Vida e família

Que materiais escolares precisam os alunos?

O regresso às aulas está aí à porta. Já tem tudo pronto? Veja neste artigo quais os materiais escolares que precisa de comprar.

Patrícia Neves Patrícia Neves , 8 Setembro 2020

Setembro chega e com ele vem o regresso às aulas. Os gastos com os livros e com os materiais escolares representam uma grande fatia do orçamento familiar e, facilmente, atingem valores que poderão fazer verdadeiros estragos na sua conta bancária. 

Para o ajudar a sobreviver a mais um início da escola, partilhamos alguns materiais escolares necessários, consoante cada ciclo, de quanto irá precisar de gastar e de como poderá poupar. Abordamos também outras questões relacionadas com os custos da educação pública em Portugal, nomeadamente, as ajudas do Estado, o preço da alimentação e como funcionam os pagamentos dentro dos estabelecimentos de ensino. 

Os materiais escolares necessários 

Não basta encomendar os manuais escolares na livraria. Há todo um conjunto de materiais imprescindíveis para o ensino e a lista aumenta de acordo com o ano de escolaridade. O nível de exigência e a complexidade de algumas disciplinas dos anos mais avançados requerem determinados tipos de materiais.

Por outro lado, há materiais que são perfeitamente reutilizáveis não só de ano para ano, como de criança para criança e, por isso, o ideal é passar esses materiais do filho mais velho para os mais novos, ou mesmo pedir emprestado a familiares ou amigos. A que materiais nos referimos? Por exemplo, compassos, transferidores, flautas, calculadoras e até mesmo mochilas, estojos ou equipamento de desporto. Portanto, sempre que possível procure reutilizar: a sua carteira e o ambiente agradecem. 

Relativamente à lista de material necessário, esta poderá variar de escola para escola e ainda de professor. É importante que se informe junto do professor ou da escola do seu filho para garantir de que, por um lado, tem tudo o que precisa e, por outro, que não compra itens a mais. De qualquer forma, para o ajudar nas compras, apresentamos-lhe abaixo, três listas com os essenciais, uma para cada ciclo de ensino. 

1.º Ciclo (do 1.º ao 4.º ano)

  • Mochila
  • Estojo
  • Lápis
  • Borracha
  • Afia
  • Canetas (azul, preta, vermelha e verde)
  • Caixa de lápis de cor ou de cera ou marcadores)
  • Caderno pautado
  • Caderno quadriculado
  • Régua
  • Compasso
  • Transferidor
  • Tesoura
  • Calculadora
  • Cola em stick
  • Caderno de papel de lustro
  • Bloco de cartolinas A4 / A3
  • 2 Pincéis (um mais grosso e um fino)
  • Plasticina

Este é o material mais básico, ou seja, se na escola do seu filho houver outro tipo de atividades, como inglês, alguma atividade física ou música, necessitará de outros produtos.

Para conseguirmos ter uma noção de que valores estamos a falar, fizemos uma simulação num hipermercado online e, para a lista acima, variámos entre produtos de marca branca e outras marcas mais caras que, ainda assim, estavam com promoção. Incluímos todos os itens da lista e o total rondou os 70€. Poderá gastar menos, ou mais, consoante o material que compre ou se alguns dos materiais forem emprestados.

2.º Ciclo (5.º e 6.º ano)

Com a entrada para o 5.º ano há todo um conjunto de disciplinas extra, incluídas em todas as escolas, como é o caso das aulas de educação física e música. Por isso, à lista do 1.º ciclo será necessário acrescentar os seguintes materiais: 

  • Lápis HB
  • Dossiê para arquivar fichas 
  • 4 cadernos pautados e 1 caderno quadriculado
  • Flauta de bisel
  • Caderno de música
  • Bloco de papel cavalinho A4
  • Guaches (branco, preto, magenta, ciano, amarelo)
  • Base para tinta
  • Pincéis (número 2 e 8)
  • Capa A3
  • Roupa para desporto (fato de treino ou calções/calças e t-shirt e ténis)
  • Chinelos de banho;
  • Toalha
  • Saco de desporto

Neste caso, a simulação foi realizada com todos os artigos, excepto a roupa e material de desporto e o valor facilmente ascendeu aos 80 euros. No entanto, tenha em mente que com a entrada no 5.º ano, provavelmente não precisará de alguns materiais como tesouras, afias, mochilas e estojos. Além disso, se tiver cadernos pouco utilizados, pode simplesmente retirar as folhas usadas. 

