Gozar de uns dias apenas para descansar, sem que estes pesem no orçamento requer alguma preparação e rigor. Neste artigo, trazemos-lhe 3 regras de ouro para poupar nas férias.

As férias são um momento não só de descanso, mas também um momento em que nos damos alguns pequenos luxos. Fazemos refeições mais vezes fora ou fazemos uma viagem maior do que planeámos e, por vezes, as nossas finanças pessoais sofrem com isso. A pensar nisso, damos-lhe a conhecer 3 dicas simples para que consiga fazer tudo o que pretende e ainda assim poupar nas férias.

1. Fazer um orçamento

Antes de planear as férias deve fazer um orçamento realista de quando pode gastar durante as férias. Em seguida, divide esse valor pelo número de dias que vai estar de férias, e depois só tem de analisar se aquele valor é realista. Para isso, deve perguntar-se se consegue sobreviver com aquele valor para gastar diariamente, com alojamento incluído?

2. Não ultrapassar o valor do orçamento.

Quando estamos a fazer o orçamento para as férias, umas semanas antes, é tudo mais simples. Posso por no excel que vou beber apenas 1 café por dia, almoçar e jantar em casa todos os dias, não vou comprar bolas de Berlim na praia, etc, mas depois na realidade nem sempre corre tudo como foi planeado.
Temos de estar preparados para a difícil tarefa de seguir o orçamento. Vão existir dias que vai gastar mais do que deve, mas no dia a seguir terá que compensar e gastar menos, para compensar o gasto do dia anterior.

3. Não ande com cartões de crédito ou de débito na carteira

No dia anterior à noite, verifique o valor que gastou para saber o que terá para gastar no dia seguinte. Levante o valor numa ATM e guarde novamente o cartão de débito ou de crédito. Evite andar com os cartões na carteira, a probabilidade de os utilizar e acabar por ultrapassar o orçamento é muito elevada.

São dicas muito simples e que parecem fáceis de aplicar, mas efetivamente não são. Ir de férias sem um orçamento bem planeado e pensado é como ir às compras sem uma lista de compras. Vai acabar por gastar sempre mais do que devia.
Se por acaso foi de férias é não conseguiu seguir o orçamento e acabou por utilizar em excesso o cartão de crédito, não se preocupe em excesso. O Doutor Finanças pode ajudá-lo a conseguir reduzir a taxa de juro do cartão de crédito, para ficar a pagar menos de juros.

 

Etiquetas: