Vida e família

Seguro de Doenças Graves: Vantagens e Desvantagens

Conheça as vantagens e desvantagens de subscrever um seguro de doenças graves. Contar com a tranquilidade perante situações complicadas.

Sofia Serrano Sofia Serrano , 20 Abril 2020

Os números não são animadores, mas é necessário refletir sobre eles: parte da população portuguesa corre o risco de contrair doenças graves. As mais recorrentes são do foro oncológico ou cardiovascular.

É importante concretizar esta realidade em números. Um em quatro portugueses está em risco de desenvolver cancro, até aos 75 anos, segundo a Agência Internacional para a Investigação do Cancro. Mais: em Portugal, as doenças do aparelho circulatório ainda são a principal causa de morte com 30% de casos fatais. Por isso, é crucial refletirmos sobre estas questões, adotar comportamentos de prevenção e procurar ferramentas que nos ajudem a encontrar uma solução, caso tenhamos que enfrentar o problema.

Felizmente, as doenças que antes eram consideradas fatais, são agora tratáveis.

Um Seguro de Doenças Graves é certamente um aliado determinante para amenizar uma situação que se antevê mais exigente, quer pela diminuição de qualidade de vida, quer para ajudar nas decisões que se tomam a pensar no futuro. Saiba mais sobre este tipo de produto.

O que é um seguro de doenças graves?

Um seguro de doenças graves é um complemento aos benefícios de outros seguros. Em caso de doença grave, permite melhorar a capacidade financeira para enfrentar a patologia. O pagamento do capital seguro pode ser direcionado para despesas que outros seguros de saúde ou de vida não garantem: deslocações, alojamento, cuidados para as crianças, alimentação, reabilitação, etc.

Pai brinca com filha alegre e seguro

Além disso, o seguro de doenças graves futuro tranquilo da Metlife, por exemplo, permitem o acesso a diferentes coberturas de assistência como serviço de ajuda domiciliária, apoio psicológico ou terapias alternativas. Estes são extras que se revelam imprescindíveis quando há que enfrentar uma doença incapacitante.

Apesar dos dados estatísticos que apresentamos em cima, há uma série de factores determinantes para o desenvolvimento de doenças graves que deve ter em conta:

  • Comportamentos de risco: tabagismo, alcoolismo, empregos de grande stress;
  • Transmissão hereditária: historial de doenças graves na família.

Em casos que detetem estes fatores pode fazer ainda mais sentido a subscrição de um seguro de doenças graves, uma vez que a probabilidade de sofrer delas é maior.

Vantagens

O principal intuito deste tipo de serviço é oferecer o maior número de vantagens aos seus utilizadores. Conheça algumas:

  • Protege das doenças mais frequentes e cuja probabilidade de incidência é cada vez maior. Entre as mais frequentes estão o enfarte do miocárdio, cancro ou AVC (acidente vascular cerebral);
  • Perante um diagnóstico deste tipo de doenças, garante um pagamento em dinheiro (capital seguro) que poderá ser utilizado da forma que lhe for mais conveniente:
    • Contar com uma certa tranquilidade financeira, enquanto se dedica exclusivamente à sua recuperação;
    • Acesso a tratamentos inovadores, normalmente não comparticipados pela Segurança Social;
    • Complemento financeiro para um projeto que considere adequado perante esta situação.
  • Uma alternativa aos tempos de espera alargados das consultas do sistema publico, e que são determinantes num diagnóstico de uma doença deste tipo. A rapidez é fundamental neste tipo de situações imprevistas.
  • Algumas soluções disponibilizam coberturas adicionais de para uma recuperação mais rápida e cómoda:
    • Serviços de ajuda domiciliária;
    • Acesso a terapias alternativas de acupuntura, osteopatia, entre outros;
    • Consultas de nutrição para conhecer os alimentos adequados para uma recuperação mais rápida, etc.

Leia também: Como poupar num seguro de saúde ao longo da vida?

Desvantagens

Ainda que não sejam propriamente desvantagens, há algumas condicionantes que deve ter em conta antes de contratar qualquer seguro de doenças graves. Conheça-as:

  • Infelizmente as apólices geralmente não protegem toda e qualquer doença, existem exclusões que se devem ter em conta. As coberturas podem variar entre seguradoras, ou entre até entre planos. No entanto, pode haver a possibilidade de poder adicionar alguns extras à sua apólice;
  • O valor deste tipo de seguros varia em função das circunstâncias pessoais de cada interessado. A sua saúde, estilo de vida e idade terão um impacto direto no prémio do seguro. Simule antes de avançar.

Onde posso simular um seguro de doenças graves?

Pode solicitar mais informações sobre a proteção de um Seguro de Doenças Graves na página Metlife.

Ao preencher o formulário indicando a sua idade, as opções que gostaria de proteger e qual a frequência de pagamento do prémio, pode simular a mensalidade do seu seguro doenças graves.

É bastante importante informar-se sobre o assunto ou até falar com um especialista neste tipo de seguros, antes de avançar com a decisão. Assim, poderá identificar as suas necessidades especificas e a solução que melhor se adapta ao que procura.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)