Bem-estar

Lanches escolares? Como fazê-los de forma nutritiva e económica

Com o regresso à escola, volta a preocupação com a preparação dos lanches escolares. Hoje, a oferta alimentar é variada.

Bem-estar

Lanches escolares? Como fazê-los de forma nutritiva e económica

Com o regresso à escola, volta a preocupação com a preparação dos lanches escolares. Hoje, a oferta alimentar é variada.

Com o regresso das crianças à escola, a preparação dos seus lanches volta a ser uma preocupação para os pais. Hoje em dia a oferta, no que diz respeito à alimentação das crianças, é variadíssima. No entanto, devemos ter atenção, pois nem sempre os produtos mais práticos e apelativos são os melhores a nível nutricional.

Neste artigo, abordamos algumas das opões mais equilibradas e que podem ser a solução para os lanches das crianças. Nota ainda para os lanches que podem não ser a melhor opção.

Evite lanches de conveniência

Quando falamos de lanches de conveniência, referimo-nos a pacotes de bolachas açucaradas, pães de leite, bolos empacotados, ou seja, os artigos que, apesar de práticos, sejam pouco saudáveis. O principal problema deste alimentos é o facto de serem ricos em açúcares e gorduras, que nada contribuem para a boa saúde dos seus filhos. Além disso, estes produtos podem ser mais caros quando comparados com outros alimentos não embalados.

No que diz respeito ao lanche dos seus filhos, opte preferencialmente por pão, de vez em quando, pode optar por bolachas de água e sal. O pão pode ter manteiga, queijo, fiambre, ou até doce de fruta. Evite recheios de chocolate ou cremes doces, pois são muito açucarados. Apesar do pão não ser tão "prático", pois requer preparação prévia, é algo muito mais saudável. Além disso, é muito menos dispendioso do que os snacks empacotados disponíveis no mercado. Lembre-se, quanto mais embalagens abrir, menos saudável o produto é.

Leia ainda: Calendário escolar 2022/2023: Arranque do ano letivo, provas e exames

Inclua sempre água

Água é a bebida de eleição em todas as situações. É a nossa principal fonte de hidratação e o líquido mais abundante no nosso corpo. Assim, esta deve ser incluída em todas as refeições. Além disso, deve ser bebida ao longo de todo o dia. Garantir que o seu filho está hidratado ao longo do dia é vital, não só para a saúde, mas também para a concentração nas atividades letivas.

Apesar das escolas terem água disponível, muitas vezes as crianças esquecem-se disso e acabam por não beber. Se todos os dias enviar uma garafa de água com o seu filho para a escola, vai estar a promover a ingestão de água. Com o tempo as crianças enraizam estes hábitos e acabam a fazê-los de forma independente. No que diz respeito a garrafas, opter por reutilizáveis. Além de mais barato, pois pode usar a mesma todos os dias, diminui a utilização de plástico. O meio ambiente agradece.

Leia ainda: Cartão escolar pré-pago: O que é e quais as funcionalidades e vantagens?

Dê preferência a hidratos de carbono complexos

O que são hidratos de carbono complexos? Hidratos de carbono complexos são fontes de energia de absorção lenta, ou seja, o nosso organismo vai demorar mais tempo a digerir e irão fornecer energia por mais tempo. Os exemplos mais comuns deste tipo de produtos são o pão, o arroz e as massas. Uma vez que estamos a falar de lanches escolares vamo-nos focar no pão. Este alimento é uma ótima fonte de energia para os seus filhos e é extremamente versátil, uma vez que pode recheá-lo com várias coisas. No entanto, deve dar preferência ao pão normal do dia, em vez dos típicos pães de forma. Apesar do pão de forma ser, também, uma fonte de hidratos de carbono complexos, tem maior quantidade de açúcares e conservantes, o que acaba por ser menos interessante a nível nutricional. De vez em quando, não tem problema, mas evite colocar diariamente.