3.º ciclo (do 7.º ao 9.º ano)

No 3.º ciclo, mantêm-se muitos dos materiais habituais, como cadernos, borrachas e canetas, mas acrescentam-se alguns considerados mais avançados. Os materiais adicionais às listas anteriores são:

  • Lápis H, HB, B e 6B
  • X-ato
  • 7 cadernos pautados e 1 caderno quadriculado
  • 2 blocos de papel cavalinho A4
  • Calculadora científica e não gráfica (deve ter funções trigonométricas)

A lista do 3.º ciclo rondou os 100€, em parte pela maior quantidade de cadernos, lápis e outros. Não incluímos, mais uma vez, na simulação, a roupa de desporto. 

Lembre-se de que para além de ser possível reutilizar materiais escolares de uns anos para os outros, a compra em quantidade pode compensar. Este ano poderá adquirir um pack com várias borrachas, lápis e canetas e, no ano seguinte já não precisa. Estes valores devem ser vistos como referência e não como regra, porque, como vimos, o total poderá variar muito de caso para caso. 

Ensino Secundário (do 10.º ao 12.º ano)

O ensino secundário possui outro tipo de particularidades tendo em conta o tipo de percurso escolhido pelo aluno. Portanto, para todos aqueles que têm Matemática A será necessário adquirir uma calculadora gráfica, algo que poderá custar entre 70 a 130€, dependendo da marca e do modelo. Por outro lado, quem optar por um percurso mais artístico, irá precisar de materiais para as aulas de Desenho e Geometria Descritiva. Aqui, o valor irá sempre variar de acordo com o curso e com o tipo de disciplinas. 

rapariga loira na biblioteca a ver livros

Os apoios do Estado na educação

Manuais escolares gratuitos 

Quando falamos no regresso às aulas, não nos podemos esquecer dos manuais. Os livros escolares são obrigatórios e são gratuitos para todos os alunos que frequentam a escolaridade obrigatória na rede pública do Ministério da Educação e nos colégios particulares com contrato de associação. Para beneficiar desta medida deve registar-se na plataforma MEGA para obter os respectivos vouchers. A partir daqui, com os vouchers em formato físico ou digital, deve dirigir-se a uma das livrarias aderentes e encomendar os manuais. Todos os livros devem ser mantidos em bom estado e devolvidos no final do ano letivo. 

Leia ainda: Como ter acesso aos manuais escolares gratuitos?

Os cadernos de atividades também são gratuitos?

Não. Apenas os manuais estão incluídos nesta medida. Os custos relacionados com as fichas e cadernos de atividades terão que ser suportados pelos pais e encarregados de educação. Cada um tem o valor entre 11 ou 12€ e, portanto, o total irá variar com a quantidade. Para o 5.º ano poderá contar com algo perto dos 60€, mas no 3.º Ciclo este valor ascende facilmente aos 100€. 

A ação social escolar: em que consiste e quem tem direito

Dentro dos apoios do Estado na educação encontra-se a ação social escolar. Tendo em conta que a escola constitui um encargo financeiro elevado, existe um conjunto de medidas dirigidas às famílias com rendimentos reduzidos, a fim de garantir igualdade de oportunidades. 

Leia ainda: Ação Social Escolar: Saiba se o seu filho tem direito a algum apoio

E o cartão escolar, é obrigatório? Tem custos?

Já há alguns anos que as escolas portuguesas adotaram cartões eletrónicos que funcionam não só para identificação e controlo de entradas e saídas como também para as compras efetuadas no recinto da escola. Esta foi uma forma encontrada para evitar utilizar dinheiro físico dentro das instituições e para os alunos poderem comprar lanches no bar, material na papelaria ou adquirir as senhas de almoço. Este cartão deve ser previamente carregado com dinheiro. 

A boa notícia é que o cartão é gratuito e não é obrigatório carregá-lo com dinheiro. Um aluno do Escalão A, com direito a almoço na cantina e que leve lanche de casa, não precisa de carregar o cartão. Pode simplesmente utilizá-lo para entrar e sair da escola. Ainda assim, apesar de gratuito, se o estudante o perder, aí sim terá que pagar o segundo. O preço varia consoante a escola, situando-se entre os 5 e os 7€. 

Planeie a compra dos materiais escolares 

Saber de antemão quais os materiais escolares necessários permite planear. Desta forma talvez consiga distribuir as despesas ao longo do ano, procurar promoções nas diferentes lojas - físicas e online, e garantir que consegue reutilizar artigos. O objetivo é que consiga reduzir encargos para que o regresso às aulas seja o mais tranquilo possível. Além disso, tenha, também, em atenção às datas tanto para os manuais gratuitos como para utilizar a ajuda monetária no material. Os prazos são estipulados anualmente e é importante que os cumpra, para que possa beneficiar destes apoios. 

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)