Bem-estar

Poupar na consoada: 14 truques para aliviar a sua carteira

Já está a planear a consoada deste ano? Saiba como poupar, com algumas dicas simples e sem comprometer a noite em família.

Bem-estar

Poupar na consoada: 14 truques para aliviar a sua carteira

Já está a planear a consoada deste ano? Saiba como poupar, com algumas dicas simples e sem comprometer a noite em família.

O Natal está à porta e com ele os momentos de alegria, partilha e convívio familiar. No entanto, esta quadra é sinónimo de muitos gastos e um peso extra para a carteira. A ceia de Natal pode mesmo ser responsável por uma grande fatia destas despesas. Assim, pode e deve tentar poupar na consoada.

Para tal, pondere colocar em prática pequenas ações e mudar alguns hábitos para conseguir poupar umas dezenas de euros. Reúna toda a família à mesa, disfrute dos pratos e doçaria típica da época, mas sem comprometer as suas finanças.

Afinal de contas, mesmo com um orçamento apertado, é possível ter uma bela ceia de Natal e não gastar muito.

14 dicas para poupar na consoada

Escolha o local da ceia

Em primeiro lugar, para poder decidir ou planear o quer que seja a nível de custos, deve decidir em família qual vai ser a casa a receber o encontro para a consoada e como pretendem dividir, ou não, as despesas. Assim, analise e escolha o que é melhor para o bem estar e harmonia de toda a família.

Faça um orçamento para poupar na consoada

Para poupar na consoada, deve começar por definir um limite para os seus gastos. Dessa forma, a probabilidade de gastar mais do que aquilo que pretende, é menor.

Elabore a ementa natalícia antes de ir ao supermercado

Escolha e decida qual vai ser o tão desejado menu da ceia de Natal, preferencialmente com contributos de todos os membros da família. Conte o número de pessoas que vão estar presentes, verifique os ingredientes que tem na sua despensa e compre apenas o que faltar (bebidas, entradas, pratos, sobremesas, etc.).

Vá ao supermercado, mas sem fome

Pois é, ir ao supermercado com fome não é boa ideia. A tentação de trazer mais coisas é maior. Logo, não vá às compras com apetite e vai conseguir evitar comprar coisas para as quais nem sequer olharia se tivesse de estômago cheio.

Compare preços

Comparar preços é algo que deve sempre fazer, independentemente da época do ano, mas o Natal não foge à regra. Esta quadra é propícia a campanhas no retalho com o intuito de incentivar o consumo. Assim, deve consultar os preços online, se possível, e espreite os folhetos. Esteja atento, compre apenas o que precisa e tente que seja ao melhor preço possível.

Leia ainda: Dicas para começar a planear as suas compras de Natal

Poupar na consoada aproveitando promoções

Tome atenção às promoções, podem permitir uma poupança significativa. Pondere comprar tudo com a máxima antecedência. Por exemplo, o bacalhau (o produto mais consumido à mesa dos portugueses), tende a ser mais caro à medida que nos aproximamos do Natal. Assim, compre com tempo e gaste menos dinheiro. Por outro lado, vá organizando a sua despensa e o menu de Natal. Faça o mesmo, para as bebidas, ovos, carne e tudo aquilo que seja possível comprar antes do tempo (congele se necessário). Aproveite todas as oportunidades, quando chegar o Natal, a sua carteira vai agradecer.

Opte por comida caseira

O Natal pode ser sinónimo de confusão e de muito trabalho para quem mete "mãos à obra! na cozinha. Por vezes, a tentação de comprar comida já feita é grande. Porém, é um erro se o seu objetivo é poupar. Esqueça take-away ou comidas pré-cozinhadas. Cozinhe em casa. Vai ficar deliciosa e muito mais em conta.