Outras fontes de hidratos de carbono complexos que pode utilizar são os cereais. No entanto, não nos referimos a cereais de pequeno almoço. Esses são extrememente ricos em açúcar e não devem ser ingeridos regularmente. Cereais como a aveia são uma ótima fonte deste tipo de hidratos e pode alterná-los com o pão para o lanche não ser repetitivo. Uma ótima forma de os ingerir é misturados com um iogurte sólido. A aveia não é, de todo, dispendiosa e consegue encontrá-la em diversas superfícies. No entanto, tenha atenção, pois muitas vezes esta encontra-se misturada com outros cereias e frutos. Opte pela aveia simples, além de mais barata é nutricionalmente melhor.

Leia ainda: Festeja o dia das bruxas? 6 dicas para gastar pouco

Crianças em frente a cabazes de fruta e legumes a evocar o despedício alimentar

Aposte na fruta para os lanches dos seus filhos

Algo importante que deve colocar, diariamente, nos lanches dos seus filhos é fruta. Este é, sem dúvida, dos alimentos mais nutritivos para as crianças. Além de rica em vitaminas, a fruta á também uma fonte de hidratação. Muitos pais optam por não enviar fruta para a escola, pois não é prático para as crianças. Por vezes, optam por versões pré-embaladas deste alimento. É essencial que as crianças adquiram o hábito de comer fruta na Natureza, ou seja, sem ser preparada.

Se estamos a falar de crianças pequenas, entre os cinco e os oito anos, opte por cortar a fruta em casa e enviar num recipiente. No caso de crianças mais velhas, promova a ingestão de fruta da forma normal. Atualmente, tem-se verificado alguns aumentos nos preços, nomeadamente das frutas. No entanto, existem sempre algumas promoções. Além disso, se optar por produtos sazonais o preço é mais baixo, pois a disponibilidade é maior. No que diz respeito a fruta pré-embalada, é sempre uma opção. As propriedades nutricionais mantêm-se, no entanto, o preço é bastante superior.

Leia ainda: Prova escolar: Para que serve e como proceder?

Tente incluir sempre uma fonte de proteína

Outro aspeto importante a ter em consideração nos lanches do seu filho são as fontes de proteína. Um lanche nutricionalmente equilibrado deve ter sempre um alimento que forneça proteína ao organismo. Por exemplo, queijo, leite, iogurte ou fiambre são alguns exemplos de fontes de proteína mais comuns.

No que diz respeito a este tipo de alimentos, existem alguns aspetos a ter em consideração. Por exemplo, se optar por iogurtes para o lanche, garanta que escolhe os que têm menos açúcar e gordura. Normalmente, os iogurtes que melhor preenchem estes requisitos são os magros. A marca é indiferente, pode optar pelos que estiverem com melhor preço, seja de marca original ou marca branca.

No caso de optar pelo fonte de proteína no pão, dê preferência ao queijo. Apesar de o fiambre também ser bastante comum nos lanches, este é um produto bastante processado, o que faz com não não seja tão interessante a nível nutricional. Já o queijo é um produto mais simples e nutricionalmente mais completo. Da mesma forma que os iogurtes, também a marca de queijo não importa. Opte sempre pelas mais económicas de modo a maximizar a poupança.

Leia ainda: Despesas com filhos: Como reajustar o orçamento em tempos difíceis

Evite colocar "lambarices" nos lanches dos seus filhos

É algo comum os lanches das crianças terem "tentações" como chocolates, gomas, rebuçados, bolos, entre outros produtos. São extremamente ricos em açúcares e gorduras e em nada contribuem para a saúde do seu filho. As crianças gostam, é verdade. No entanto, não deve deixar que as crianças decidam o que querem comer, pois o seu nível de maturidade não é suficiente para perceberem os benefícios e malefícios de certos alimentos.

Com isto não queremos dizer que, de longe a longe, não possa dar alguma guloseima aos seus filhos, no entanto, fazer disto um hábito diário não é benéfico. Procure guardar estes mimos para alturas especiais, por exemplo, o dia de aniversário, o dia da criança, carnaval ou dia das bruxas. Evite banalizar o uso de doces e guloseimas. Além disso, ao fazer isto irá poupar bastante, pois estes artigos não são propriamente baratos. Lembre-se, as crianças podem comer de tudo com moderação e os doces devem ser dados, apenas, em alturas especiais.

Leia ainda: Faculdade e saída de casa? O que ter em conta no novo orçamento

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.