Prospeção na palma das suas mãos

Há uma app que torna a prospeção numa atividade mais interativa e menos monótona, criando uma competição saudável entre agentes imobiliários.

Imagine que ao deslocar-se na sua zona de prospeção, conseguia obter informação de proprietários que estão a vender os imóveis em tempo real, à sua volta, e na palma da sua mão.

Fantástico, certo?

Certo! Até porque, no geral, para quem está na área de mediação imobiliária, o termo prospeção está associado à ação complexa de contactar pessoas para encontrar proprietários de imóveis que queiram ou necessitem de vender a sua casa e, por outro lado, está também associado a um tabu para muitos agentes imobiliários: contacto direto, no terreno e cara a cara...

É importante referir que, para a mediação, a prospeção representa o caminho para a angariação, ou seja, para a assinatura de um contrato de mediação imobiliária que define os grandes objetivos comuns entre proprietário e agente imobiliário que o representa: encontrar interessados, qualificar e obter propostas para concretizar a operação no menor tempo possível e sempre pelo melhor preço.

Prospeção, só online?

Hoje, com cada vez mais alcance, a internet parece ter resolvido a resistência ao tabu da prospeção no terreno. Isto porque existe uma perceção generalizada de que os imóveis disponíveis estão todos online. Basta pesquisar intensivamente os melhores sites generalistas e listar os imóveis que se pretende acompanhar para angariar, ou, no caso do cliente comprador, que se pretende visitar.

Apesar de ser uma forma de prospeção, na minha opinião, não é bem assim, porque esta não pode ser encarada como a única forma de obter informação.

Leia ainda: O que deve saber quando assina um contrato de mediação imobiliária

Quem já fez o caminho sabe

O que começa por parecer uma tarefa fácil, torna-se muitas vezes numa busca complexa e frustrante, pois a informação é muitas vezes duplicada, desatualizada e muito pouco transparente, já para não dizer que, na sua grande maioria, está distribuída por vários interlocutores porque o proprietário (cliente vendedor) prefere trabalhar com Agentes Imobiliários em regime aberto. Ou seja, prefere entregar a sua casa a várias mediadoras para que todas possam promover o seu imóvel ao mesmo tempo.

Provoca-se muito ruído de promoção e muitos desentendimentos, o que leva por vezes ao efeito contrário do desejado, ou seja, a uma venda desacreditada que muitas vezes é feita por um valor mais baixo do que o mercado poderia oferecer, e por vezes, até mais lenta, pois a desconfiança do comprador face à informação cruzada pouco clara tem tendência a aumentar o tempo de decisão.

Resumindo…Não é bom para quem procura, nem é bom para o proprietário, que só depois da sua decisão, é que se apercebe das dores de ter vários interlocutores sem grande compromisso a promover o seu maior bem.

Leia ainda: O desafio de se destacar num mercado imobiliário em alta

Liberte-se do tabu da prospeção e comprove resultados no terreno

Na verdade, as melhores oportunidades são as que ainda não foram anunciadas, e é no terreno, ou junto de pessoas que o conhecem bem, que esta informação privilegiada se obtém. Mas para isso, tem de estar no terreno de forma consistente e sistematizar a sua prospeção para que possa medir os seus resultados e comprovar por si o que muitos Agentes já sabem.

Para si, que ainda não passou por este processo, o que afirmei atrás pode ser uma novidade, mas para Agentes Imobiliários Profissionais esta verdade surge com a experiência de quem um dia decidiu fazer prospeção no terreno para conhecer quem vende, ou poderá vir a querer vender a sua casa.

Criando uma presença regular e uma relação consistente através de diálogo com pessoas da zona de posicionamento e prospeção, descobre-se informação preciosa para não só conseguir chegar primeiro como, mais tarde, para saber como negociar a melhor proposta com base na informação que recolhe.

Tem de se fazer prospeção através de vários canais (offline e online), de forma organizada, e principalmente consistente.

A boa notícia é que a tecnologia pode tornar a sua prospeção muito mais fácil e rápida quer seja online, ou no terreno!

Quando se pretende avaliar oferta, recolher dados, comparar e criar um histórico que apoie a sua proposta de valor para um processo de negociação, deve apoiar-se em tecnologia para o ajudar a registar e cruzar:

  • o que encontra no online, no terreno;
  • e o que encontra no terreno, no online.

A novidade é que, hoje, esta tecnologia já pode ser usada em forma de app, na palma da sua mão, e controlada no seu telemóvel para que tenha acesso a toda a informação disponível em tempo real sobre quem vende, ou para registar quem poderá vir a querer vender.

De uma forma fácil, hoje já se pode registar e obter dados em real time no terreno, organizar contactos e informação, bem como comparar dados para elaborar propostas de angariação com vantagem negocial.

Mas o mais importante é que pode medir os seus passos e resultados das ações que planeou de prospeção, e são os resultados que nos incentivam a fazermos sempre mais e melhor.

Boas notícias para os agentes menos organizados e resistentes à prospeção

Faltava apenas a parte mais importante, tornar a atividade de prospeção mais interativa e menos monótona, sem perder a garantia da capacidade de recolha e tratamento de dados.

A proptech Casafari sabia que este ponto era crucial para desbloquear a ação de prospetar e criou o Casafari Go, uma nova funcionalidade dentro da sua aplicação de CRM que promete uma prospeção para agentes imobiliários mais fácil, mais divertida e mais competitiva através de gamificação, para encorajar mais consistência e gerar mais resultados.

A prospeção torna-se num jogo que desperta uma competição saudável entre agentes imobiliários que se podem organizar em grupos dentro da app Casafari Go. Só têm de definir metas, percursos e uma linha de partida, depois é só fazer go e ver o negócio crescer na palma da sua mão!

“O imobiliário é a minha vida e a minha vida é lidar com pessoas.” A viver em Lisboa e a trabalhar em Portugal, Espanha e Itália, Massimo Forte é acima de tudo um apaixonado pela área do imobiliário, um negócio que considera ser de pessoas para pessoas. Com mais de 25 anos de experiência nas maiores empresas de mediação imobiliária, hoje dedica-se a consultoria, formação e partilha de conhecimento como um dos maiores Real Estate Influencers em Portugal.

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.