Esqueça os luxos na ceia de Natal

O Natal é uma época especial do ano. Contudo, para comer bem e partilhar bons momentos, não precisa de gastar muito. Evite trazer para a mesa uma grande quantidade de comida. Muitas vezes, apenas serve para dar mais trabalho e despesa, e acaba, não raras vezes, por não ser consumida. Evite desperdícios. Escolha produtos mais em conta e pondere fazer uma sopa e um segundo prato, em vez de dois pratos principais, por exemplo. Pode até ser mais saudável e mais económico.

senhora a escrever carta de natal_prendas

Promova a partilha e divisão de tarefas

Por mais que queiramos fugir à tentação, na ceia de Natal não falta umaa mesa cheia de petiscos, muitas vezes em excesso. E isso, custa dinheiro. Se vai reunir muitas pessoas, pondere partilhar e dividir as tarefas e encargos. Ou seja, cada um pode levar algo e assim contribuir para compor a mesa de Natal. Então, a avó pode levar as rabanadas, o avô traz o vinho e os primos ficam encarregues da sobremesa, por exemplo. Quando menos esperar, a sua mesa já está composta. Dividindo por todos, poupa tempo, trabalho e dinheiro.

Prefira os produtos locais

Procure recorrer, sempre que possível, ao pequeno comercio. Assim, pode comprar produtos de qualidade e, por vezes, mais em conta. Se vive no campo, aproveite os produtos da terra. Por exemplo, procure o mercado da vila ou os produtos hortícolas que o seu vizinho cultiva. Outra oportunidade são as feiras semanais que podem ter preços mais amigos da sua carteira.

Poupar na consoada com marcas brancas

Escolha produtos de marca branca, sempre que possível. Por exemplo, poupe na farinha, açúcar, sumos, água, azeite, entre outros. Geralmente, estes produtos têm qualidade e um preço mais acessível. Ainda assim, avalie caso a caso, em certos produtos compensa, noutros nem por isso.

Leia ainda: Decoração de Natal: 5 dicas para poupar sem deixar de brilhar

Evite os doces

Natal sem doces não é Natal, é o que deve estar a pensar. Pois bem, não precisa de eliminar totalmente os típicas iguarias de Natal da sua mesa (rabanadas, leite-creme, pão de ló, broas, tronco de Natal, entre outros). Ainda assim, pode e deve reduzir as quantidades destes produtos, poupa dinheiro e saúde. Assim, sugerimos que aposte em dois ou três doces típicos e concentre os seus gastos no prato principal.

Ementa igual para todos para poupar na consoada

Tente fazer uma ementa a pensar no gosto de todas as pessoas que vão estar sentadas à mesa. Evite fazer menus especiais para as crianças, por exemplo. Poupa tempo e dinheiro. Mesmo que faça alguma coisa diferente para alguém, tente fazer algo que possa aproveitar os ingredientes já usados. Então, com o mesmo bacalhau, por exemplo, pode ter outros pratos além do tradicional bacalhau cozidos (bacalhau com natas ou espiritual). Por outro lado, com a mesma carne, se for caso disso, pode aproveitar e fazer um empadão ou uma massa. O segredo é aproveitar o que já tem na sua dispensa.

Decore a mesa com os saldos

A decoração da mesa de Natal (toalha de mesa, guardanapos, talheres, pratos, entre outros) também é uma despesa a considerar. Se é fã deste tipo de decoração, então pense em aproveitar os saldos no início de cada ano e prepare desde logo o Natal do ano seguinte. Facilmente compra artigos por menos de metade do preço. Dessa forma, evita gastar muito.

Por outro lado, tem sempre a hipótese de fazer a sua própria decoração da mesa de Natal. Pode aproveitar coisas que já tem em casa, como por exemplo uma toalha em tons de vermelho, velas, o serviço de talheres, etc. Pode espalhar bolas de árvore de Natal ou, então, encher taças de vidro com flores, materiais e objetos alusivos ao Natal. Recicle e reutilize a decoração das ceias anteriores.

Não tem de gastar muito para ter uma bonita mesa de natal. Use a sua criatividade, também na decoração.

Leia ainda: Natal 2021: antecipe-se e evite problemas com os presentes e com a ceia

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.