Utilidades

Simulador de Prestação de Crédito Habitação

Sofia Serrano Sofia Serrano , 15 Fevereiro 2019 | 4 Comentários

Esta ferramenta permite-lhe calcular o valor da prestação de crédito habitação, bem como saber o montante total que vai pagar em juros pelo seu empréstimo.

Dados para calcular prestação de crédito habitação

%
meses

Resultados

Prestação Mensal:{[{result.monthlyPayment | currency: '€'}]}
Juros Totais:{[{result.totalOfInterestWithoutAmortization | currency: '€'}]}

Resultados ao longo do tempo

Mês Amortizar "sobras"Comissões da amortizaçãoPrestação MensalJurosDívida
{[{installment.period}]} {[{installment.aditionalAmortization | currency: '€'}]}{[{installment.interestAmortization | currency: '€'}]}{[{installment.monthlyPayment | currency: '€'}]}{[{installment.interest | currency: '€'}]}{[{installment.presentValue | currency: '€'}]}

Porque é importante saber qual vai ser sua prestação de Crédito Habitação?

Organizar o seu Orçamento Mensal

Se vai comprar casa com recurso a crédito e já tem um imóvel em vista, ao utilizar a Calculadora de Crédito Habitação vai ficar a saber qual a sua prestação, logo fica a saber também o peso que esta representará no seu orçamento mensal.

Se o valor da mensalidade representar mais de 30% dos seus rendimentos ou do seu agregado, significa que a sua taxa de esforço está acima do recomendado e deverá ponderar mais cautelosamente a compra deste imóvel. Uma maior taxa de esforço representa não só um maior risco de incumprimento, mas também menos dinheiro disponível para o pagamento de outras despesas e constituição de poupança.

Outras preocupações que deve considerar

Documentação Necessária

Se vai pedir um financiamento para comprar a sua casa saiba que este processo tem várias fases. Assim, torna-se essencial que conheça todos os documentos que os bancos lhe podem pedir para aprovar o seu crédito habitação, como por exemplo mapa de responsabilidades do Banco de Portugal ou última declaração de IRS.

Se fizer a recolha de todas a documentação com a devida antecedência vai evitar perdas de tempo e dores de cabeça.

Negociar

Obter a melhor prestação de crédito habitação passa por negociar todas as condições relacionadas com o mesmo. Para que consiga as melhores condições é também necessários que cumpra alguns requisitos como ter uma taxa de esforço abaixo dos 40%, comprovar que tem um situação profissional estável ou negociar outros serviços que o vão ajudar a convencer os bancos a dar um spread baixo.

Partilhe este artigo

Deixar uma resposta

4 comentários em “Simulador de Prestação de Crédito Habitação

    1. Olá, Tiago.

      A certeza de uma resposta a essa pergunta equivale quase a ter a chave para um dos primeiros prémios do euro milhões – só no futuro é que dá para saber ao certo 🙂

      A verdade é que em vários países da Europa a regra no crédito habitação é a taxa fixa e não a taxa variável ao contrário do que acontece no nosso país. Embora a taxa variável seja, por norma, inferior, a imprevisibilidade dos valores da mesma em prazos longos, como os do crédito a habitação, levam as pessoas a preferir apostar na segurança da taxa fixa.

      A minha sugestão – analise a evolução das taxas Euribor nos últimos 20 anos (exemplo). Sente-se confortável com aquela evolução? E qual o impacto que esse nível de taxas teria na sua prestação? Consegue ter uma almofada financeira que lhe permita aguentar os períodos de taxas mais altas que venham a existir? (é verdade que elas não ficam no ponto mais alto durante muito tempo, mas tem que conseguir aguentar esses períodos sem deixar de pagar o empréstimo para não ter problemas).

      A única coisa que tenho a certeza é que numa altura de taxas altas, nunca é boa altura para optar pela taxa fixa. Agora, com as taxas ao nível que têm estado nos últimos anos, é algo a ponderar. Mas acho que a resposta deve ser o Tiago a encontrá-la, em função da análise que fizer à sua própria situação financeira e à evolução que espera para o futuro quer da economia em geral, que é o que influencia as subidas ou descidas da Euribor, quer em relação à sua situação pessoal (o seu emprego é estável, consegue a tal almofada financeira para suportar os períodos menos bons? – mas isto são questões que se deve colocar em qualquer caso, opte pela taxa fixa ou pela variável).

      Compare com a taxa de juro fixa que conseguir encontrar. Quanto fica a pagar a mais? E tente adivinhar o futuro – como acha que a economia pode evoluir e quando poderão subir as taxas variáveis?
      Um outro fator a ter em conta (mais fácil de calcular) é a forma como pretende gerir o seu empréstimo. Se pretende pagá-lo o mais rapidamente possível, antes mesmo do prazo acordado com o banco, então saiba que a penalização máxima para amortização antecipada só pode ir até 0,5% em caso de taxa variável mas até 2% em caso de taxa fixa.

  1. Boa noite, tenho uma questão, eu fiz a simulação e o que gostava de entender é se o juros já vão no valor ou ainda é pago a parte?
    Obrigado

    1. Olá, Rafael.

      O valor apresentado pelo simulador para a prestação mensal já inclui juros, sim. Apresenta ainda o somatório da componente de juros ao longo de toda a vida do empréstimo.

      Na parte inferior pode ver uma tabela com a parte de juros de cada prestação e o valor em dívida que vai descendo. Como pode constatar, a dívida desde cada vez mais depressa, à medida que a componente de juros vai diminuindo e a da prestação vai aumentando…