Crédito Habitação

Como e onde pode encontrar um imóvel com financiamento a 100%

Após a crise financeira, os bancos deixaram de financiar a 100% a compra de imóveis. No entanto, saiba neste artigo como pode fazer para contornar este situação.

Rui Aspas Rui Aspas , 20 Junho 2019

O elemento casa é uma das coisas mais valiosas quando se aborda a questão de bem-estar social e segurança, uma vez que a habitação é um dos bens de primeira necessidade para qualquer família. Porém, nos últimos anos em Portugal, esta questão ganhou ainda mais importância após a crise financeira que teve início no mercado imobiliário, com muitas famílias a terem de prescindir das suas habitações, uma vez que deixaram de possuir o rendimento necessário para fazer face às despesas.  

Desde então, tem se vindo a assistir a um crescendo no mercado de arrendamento. A banca reformulou a concessão de crédito, restringindo esse acesso e limitando o número de financiamentos dos imóveis a 100%.  

No entanto, com a entrega ao banco de uma parte dos imóveis por parte das famílias, decorrente de outras situações que afetaram a economia portuguesa, estas entidades viram-se na perspetiva de escoar este produto por forma a obter uma rentabilização sem prejuízo, financiando-os a 100%.  

Ainda assim, não é uma solução única no mercado da habitação em Portugal no que toca a comprar casa onde o financiamento a 100% esteja garantido. Existem outras plataformas onde é possível encontrar imóveis com financiamento a 100%. 

Saiba quais no decorrer deste artigo, ficando ainda a saber quais as vantagens e desvantagens da aquisição de imóveis com financiamento total.  

Onde posso procurar imóveis com 100% financiamento?

Se pretende ter acesso a um imóvel onde o financiamento a 100% seja uma realidade, pode optar pelas seguintes situações:  

  • Instituições Bancárias: os imóveis de banco são uma das escolhas mais recorrentes de quem pretende ter casa própria com taxas de juro mais atrativas, onde a poupança de custos em comissão de dossier e toda a burocracia envolvente, assim como os regimes de avaliação dos imóveis, não afetem o já baixo rendimento familiar mensal. Nestes casos, os bancos concedem condições vantajosas em termos de spread (e não só), se os imóveis para compra fizerem parte do seu portefólio.  

Exemplo: se o imóvel que lhe interessou for património do Banco Santander, logicamente que só terá acesso ao financiamento a 100% se enveredar pela aquisição no Santander.  

  • Websites das redes mediadoras de imobiliárias que têm regime de parceria com os bancos 
  • Redes imobiliárias especializadas na compra, venda e arrendamento de imóveis.
  • Sites de imobiliário que pertençam às próprias instituições financeiras, tal como o BPI Imobiliário 
  • Plataformas especificas como por exemplo: penhorados.pt  

No entanto, o negócio da banca não é a venda de casas, mas sim a venda de dinheiro.

Assim, mal os bancos se veem na iminência de ter em sua posse uma carteira considerável de imóveis, tentam de imediato proceder às diligências pelos seus canais de comunicação e rede de parceiros, para encontrarem compradores, como forma de minimizar os perdas que daí possam resultar.

Quais os critérios avaliados?

Na seleção dos compradores, e embora sendo imóveis com base de retoma (casas que são devolvidas aos bancos pelos mais diversos motivos), os bancos regem-se por alguns critérios, cujo objectivo é diminuir as perdas decorrentes dos imóveis que diariamente dão entrada no portefólio da instituição, fazendo os possíveis para encontrar um comprador com um baixo perfil de risco de incumprimento associado.

Assim, entre os critérios elegidos pelos bancos para encontrar um comprador que ofereça segurança na hora de cumprir o acordado, destacam-se os seguintes:  

  • Taxa de esforço: mesmo sendo o imóvel financiado a 100%, torna-se necessário demonstrar perante a entidade financeira, que tem a capacidade suficiente para suportar os encargos associados ao crédito, comprovando que a sua taxa de esforço (que mais não é do que a percentagem de rendimentos que são utilizados para as respetivas despesas com os créditos) não passe os 33%. Estabelecendo uma medida relacional, quanto maior for a sua taxa de esforço, mais difícil será para si cumprir com a prestação e maior o risco do banco não lhe conceder o financiamento, ainda que de forma total.  
  • Histórico nos pagamentos de crédito (histórico financeiro): este é sem sombra de dúvida, um dos aspetos mais relevantes e importantes na hora de conceder um crédito habitação, ainda para mais se for um financiamento a 100%. Para as instituições financeiras no geral, e para os bancos em particular, o Mapa de Responsabilidades de crédito ao consumidor é um documento de extrema importância, pois nele está documentado o historial do cliente que permite ao banco perceber se o mesmo já teve algum problema com empréstimos anteriores, como por exemplo se já entrou em incumprimento relativamente a algum crédito passado.  
  • Processo de seleção mais rigoroso: sendo o financiamento de imóveis a 100%, o processo de seleção dos clientes-compradores para este tipo de habitação pode ser mais apertado do que na generalidade dos casos. Como tal, o perfil ideal dos clientes compradores para estes imóveis obedece a certas características tais como: consumidores jovens, com boas perspetivas pessoais e profissionais, sendo a capacidade de cumprimento maior em termos da longevidade evidenciada.  

Quais são as vantagens e desvantagens?

Comprar um imóvel de banco e com financiamento a 100% comporta em si algumas vantagens, mas também traz algumas desvantagens associadas. Conheça agora os dois lados da moeda. 

As vantagens na compra de imóveis, com financiamento a 100% são:  

  • Não existe a obrigatoriedade nem a necessidade de entrada inicial;
  • Prazo de pagamento da prestação alargado;
  • O preço de compra da habitação pode ser mais baixo em relação à média do mercado.

Porém, como nem tudo são rosas, existem alguns espinhos que tem de levar em consideração.

As desvantagens na compra de imóveis com financiamento a 100% são:

  • Maior risco de incumprimento associado;  
  • O processo de seleção pode ser mais criterioso, pois cada entidade bancária irá definir os seus critérios de aceitação;
  • Limitação na escolha dos imóveis - na compra de um imóvel de banco por exemplo, é requisito obrigatório que a casa pertença ao banco em causa;
  • A oferta disponibilizada é menor em relação à média do mercado. 

Como é que posso encontrar estes imóveis?

A consulta dos imóveis para venda com financiamento a 100% pode ser feita via internet nos portais das entidades financeiras ou presencialmente nos seus balcões. O mesmo se aplica à rede de parceiros imobiliários das instituições financeiras e redes de imobiliárias especializadas na compra, venda e arrendamento deste tipo de imóveis.  

A seleção dos imóveis a visitar é sempre efetuada em concordância de agenda com a respetiva instituição.  

Em suma:

Comprar uma casa, onde o financiamento a 100% esteja garantido é o sonho de qualquer família e, pode ser possível, desde que se tomem as devidas precauções.  

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #Crédito habitação,
  • #financiamento,
  • #financiamento a 100%

Deixar uma resposta