Crédito Habitação

Crédito habitação: Sabe o que é uma taxa mista?

Com as prestações do crédito habitação a aumentar, é importante avaliar soluções como a taxa mista. Conheça as vantagens desta taxa.

Crédito Habitação

Crédito habitação: Sabe o que é uma taxa mista?

Com as prestações do crédito habitação a aumentar, é importante avaliar soluções como a taxa mista. Conheça as vantagens desta taxa.

A subida progressiva das taxas Euribor tem tido um impacto direto nos contratos de crédito habitação com uma taxa variável. O que tem levado muitas famílias portuguesas a procurar soluções e a renegociar as condições dos seus créditos. Uma das opções que pode contribuir para uma maior estabilidade e minimizar o impacto da subida das taxas de juro é a taxa mista.

Leia ainda: Os juros estão a subir, o que nos espera e o que fazer?

Mas como funciona uma taxa mista no crédito habitação e de que forma pode ser uma solução vantajosa no contexto atual?

O que é a taxa mista no crédito habitação? 

Uma taxa mista no crédito habitação conjuga uma taxa fixa com uma taxa variável. Mas como funcionam estas duas taxas? 

Uma taxa fixa pressupõe que a sua taxa se mantém inalterada, o que significa que a prestação nunca se altera. Ao contrário da taxa variável, que está indexada à taxa Euribor, e que muda consoante a variação do indexante.

Isto é, numa taxa variável com a Euribor a 12 meses, por exemplo, a cada ano a taxa é revista e, caso a Euribor tenha subido, como está agora a acontecer, o valor da prestação do crédito aumenta. No cenário atual de subida de taxas de juro, este aumento na prestação pode ser significativo

Assim, uma taxa mista que agregue a taxa fixa e a variável pode compensar no contexto em que nos encontramos. Esta taxa permite que tenha uma taxa fixa durante um período inicial, passando depois para uma taxa variável. 

Leia ainda: Taxa mista no crédito habitação: é uma boa opção?

Na prática, como funciona a taxa mista? 

Em Portugal, os contratos de crédito com taxa mista costumam ter um período inicial com taxa fixa de 5, 10 ou 15 anos. Porém, já há bancos a fazer contratos de taxa mista com um período fixo mais curto, de 1, 2, 3 ou 4 anos.

Avaliando o histórico da Euribor, é possível verificar que as taxas nunca alcançaram valores muito superiores a 5%. E analisando as suas oscilações, por norma, depois de uma subida elevada, a Euribor tende a descer progressivamente. Assim, optar por uma taxa mista pode ser uma solução vantajosa, permitindo proteger-se dos juros altos atuais, com uma taxa fixa, e beneficiando da sua descida, já no período de taxa variável.

Atente ainda que, ao optar por uma taxa fixa num período menor inicial, a penalização por uma amortização antecipada de 2% mantém-se num prazo mais curto (caso planeie trocar de casa nos próximos anos). 

Ao ponderar a opção da taxa mista, saiba que as propostas de crédito dos bancos devem conter toda a informação sobre as taxas de juro aplicadas durante todo o contrato. As propostas têm de explicitar: a Taxa Anual Nominal (TAN) no período fixo, que agrega a taxa de juro fixa e o spread, bem como o spread que será aplicado mais o valor da Euribor no prazo restante. 

Tenho uma taxa variável. Posso alterar para taxa mista a meio do crédito? 

A resposta é sim. Caso tenha uma taxa variável, ou até fixa, no seu contrato de crédito, pode pedir para alterar para uma taxa mista.  

Renegociar crédito habitação: 5 situações em que deve fazê-lo
Ler mais

Para isso, tem de renegociar as condições do seu crédito com o banco, ou transferir o crédito para uma nova instituição bancária. 

Além de poder alterar a taxa de juro do crédito, pode ainda negociar outras condições que o levem a poupar na prestação mensal, como o spread, o prazo do financiamento ou os seguros associados. 

Se o banco não estiver disposto a negociar certas condições contratuais ou não ficar satisfeito com a nova proposta que lhe apresentarem, saiba que é possível transferir o seu crédito habitação para outro banco. Com uma transferência de crédito habitação, pode conseguir encontrar uma proposta de outra instituição mais adequada às condições que procura, como uma taxa mista atrativa. 

Bancos apostam em campanhas atrativas com taxa mista

Atualmente, são vários os bancos que estão a fazer campanhas atrativas com taxa mista, de forma a moderar o impacto da subida dos juros nas prestações do créditos habitação.

Por exemplo, o Abanca está a realizar uma campanha de taxa mista que permite ter uma taxa fixa de 1,4% num período inicial de um ano, passando depois para um spread de 0,95% com uma taxa variável indexada à Euribor a 12 meses.

Também o Banco CTT está a fazer uma campanha que dá a possibilidade de ter acesso a uma taxa mista, com uma taxa fixa de 2,5% nos primeiros dois anos iniciais, passando depois a ser aplicado um spread de 0,8% com uma taxa variável indexada à Euribor a três, seis ou 12 meses (a acordar entre o banco e o cliente). No entanto, estas condições só são válidas para aquisições de imóveis.

Leia também: Crédito habitação: Bancos com regras mais apertadas na renegociação dos contratos

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.