Poupança

Dicas para a gestão de um negócio de freelancer que ajudam a poupar

Autor convidado Autor convidado , 3 Janeiro 2019
Ser freelancer ou trabalhador independente permite-lhe a liberdade de trabalhar onde e quando quiser, mas também requer alguma disciplina. Conheça 4 dicas que temos para gerir melhor o seu pequeno negócio. Empreender um caminho como freelancer ou trabalhador independente não é algo fácil. Viver sem um ordenado fixo, mas com as mesmas despesas do dia-a-dia é um desafio constante, por isso a palavra de ordem é poupar. Hoje partilhamos consigo quatro dicas essenciais para gerir um pequeno negócio como freelancer e que o vão ajudar a poupar dinheiro. Fique atento/a! 

1. Abrir atividade como trabalhador independente 

O primeiro passo para começar uma carreira como freelancer é abrir atividade nas finanças como trabalhador independente. Para quem está a começar, este tipo de atividade é mais vantajoso do que abrir uma empresa: durante o primeiro ano, fica isento de pagamentos à segurança socialnão precisa de ter contabilidade organizada até 10.000€ de faturação anual (de categoria B) também não é obrigatório fazer retenção na fonte de IRS nem cobrar IVA nos recibos verdes (art.º 53 do Cód. IVA). 

2. Encontrar um contabilista e escolher “outras atividades

A partir do momento em que ultrapassar os 10.000€ de faturação anual, passa a ter outras obrigações fiscais. Uma delas passa pela necessidade de ter a contabilidade organizada (feita por um Contabilista Certificado, anteriormente designados por TOC): para isso, deve pedir orçamento a alguns escritórios de contabilidade em Lisboaescritórios de contabilidade no Porto ou na zona geográfica que mais lhe convier. Acredite que os orçamentos e as avenças vão variar! Um bom contabilista também saberá dar-lhe outros dicas sobre como poupar, como escolher CAEs com IVA reduzido ou até sobre como gerir melhor os seus gastos.  

3. Procure um espaço de co-working 

Outra dica para poupar dinheiro é procurar um espaço de co-working para realizar as suas atividades. Um dos aspetos que podem ser mais difíceis para quem é freelancer é trabalhar sozinho. Por isso, trabalhar num espaço de co-working é uma forma de combater a solidão, partilhar ideias e quiçá ser mais produtivo. Mas procurar um espaço de co-working também pode significar uma poupança significativa ao fim do mês. Como quase todos estes espaços incluem internet, eletricidade e ar condicionado, esta é uma boa alternativa para os meses de Inverno e não terá de aderir a contratos com períodos longos de fidelização.   Procure ainda espaços de co-work gratuitos, como é o caso do espaço My Auchan 

4. Fazer um orçamento mensal e controlar os custos

Sem surpresas, uma das melhores formas de poupar dinheiro é fazer um orçamento mensal. Faça uma lista das suas despesas fixas (aquelas que tem mesmo, mesmo que pagar), cumpra essas obrigações e organize o resto do seu mês a partir daí. Deixe sempre algum dinheiro de parte para lhe servir de fundo de maneio para os meses em que tem menos trabalho. Controlar os gastos é um fator chave de sucesso, por isso seja rigoroso na gestão do seu orçamento!   Poupar na gestão do pequeno negócio de freelancer não significa necessariamente pôr em causa a qualidade do negócio ou fazer sacrifícios que podem comprometer a sua qualidade de vida. O maior segredo estará sempre numa boa organização, planeamento e na atribuição da devida atenção aos pormenores fiscais e de poupança.  
Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #Freelancer,
  • #Trabalhador independente

Deixar uma resposta