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)