Impostos

Como é composto o preço dos combustíveis

Sabe o que inclui o preço dos combustíveis? Saiba o que está a pagar quando vai abastecer o depósito do seu carro.

Há um sentimento comum sempre que vamos abastecer o carro: a gasolina e o gasóleo estão muito caros. Mas já alguma vez pensou em como é composto o preço dos combustíveis e o que realmente está a pagar?

O preço dos combustíveis num mercado liberalizado

O preço dos combustíveis, à semelhança da esmagadora maioria dos produtos, varia consoante a constante interação entre a procura e a oferta. Segundo a Galp, os preços de venda da gasolina e do gasóleo refletem semanalmente a evolução das cotações médias desses combustíveis no mercado europeu em relação à cotação média da semana anterior.

Mas o preço dos combustíveis em outras componentes. Uma fatia significativa do que pagamos vai para impostos, além de custos de transporte, refinaria, armazenagem e variações cambiais.

Leia ainda: Como a Internet o pode ajudar a poupar combustível

Preço do crude

O valor do crude, a matéria-prima que dá origem aos combustíveis que usamos no dia a dia, é uma das componentes do preço do combustíveis. Por sua vez, o preço do crude inclui uma série de custos ligados à sua produção, nomeadamente o de extração. A extração do crude requer um forte investimento em infraestruturas por parte das petrolíferas, equipamento especializado e pessoas altamente qualificadas.

Mas os custos com a produção dos combustíveis não são apenas custos de extração do crude. Após esse processo, esta matéria-prima precisa ser refinada para poder ser utilizável como combustível para os nossos carros.

No entanto, os preços da gasolina e do gasóleo não dependem apenas do preço da principal matéria-prima. Há outros fatores que os influenciam, entre os quais estão os picos de procura e as compras dos produtos derivados do petróleo pelas potências mundiais como a China e a Índia que, dadas as quantidades, influenciam a sua cotação.

Descarga e armazenagem

Além do transporte há que contar ainda com os custos com operações logísticas relacionadas com a receção de petróleo bruto ou produtos derivados e respetiva armazenagem.

Variações cambiais

Os preços dos combustíveis podem ainda oscilar em função de variações cambiais. O petróleo é negociado em dólares e os combustíveis são vendidos em cada país nas diferentes moedas nacionais, o que influencia o preço final de venda ao público.

Por exemplo, uma desvalorização do euro em relação ao dólar pode tornar o preço dos combustíveis para os portugueses mais elevado, pois vão ser necessários mais euros para comprar a mesma quantidade de matéria-prima. Já uma valorização do euro em relação ao dólar pode significar uma descida nos preços nas gasolineiras mesmo que a cotação do petróleo em dólares não sofra alterações.

Transporte

Os combustíveis, depois de estarem prontos a serem utilizados, são transportados até aos postos de abastecimento para serem utilizados por todos nós. O transporte da gasolina e do gasóleo, desde o momento que sai da refinaria até chegar às estações de serviço, tem um custo que é refletido no preço dos combustíveis final que o consumidor paga.

De acordo com a APETRO - Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, o custo da extração e refinaria do petróleo juntamente com o transporte representa, aproximadamente, um terço do preço médio da gasolina na União Europeia. Para o gasóleo, esse montante é um pouco superior. Ainda assim, representa menos de metade do preço final.

Impostos

Uma fatia ainda significativa do preço dos combustíveis corresponde a impostos. Os impostos que são refletidos no preço dos combustíveis final que o consumidor paga são dois impostos sobre o consumo: o IVA e o ISP - Imposto sobre produtos petrolíferos. Estes impostos dependem do que é definido pelo Governo. Estes impostos variam consoante o país e o tipo de combustível. É esta a grande razão pela qual os combustíveis têm preços tão diferentes na Europa.

Contribuição para os Biocombustíveis

O preço dos combustíveis contém outra componente relacionada com o custo de incorporação dos substitutos de gasóleo e gasolina, responsáveis pela redução de emissões de gases com efeito de estufa (GEE), os biocombustíveis. A sua incorporação nos combustíveis fósseis é responsável pelo cumprimento da obrigação nacional anual prevista no nº1 do artigo 11º do Decreto-Lei nº 117/2010 de 25 de outubro.

O que realmente pagamos

A Apetro descreve o que realmente pagamos quando vamos abastecer o carro em percentagem de cada uma destas componentes:

  • O petróleo bruto que representa apenas cerca de 25% do preço final. Esta percentagem justifica que uma diminuição de 50% no preço do petróleo bruto não tenha um impacto idêntico no preço de venda dos combustíveis para o consumidor. A descida do preço para o consumidor será bem menos, cerca de 15% a 20%.
  • Impostos - IVA e ISP correspondem a cerca de 60%.
  • A componente logística de transporte, armazenamento e distribuição corresponde a cerca de 11%.
  • A componente de biocombustíveis representa entre 4% a 6%, dependendo do tipo de combustíveis.

Leia ainda: Como poupar cerca de 100€ escolhendo o combustível que utiliza

O que paga com 50 euros?

A Apetro publica semanalmente no seu portal a estrutura do preço médio de venda ao público. Esta informação explica, claramente, o que é que os consumidores estão a pagar em cada litro de combustível que compram num posto de abastecimento.

Segundo os cálculos dessa instituição e considerando o preço médio de venda ao público da gasolina simples 95 de 1,502 euros/litro, 50 euros dão para abastecer 33,3 litros de combustível. Os 50 que paga para fazer esse abastecimento repartem-se da seguinte forma:

  • 4€ são os custos associados à armazenagem distribuição e comercialização;
  • 1€ sobre custo associado à incorporação de biocombustível;
  • 14 € custos associados à matéria prima (desde a extração à refinação);
  • 31€ são os impostos (ISP + IVA).

Leia ainda: Gasolina low-cost: o que é e o que compensa

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)