Crédito Habitação

Como posso transferir o meu crédito habitação?

A transferência do crédito habitação pode ser a solução para acabar com as suas dores de carteira. Saiba como pode fazê-lo sozinho ou através de profissionais especializados.

Daniela Gonçalves Daniela Gonçalves , 28 Outubro 2019

São dezenas ou mesmo centenas de euros que se podem poupar ao transferir um crédito habitação. Os bancos apresentam atualmente spreads muito competitivos, a rondar 1%. Além disso, é relativamente fácil perceber, com algumas pesquisas e simulações, o quanto pode poupar. 

Por isso, não deixe que a inércia o impeça de transferir o crédito habitação e de diminuir esta despesa no orçamento familiar. Saiba neste artigo como pode fazer a transferência.

Entrega da casa ao banco

Leia ainda: Com o crédito mais barato, aproveite e transfira o seu crédito habitação

Transferir por si próprio

Se pretende procurar sozinho a melhor solução para transferir o crédito habitação de uma entidade bancária para outra, reserve algum tempo e paciência. A maioria dos bancos permite uma primeira simulação online, mas para uma comparação mais assertiva, deve pedir uma análise cuidada ao seu caso. 

Para isso, deve preparar os seguintes documentos: 

Para comparar propostas, tenha em consideração que todas devem ter as mesmas condições: prazos, tipos de taxa, frequência de revisão da EURIBOR

Atente também ao “cross selling” dos bancos, ou seja, à venda de outros produtos como seguros de vida ou multirriscos, PPRs, cartões de crédito, etc. É que muitas vezes este tipo de produtos são associados ao crédito habitação com a justificação de que permitem uma bonificação do spread. Mas na realidade, nem sempre compensa. 

Por isso, aconselhamos a não olhar apenas para o spread, mas sim para a TAEG. É esta taxa que reflete todos os custos com juros, comissões e serviços associados ao crédito. 

Depois de encontrar a alternativa mais vantajosa às condições de crédito que tem atualmente, faça contas aos gastos que poderá ter com a transferência: 

Na instituição onde ainda tem o empréstimo: 

  • Comissão por reembolso antecipado. Poderá ter de considerar o pagamento deste comissão ao banco onde tem atualmente o crédito habitação. A taxa varia entre entre 0.5% e 2% do valor em dívida, dependendo se estamos a falar de créditos a taxa variável ou taxa fixa.

Na instituição bancária para onde pretende transferir o crédito: 

  • Comissão de abertura de processo;
  • Comissão de avaliação do imóvel;
  • Custos de solicitadoria;
  • Custos com registos;
  • Emolumentos notariais.

No entanto, existem muitos bancos que acabam por suportar estes custos, em benefício do cliente.

Se depois de analisadas todas estas variantes pretender avançar com a transferência, deve então pedir ao banco para onde quer transferir o crédito habitação que dê início ao processo. Para isso, terá que fornecer todos os documentos acima indicados. De seguida deve comunicar formalmente à entidade onde está atualmente o empréstimo a decisão de transferência. Por fim, esta entidade deve fornecer ao banco para onde vai transferir o crédito todas as informações e documentos necessários.  

Leia ainda: Transfira o seu crédito habitação e poupe milhares de euros

Recorrer a um intermediário de crédito 

Se não tem disponibilidade para todo o processo de comparação que acima descrevemos, saiba que pode recorrer a um intermediário de crédito. Estes intermediários, como é o caso do Doutor Finanças, ajudam-no a encontrar as melhores soluções num curto espaço de tempo. Além disso, no caso específico do Doutor Finanças, não há qualquer custo envolvido desde o início até à conclusão do processo de transferência. 

Claro que toda a parte da documentação continua a ter de ser tratada por si. Mas no que respeita a todos os gastos envolvidos, o Doutor Finanças opta sempre por apresentar  aos seus clientes as entidades bancárias que não cobram qualquer tipo de serviço.

Por esta razão, pode até ser mais em conta transferir o crédito com o apoio dos consultores Doutor Finanças. 

Para dar início a este processo connosco, deve: 

  1. Preencher o nosso formulário de crédito à habitação ;
  2. Enviar a documentação que lhe será solicitada;
  3. Aguardar enquanto contactamos várias instituições financeiras e negociamos a melhor proposta;
  4. Escolher da melhor proposta para a sua formalização.
Consultores Doutor Finanças

Leia também: Tudo o que precisa de saber sobre a transferência do crédito habitação. 

Por isso, sozinho ou com o apoio de um intermediário de crédito, não deixe que a inércia leve a melhor. Procure a opção mais vantajosa para transferir o seu crédito habitação e comece a poupar já.  

Leia ainda: Crédito Habitação: Transferir ou amortizar?

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #como posso transferir o meu crédito habitação,
  • #documentos crédito habitação,
  • #transferencia credito habitação,
  • #transferir o crédito habitação sozinho

Deixar uma resposta