Sem Categoria

Alternativas ao plástico que vão poupar o ambiente e a sua carteira

Bárbara Do Carmo Bárbara Do Carmo , 17 Outubro 2018
Se olharmos à volta e contabilizarmos a quantidade de objectos de plástico ou de materiais que podem conter plástico, podemos ficar impressionados com o número. Neste artigo, damos-lhe algumas sugestões para poupar nos produtos de plástico.A guerra ao plástico parece estar a produzir efeitos. Se pensarmos quanto plástico utilizamos na nossa vida, podemos ficar muito impressionados. Agora, multiplique isso por todas as pessoas que trabalham consigo, pela sua família e amigos, já nos perdemos nos números! Num momento em que o aquecimento global e a poluição dos oceanos tem dado tanto que falar, está na altura de mudar alguns hábitos  e no fim, se fizer as contas, vai ficar surpreendido com o que pode poupar enquanto poupa o ambiente.Nos dias de hoje, com alguma ginástica mental e criatividade, facilmente percebemos que as alternativas ao plástico existem, estão ao nosso alcance e não encarecem o nosso dia-a-dia.

Comecemos pelo básico...

Ida ao supermercado

Quando vamos ao supermercado, quantos plásticos trazemos para casa? Possivelmente dezenas, e nas compras do mês, uma família de quatro pessoas pode acumular meia centena (ou mais) de produtos alimentares embalados em plástico.Na verdade, cortar com o plástico na nossa alimentação é mais simples do que parece:
  • Opte sempre por produtos frescos - carne, legumes, peixe ou carnes frias - os produtos terão melhor qualidade e evita as embalagens plásticas onde, normalmente, vêm (sim, ainda não nos conseguimos livrar dos pequenos sacos de plástico, mas é um caminho que está a ser feito). Se fizer estas compras no mercadinhos da sua rua, será mais fácil substituir os sacos de plásticos, por sacos de pano ou embalagens de papel;
  • Escolha comprar embalagens em cartão, mais fáceis de reciclar;
  • Experimente soluções caseiras para os seus iogurtes e sumos.Faça-os em casa e guarde-os em frasco de vidro, o seu orçamento familiar agradece;
  • Compre mais a granel - muito se tem falado desta recente tendência do mercado alimentar, as lojas a granel multiplicaram-se e alguns supermercados começaram também a apostar nesta nova realidade, como é o caso do Jumbo. Além de poupar o ambiente, uma vez que em muitas delas pode levar o seu recipiente de vidro para recarregar, os produtos acabam por ser muito mais baratos e é uma excelente forma de diversificar a sua alimentação - consegue comprar mais coisas em pequenas quantidades. Em https://www.agranel.pt/ consegue ver todas as lojas a granel disponíveis na sua àrea de residência.

Poupar na cozinha

Na sua cozinha pode ser um verdadeiro ecossistema de plástico - são garrafinhas, tupperwares de todos os tamanhos e feitios, ainda a ‘loiça’ para os picnics de verão, mais aquela panóplia de utensílios que todos compramos um dia, mas nunca usamos. Opte por comprar facas de cerâmica, substitua as tábuas de plástico para cortar alimentos por tábuas de madeira, escolha, sempre que possível, utensílios de alumínio e esqueça os pratos de plásticos, agora há outras soluções como o bambu que vão dar aos seus picnics um ar muito mais sofisticado e, sem dúvida, mais ecológico. Nunca mais compre tupperwares de plástico ou silicone, por mais cosy que pareçam, substitua-os por embalagens de vidro que conservarão melhor os seus alimentos, podendo inclusivamente reutilizar o frasco de pickles que comprou no supermercado a semana passada, para guardar aquele resto de arroz que sobrou do jantar.

Higiene

Substitua os cotonetes e as escovas de dentes de plástico por bambu. Se está a pensar aumentar a família, pense duas vezes sobre a possibilidade de utilizar fraldas de pano e toalhitas reutilizáveis, o investimento pode ser significativo, mas não será maior que comprar fraldas semanalmente. A ecologicalkids tem boas sugestões, cheia de pinta, caso queira experimentar. Quanto à higiene feminina também há alternativas aos tradicionais pensos higiénicos - informe-se com o seu médico sobre o copo menstrual, faça as contas e veja que vai sair a ganhar.Os produtos de higiene e limpeza são talvez o maior desafio quando pensamos em reduzir o consumo de plástico. No entanto, as alternativas começam, timidamente, a surgir. Em relação a detergentes e shampoos, começa a ser uma realidade a sua existência a granel - embora sejam muitos os condicionamentos, nomeadamente relacionados com o facto de alguns produtos serem tóxicos e por isso, não poderem ser acondicionados de outra forma (como a lixívia, por exemplo). Ainda assim, uma boa solução, passa por comprar este tipo de produtos de uma forma industrial - ou seja, em vez de comprar um frasco de shampoo por semana, pode ir a grandes superfícies e comprar os frascos XL.A Tutisfore, uma empresa de Conservação da Natureza e Sensibilização Ambiental, tem vindo a desenvolver um trabalho intenso junto de escolas e famílias na divulgação e consciencialização ambiental, com workshops e formações que vão desde a alimentação, à cosmética natural e que pode ser um bom ponto de partida para experimentar produtos feitos por si, que respeitam o seu corpo e o meio ambiente. Sabia que fazer um desodorizante em casa é simples e barato? Basta misturar quatro colheres de chá de óleo de coco, duas colheres e meia de bicarbonato de sódio e cinco gotas de um óleo essencial a gosto. Guarde num frasquinho e coloque todas as manhã, como se de um perfume se tratasse. No facebook da Tutisfore encontre a agenda atualizada de workshops, pode ser que haja algum perto de si. O movimento Lixo Zero Portugal também faz workshops em todo o país e é composto por uma grande comunidade de seguidores, que certamente poderão esclarecer todas as suas dúvidas e dar-lhe boas dicas para poupar no, e com o plástico.Banir o plástico do seu dia a dia pode ser uma tarefa morosa e cheia de desafios, mas com criatividade pode torná-la bem divertida. Experimente fazer os seus próprios sacos de pano para ir às compras, só precisa da caixa de costura e de tecidos (como aquele vestido velho que já não lhe serve). Esta pode ser uma excelente atividade para fazer com os miúdos nos fins de semana de inverno que aí vêm, eles vão divertir-se ao mesmo tempo que ganham consciência ambiental. Porque não fazer também uns bonecos para os pequenos, com alguma imaginação é bem capaz de criar o boneco preferido do seu filho, sem grande esforço e zero custo.Reduzir o consumo de plástico no nosso dia-a-dia pode ser uma tarefa difícil e bastante assustadora no início, mas com o tempo vai acabar por se entranhar no nosso quotidiano, tornando-se cada vez mais fácil e inconsciente. Se juntar àquele excel das suas contas mensais os euros que poupa nesta redução, vai ver a sua poupança mensal a engrossar. A Quercus lançou o desafio: 40 dias sem plástico - nós subscrevemos! Aqui, pode estar a raiz, para um dia-a-dia mais sustentável e uma carteira mais saudável. Afinal ser ecológico(a) não é assim tão mais caro quanto nos fazem crer.Aproveite e leia também o artigo "4 coisas menos obvias para poupar dinheiro e meio ambiente".  
Partilhe este artigo

Deixar uma resposta

Um comentário em “Alternativas ao plástico que vão poupar o ambiente e a sua carteira