IRS

Prazos de entrega do IRS em 2019

Patrícia Neves Patrícia Neves , 22 Janeiro 2019 | 2 Comentários

O ano de 2019 traz algumas alterações no que diz respeito às datas de entrega do IRS. Saiba quais são e anote já tudo na sua agenda.

2019 já começou e, para além das dicas de poupança e o calendário de feriados, não pode esquecer as datas importantes de entrega do IRS.

Saiba neste artigo as datas mais relevantes:

25 de fevereiro - confirmação das faturas

15 de março - informação sobre o valor das deduções

1 de abril - início do prazo de entrega

30 de junho - fim do prazo de entrega

31 de agosto - fim do prazo de devoluções

Entrega da declaração do IRS

À semelhança do ano passado, existe apenas uma data para todos os contribuintes. Quer seja trabalhador independente, ou por conta de outrem, terá que entregar a sua declaração entre 1 de Abril e 30 de Junho de 2019. Ou seja, o prazo foi alargado um mês, o que acabará por afetar a restante calendarização.

A entrega das declarações é exclusivamente online, não sendo aceitas declarações em papel. Além disso, conforme já deve ter reparado, 30 de Junho é um domingo. No entanto, o prazo não será alargado para segunda-feira.

Validação das faturas no portal E-Fatura

Até dia 25 de Fevereiro de 2019 pode aceder ao seu E-Fatura e confirmar as suas faturas de 2018. Acrescente a informação que possa estar em falta e garanta que todas as suas faturas constam do portal. Caso contrário, é possível inseri-las manualmente, também dentro deste prazo.

Em Março, até ao dia 15, a Autoridade Tributária e Aduaneira disponibilizará no mesmo portal (E-Fatura) informação sobre o valor das deduções com base nas faturas emitidas em 2018, comunicadas e validadas dentro do prazo acima referido, 25 de Fevereiro.

Essa informação poderá ser contestada pelo contribuinte, tendo o mesmo o direito de reclamar o montante de deduções apresentado pela Autoridade Tributária e Aduaneira. O prazo limite para reclamações é de 15 a 31 de Março.

Devolução e pagamento do IRS

Uma vez que em 2019 os contribuintes contam com um mês a mais para a entrega das declarações, o reembolso do IRS será, por consequência, adiado um mês. O previsto é que as devoluções sejam feitas a todos até ao dia 31 de Julho. O sistema é similar a outros anos, portanto, quanto mais rápido tratar do seu IRS, mais cedo recebe o reembolso.

Caso não tenha direito a devolução e ainda precise de reforçar o que pagou em 2018, saiba que o prazo para os pagamentos será o mesmo do ano passado, ou seja, 31 de Agosto. Os pagamentos podem ser feitos em prestações, desde que nenhuma destas seja inferior a 51€.

Leia também: Não pague mais quando pode consolidar os seus créditos

Aproveite este novo ano fiscal para começar a adotar algumas práticas que o ajudem a melhorar a sua saúde financeira em 2019. No entanto, se não sabe por onde começar, deixamos 4 sugestões que vão ajudá-lo a poupar muito dinheiro:

  • Transfira o seu crédito habitação - Ao aproveitar o dinamismo do mercado imobiliário, pode vir a conseguir poupanças na ordem dos 1.000€/anuais sem grande esforço. O truque está em renegociar para poupar.
  • Consolide os seus créditos - Ao juntar todos os seus créditos num só, as suas prestações mensais podem reduzir-se em até 60% e, em vez de várias prestações aleatórias, passa a pagar uma única (e mais baixa).
  • Analise todos os seus seguros - Reveja todas as apólices dos seus seguros para verificar quais aqueles que já não necessita. Relembramos que também pode estar a perder muito dinheiro nos seguros associados ao seu crédito habitação.
  • Controle os seus gastos e receitas - Mesmo parecendo um método óbvio, esta é sempre uma das dicas mais aconselhadas quando o tema é poupar. Para ajudá-lo a gerir as suas finanças pessoais, aconselhamos a utilização do Boonzi. Para além de ser a única aplicação portuguesa de finanças pessoais, ainda centraliza todos os gastos associados às contas bancárias num só lugar.

Esperemos que estas dicas sejam úteis para começar uma poupança saudável. No entanto, se já pratica alguma destas dicas, partilhe connosco. 🙂

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #entregar IRS,
  • #IRS,
  • #irs 2019,
  • #irs 2019 entrega

Deixar uma resposta

8 comentários em “Prazos de entrega do IRS em 2019

  1. Moro no Brasil desde 2011 e tinha um imóvel financiado e o mesmo estava alugado mas a inquilinos nunca me pagou as rendas tive que fazer ordem de despejo e então resolvi vendê-lo como faço para declarar.