Finanças pessoais

Como sei se o meu dinheiro está num depósito?

Os depósitos a prazo são dos produtos mais seguros. Mas a questão “Como sei se o meu dinheiro está num depósito?” é válida em qualquer momento. Conheça as respostas.

Daniela Gonçalves Daniela Gonçalves , 30 Outubro 2020

Os depósitos a prazo são empréstimos que os clientes fazem ao banco. E desses empréstimos há, claro, compensações: as chamadas taxas de juros, que apesar de atualmente serem muito reduzidas, são seguras. É por essa razão que este produtos estão entre os favoritos dos portugueses, pela sua segurança. No entanto, a questão “Como sei se o meu dinheiro está num depósito?” é válida em qualquer momento, depois de ter depositado as suas poupanças. 

Leia ainda: Depósitos a prazo: o que deve saber

O que nos podem dizer as regras de mobilização 

O banco garante - por norma - a existência do dinheiro na conta a prazo (sempre associada a uma conta à ordem) no início e no fim do prazo estipulado. O que acontece no período intermédio, está nas mãos da instituição bancária. E o cliente que subscreve esta solução pode ou não ter acesso ao dinheiro. No que respeita à mobilização antecipada (ou seja, antes do vencimento do prazo) os cenários possíveis são os seguintes:

  • Dinheiro não mobilizável
    Se o dinheiro não for mobilizável no depósito a prazo, quer dizer que o cliente não o pode levantar antes do prazo previamente estipulado. E isto pode querer dizer que o montante depositado não está efetivamente na conta a prazo. De uma forma muito simplista, este valor pode estar a ser usado pelo banco para outras necessidades, sendo que no fim do prazo o montante estará no depósito a prazo, com os respetivos juros e disponível para ser levantado. Então, nestes cenários, as taxas de juros costumam até ser mais elevadas, para compensar o facto do dinheiro não ser mobilizável durante o período.
  • Mobilização com penalização 
    Nesta modalidade, os juros sofrem penalização total ou parcial, no caso de querer levantar o dinheiro antes do prazo definido.  Assim, a liquidez é garantida, pelo que o dinheiro que colocou no depósito a prazo está disponível para ser levantado em qualquer momento. 
  • Mobilização sem penalização  
    Estes depósitos a prazo sem penalização de mobilização antecipada são muito raros. Neste cenário, o cliente pode levantar o montante que depositou em qualquer momento e com os juros que renderam até ao momento - que por norma são muito baixos, próximos de zero. Então, esta flexibilidade indica que o dinheiro está sempre disponível na conta a prazo.  

O dinheiro num depósito a prazo está seguro?

Os depósitos a prazo são dos produtos mais seguros (ou seja, com menor risco) que existem no mercado. Isto porque existem mecanismos de proteção que salvaguarda o dinheiro depositado nestes produtos: o Fundo de Garantia de Depósito. 

No caso do banco entrar em falência e não conseguir assegurar o capital investido pelos clientes, há recurso ao Fundo de Garantia de Depósito, previsto na lei,  que em cada instituição bancária garante o limite máximo de 100.000 euros por depositante.  

Informe-se antes de depositar

Para saber exatamente onde estará o seu dinheiro e em que condições, leia com atenção a Ficha de Informação Normalizada (FIN), disponibilizada pela instituição bancária e onde encontra todas as informações sobre o depósito em que está interessado. Não analise apenas as taxas de juros, mas todas as informações relativas a prazos e permissões de mobilização.

Leia também: Simulador de depósito a prazo

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)