Crédito

Prazo do crédito habitação

Pedro Pais Pedro Pais , 30 Agosto 2007 | 25 Comentários
Uma das decisões importantes a tomar quando se trata de um crédito habitação é o prazo que vamos querer aplicar ao mesmo. Nesta artigo, fique a conhecer as vantagens e desvantagens de escolher um prazo maior.
Pedro Pais é o fundador do financaspessoais.pt e do forumfinancas.pt. O Pedro é um dos maiores promotores de literacia financeira em Portugal contribuindo com centenas de artigos, ferramentas e simuladores que ajudam as pessoas a poupar, a investir ou a decifrar os mistérios da fiscalidade.
Prazo de crédito habitaçãoUma das escolhas para um crédito habitação é o prazo do crédito, sendo que nem sempre se entende o porquê da opção por um prazo maior ou por um prazo menor. Na realidade há vantagens e desvantagens em escolher um prazo maior.

Vantagens de um prazo maior

  • A prestação mensal é mais baixa - Como a dívida é amortizada num espaço maior de tempo, a prestação é mais baixa;
  • Quando as taxas de juro descem, o valor da prestação baixa mais rapidamente - Como os juros são uma proporção maior da prestação, quando descem a prestação desce mais do que num crédito com prazo menor;
  • É mais fácil (e custa menos) diminuir o prazo do crédito do que aumentá-lo - Normalmente os bancos aproveitam o aumento do prazo para cobrar um valor significativo adicional, o que não acontece no caso contrário.

Desvantagens de um prazo maior

  • A mais evidente é que em cada prestação se paga mais juros e menos capital - Ou seja, em cada mês estamos a pagar mais juros ao banco e a pagar menos a nossa casa, do que se tivéssemos optado por um crédito com prazo menor;
  • Quando as taxas de juro sobem, o valor da prestação sobe mais rapidamente - Como os juros são uma proporção maior da prestação, quando sobem a prestação sobe mais do que num crédito com prazo menor.

Escolher prazo maior ou menor?

Ainda que pesando os diversos factores, o ideal é escolher o menor prazo, tendo em conta o orçamento disponível. Isto significa que se pode pagar €X/mês num empréstimo a 40 anos, não vale a pena optar por um empréstimo a 50 anos só porque a prestação mensal é menor, pois vai acabar por pagar mais juros.Caso esteja incerto sobre o valor máximo que pode dispor para a prestação, mais vale optar por um prazo maior. Desta forma pode inicialmente pagar um valor mensal menor e, quando calcular melhor o seu orçamento, diminuir adequadamente o prazo do crédito. Esta é uma dica especialmente útil para jovens casais, que ainda não têm uma completa noção das despesas que a vida a dois comporta.Para uma análise mais detalhada sobre a variação das prestações com a duração do crédito, consulte o mapa de juros ou deixe o seu comentário.Já agora! Se conseguiu poupar e está a ponderar amortizar algum dinheiro no crédito do seu imóvel leia o nosso artigo "Amortizar empréstimos: sim ou não?". Faça as contas e decida qual a melhor opção! 
Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #Crédito habitação,
  • #créditos

Deixar uma resposta

27 comentários em “Prazo do crédito habitação

  1. boa tarde a todos,
    queria se fosse possivel obter uma informação.
    tenho um credito habitação sobre 20 anos e hoje temos uma pestação de 415€ com uma taxa de 2,251% .
    O meu marido e eu desejava-mos voltar para portugal(sim porque somos imigrantes ha quaze 10 anos ) mas queriamos muito regressar ao nosso pais …
    mas para isso a nossa pestação teria que ser mais pequena visto os ordenados mais baixos em portugal…
    liguei ontem ao meu banco (caixa agricola) e informei me se era possivel aumentar ao prazo do credito para a pestação diminuir e a resposta fois esta ; Ao aumentar ao prazo tem que ser feito novo contrato e ao fazer novo contrato vao-lhe mexer as taxas e em vez de estar com uma taxa a 2,251% pode passar até 5% e ao aumentar 7 anos que era o que a gente queria porque nos resta 13 anos e queriamos subir outra vez para 20anos em vez de estar com uma pestação de 415€passaria para 375€.
    Uma diferença de 40€ com 7 anos a mais e mais juros !!!
    pergunto eu sera que não ha outra soluçao ao meu probolema ?
    agradeço desde ja a vossa ajuda …
    cristina .

  2. (cont.) e também não pago IMI durante não sei quantos anos (em alguns sites vejo 6 anos, noutros 10 anos)…

    Resumindo e concluíndo, a minhas dúvidas são:
    – Quanto é que vou pagar pela escritura?
    – Tenho de ter dinheiro meu para pagá-la ou passo cheques para o dia em que os 5.000 Eur. de empréstimo complementar ficam disponíveis na conta?

    O meu receio é, de facto, ter de pagar do meu bolso, pois é muito dinheiro… Além disso, vi nuns papéis que o banco me forneceu – dois papéis – um dos 36.000, outro dos 5.000, em ambos indica as taxas aplicadas, euribor, spread, prazo do empréstimo, etc., mas uma coisa chamou-me a atenção: no documento dos 36.000, menciona “Despesas: 1.440 Eur” e no dos 5.000 menciona “Despesas: 1.000 Eur.”… É isto que tenho de pagar na escritura ou é o conjunto total de despesas a contar com Avaliação, comissão de avaliação, abertura de processo, etc. (coisas estas que já paguei)???
    É que me parece descabido ter de pagar tanto por uma casa tão barata… Além disso, o valor a escriturar é dos 36.000 ou inclui-se o valor complementar?

    Peço desculpa por tantas perguntas e espero que me tenha feito entender! Até pode ser útil para outras pessoas que estejam a passar pelo mesmo! Sem querer postei enquanto escrevia e tive de escrever a continuação noutro post, desculpem!

    Agradeço desde já o vosso esclarecimento célere, dado que a escritura é já na sexta-feira!

    Nunca mais é sexta!

    Isa Costa

  3. Bom dia,

    Por diversas vezes venho a este blog para tirar algumas dúvidas, na medida em que estou prestes a adquirir uma casa e, como nunca tinha passado por isso, acho muito útil o facto deste tipo de assuntos serem abordados para elucidar algumas mentes tão “inocentes” como a minha! 🙂

    Porém, surgiu-me uma dúvida: Estou prestes a assinar a escritura, mas não tenho noção do que acontecerá no referido dia, se devo levar cheques, se o empréstimo “cai” no banco no mesmo dia da escritura… No meu caso, a compra será de 36.000 Eur + 5.000 Eur. para pagar as despesas da escritura e umas pequenas obras, mas não tenho noção de quanto irei dispender para a escritura. Falaram-me em cerca de 1.500 Eur…. Sei que não pago IMT porque a compra é inferior a 80.000 Eur. e