Na Dica do Doutor desta semana fique a saber se esta é uma boa altura para consolidar os seus créditos ou não. A resposta à pergunta é claramente que sim, por diversos motivos que iremos abordar neste artigo.

Na fase de crescimento económico em que nos encontramos atualmente, muitas pessoas pensam que a consolidação de créditos não é necessária, nem traz vantagens. 

Quando estamos no meio de crises económicas, habitualmente aumentam as dificuldades das famílias em pagar as suas prestações, existe muitas vezes aumento de impostos e o desemprego aumenta, pelo que a consolidação de créditos é uma medida que se utiliza para assegurar o pagamento atempado das dividas.

Mas quando estamos numa fase de crescimento económico, como apontam presentemente os indicadores financeiros, com aumento do emprego, redução das falências das empresas, os bancos com resultados positivos e com dinheiro disponível para emprestar, será que deveremos equacionar juntar todos os créditos e fazer um novo? E porquê?

4 Benefícios em Consolidar os seus créditos

Sabendo que a consolidação de créditos se trata de  pedir um novo crédito para liquidar todos os créditos que temos a decorrer, é necessário perceber quais são as vantagens que temos:

  1. Benefícios no controlo do montante e número de prestações que tem a pagar ao longo do mês.
  2. Em fases de crescimento económico, como a que vivemos presentemente, os Bancos e as Financeiras têm maior liquidez, o que implica que têm maior apetência para a aprovação de operações de crédito e, acima de tudo e mais importante, conseguem financiar os Clientes com taxas mais baixas, ou seja, uma das enormes mais-valias que tem com a consolidação dos seus créditos é poder reduzir a taxa de juro média e pagar menos pelos créditos que já tem.
  3. Com a consolidação feita, pode reduzir significativamente o seu encargo mensal, devendo aproveitar esta situação para aplicar uma parte dessa poupança, permitindo-lhe assegurar um conforto adicional para uma situação de emergência que lhe possa surgir.
  4. Se precisar, por algumas dificuldade de gestão do seu orçamento mensal, com a consolidação dos seus créditos pode usufruir de uma dilatação de prazo que lhe permitirá reduzir o montante mensal de encargos, devendo estar informando que o aumento de prazo poderá implicar aumento dos juros a liquidar no prazo total do contrato.

2 situações em que poderá não ser vantajoso consolidar os seus créditos:

Apesar de considerarmos que, em quase todas as situações, é muito vantajoso consolidar os seus créditos, existem algumas situações que deverá acautelar para não aumentar o seu endividamento:

  1. Após a consolidação, irá ter um rendimento sobrante que não tinha anteriormente, pelo que deverá acautelar que não irá contrair novos créditos e dessa forma poder entrar em descontrolo financeiro.
  2. Se precisar de aumentar o prazo para reduzir o seu encargo mensal com créditos, terá de perceber que poderá aumentar o encargo de juros finais a pagar até ao final do seu crédito, mas se tiver de ser assim para conseguir pagar.

Se tem vários créditos contraídos nos últimos anos, numa altura em que os Bancos e Financeiras financiavam a taxas mais elevadas, se tem algumas dividas com cartões de crédito que não consegue pagar sempre a 100%, implicando o pagamento de taxas muito elevadas, opte por consolidar os seus créditos e reduza os seus encargos, assegurando poupanças mensais expressivas.

O consultores especialistas em crédito consolidado do Doutor Finanças podem ajudá-lo a poupar e a encontrar a melhor situação para o seu caso, pague só o que precisa de pagar e reduza os seus encargos sem aumentar as suas dividas.