Sem chover de forma relevante desde Abril, Portugal atravessa uma das maiores secas de que há memória. Com a ajuda deste artigo, conheça alguns factos sobre o consumo doméstico e como poupar água. 

A seca que assola o nosso país está a colocar em perigo sectores importantes para o nosso equilíbrio, como agricultura ou pecuária. E se 70 a 80% do consumo deste recurso é feito nestas atividades, é também evidente a importância que estas têm para a nossa subsistência e para a nossa economia.

Assim, não podemos achar que, porque a maioria da população não trabalha neste sectores, não somos também responsável por poupar água. Com este artigo pretendemos alertar para alguns dados sobre o consumo doméstico de água e deixar-lhe algumas dicas para poupar este precioso recurso.

9 factos sobre o consumo doméstico diário de água

  1. Uma torneira a pingar durante um ano, pode representar 6000 litros de água desperdiçada;
  2. Um banho de imersão consome cerca de 200 litros de água, enquanto que um duche rápido gasta cerca de 100 litros de água;
  3. Hoje em dia é possível encontrar modelos de máquinas de lavar loiça que consomem apenas 22 litros de água por lavagem;
  4. Modelos antigos de máquinas de lavar a  roupa chegavam a gastar 220 litros por uma lavagem de 5 quilos de roupa. Hoje em dia, consegue encontrar máquinas que na lavagem da mesma quantidade de roupa gastam menos de 50 litros de água;
  5. Regar o jardim com mangueira pode gastar até 18 litros de água por minuto;
  6. Economizar papel também é economizar água. Cada quilo de papel necessita de 5 litros de água para a sua produção;
  7. Cada descarga de autocolismo gasta em média 10 litros de água;
  8. Uma torneira do lavatório aberta pode gastar cerca de 9 litros de água por minuto
  9. 40% da água consumida em casa é utilizada em casa de banho, mais precisamente na descarga do autoclismo;

Dicas para poupar água

  • Se tem um jardim, plante árvores que dêem sombra no Verão. Estas vão ajudar a evitar a evaporação da rega;
  • Cubra a terra do jardim ou dos vasos com casca de pinheiro ou outros materiais. Este procedimento vai ajudar a conservar a humidade da terra e, por consequência, a diminuir o tempo e número de regas;
  • Reutilize a água de cozer legumes ou lavar a fruta para regar as plantas ou lavar o chão, por exemplo;
  • Lave o carro balde e esponja;
  • Cultive plantas da sua região. Estas estão habituadas às condições climatéricas da sua zona;
  • Desligue a torneira do lavatório enquanto escova os dentes ou, no banho, enquanto aplica o gel de duche ou champô;
  • Limpe os pavimentos exteriores a seco, evite a utilização de água;
  • Instale autoclismo com descarga económica;
  • Faça leitura regular do seu contador de água e compare com os valores da sua fatura. Desta forma, não só controlará as variações do seu consumo, como poderá averiguar se o que está a pagar está de acordo com o que gastou.

Faça uma simulação dos seus consumos!

No site do Grupo de Águas de Portugal, EPAL, faça uma simulação dos seus consumos de água e saiba se está a consumir mais do que devia. 

Lembre-se, reduzir os seus gastos de água é de extrema importância para o ambiente, mas para além disso poderá representar uma poupança significativa nas suas contas mensais. 🙂