Crédito Habitação

Com o crédito mais barato, aproveite e transfira o seu crédito habitação

Rui Cunha Santos Rui Cunha Santos , 1 Fevereiro 2019

O início do ano é altura de planear o orçamento familiar. Com as boas condições financeiras praticadas pelos Bancos para os créditos, a Dica do Doutor mostra-lhe as vantagens em transferir o seu Crédito Habitação. 

No Doutor Finanças notámos que o mês de janeiro foi um mês com mais pedidos de consolidação de créditos.

As despesas dos meses anteriores de consumo podem levar a um desequilíbrio no orçamento mensal, que certamente será gerido de forma mais comedida nos meses seguintes. 

Não podemos ignorar o encargo financeiro que mais impacto têm no orçamento familiar: a prestação do Crédito Habitação.

Esta prestação é a despesa mais importante para as famílias. Podemos viver e trabalhar com menos canais de televisão, com menos dados no telemóvel ou menos posses, mas não conseguimos viver sem uma casa com condições mínimas. As notícias recentes mostram que mais 70% dos portugueses tem um crédito habitação, ou seja, a sua casa própria está a ser paga ao Banco que ajudou na compra da mesma.

"É possível reduzir a prestação mensal do meu Crédito Habitação? "

A Dica do Doutor sugere que analise a possibilidade de transferência do seu crédito habitação. 

Quando fez o seu crédito habitação, fez o crédito com as condições do mercado na altura. Se comprou casa há menos de dez anos, estávamos em 2009 e no pico de uma bolha imobiliária prestes a rebentar. Nessa altura, os bancos tinham menos liquidez, tinham muitos incumprimentos e estavam muito cautelosos na concessão de crédito novo, o pouco que aprovavam tinha spreads elevados.

Na altura, o dinheiro estava mais caro, emprestava-se menos e havia uma maior taxa de incumprimento. Com falta de confiança no pagamento, com os Bancos com menos dinheiro, a lei da procura e da oferta dita a regra e emprestava-se mais caro. 

Para poder melhorar as condições do seu crédito habitação, a transferência é uma solução. 

Com o clima económico positivo, o dinheiro está mais barato, pelo que os Bancos têm mais apetência para conceder crédito. O desemprego é menor e existe menos incumprimento das famílias, dando mais confiança para dar crédito. Com a liquidez reposta, os bancos podem também conceder crédito mais barato e apostam em produtos de Crosselling para ter mais margem e lucro na operação.

Sugerimos a transferência do crédito habitação na conjetura atual, pois já podemos encontrar spreads mais baixos no mercado.

Atualmente é possível conseguir taxas ou spreads de 1%, pelo que é possível ter poupanças de milhares de euros no final do contrato. Assim, paga menos juros pelo mesmo empréstimo, poupando mensalmente na sua prestação.

No caso de uma transferência de crédito habitação, já há bancos que lhe pagam todos os custos de transferência, ou seja, poupa sem pagar.

Todos estes pontos são vantagens que o consumidor tem neste momento para poder baixar as suas prestações mensais. No Doutor Finanças, trabalhamos com várias instituições bancárias e com a relação privilegiada, negociamos melhores condições para os nossos clientes. A transferência tem custo zero para o cliente, fica a poupar dinheiro e tem uma folga no orçamento familiar que ajuda na vida financeira.

Realize o seu orçamento, transfira o seu crédito habitação, poupe milhares de euros e fique com uma vida financeira mais saudável

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #dica do doutor,
  • #transferencia credito habitação,
  • #transferir crédito habitação

Deixar uma resposta

Um comentário em “Com o crédito mais barato, aproveite e transfira o seu crédito habitação