Utilidades

7 dicas para poupar dinheiro em saídas à noite

Conheça 7 dicas para poupar dinheiro nas saídas à noite.

Catarina Fernandes Catarina Fernandes , 13 Dezembro 2019

Nada sabe melhor do que, no final de uma longa semana, estar com os amigos num café ou dar um passinho de dança com aqueles que gostamos. Contudo, apesar de ser sinónimo de convívio e diversão, sair à noite também poderá significar alguma ginástica orçamental. Pois, as saídas com amigos estão, por norma, associadas a gastos avultados que poderão obrigar a esticar o salário ao máximo para chegar ao final do mês.

No entanto, sair à noite não implica obrigatoriamente ter de gastar muito dinheiro. É possível manter a vida social, continuando a ir ao cinema, jantar fora e ir a bares e discotecas, sem comprometer o orçamento mensal. Para isso, basta apenas mudar alguns hábitos e ser economicamente criativo.

1. Definir o orçamento 

A primeira sugestão é fundamental não só para quem procura poupar quando sai à noite, mas para quem se preocupa com as finanças pessoais no geral.

Definir antecipadamente o teto máximo de quanto se quer despender é essencial para não se gastar demasiado. Todavia, mais importante que defini-lo é cumprir o valor estipulado. Pagar rodadas aos amigos é divertido, mas será que vai ser assim tão divertido ver o resultado final no orçamento mensal? Lembre-se, o objetivo é conviver e divertir-se, por isso não é necessário gastar demasiado.

2. Planear a noite

Depois de definir o orçamento, é importante planear a saída à noite, de maneira a tentar encontrar estabelecimentos de diversão noturna mais baratos. Assim, é essencial procurar antecipadamente se existem promoções ou noites temáticas, uma vez que, normalmente, estes eventos não têm consumo mínimo obrigatório e, por vezes, ainda oferecem bebidas gratuitas.

Outra sugestão é evitar os estabelecimentos em pontos turísticos ou os mais famosos da cidade, pois tendencialmente é exigido um “consumo mínimo obrigatório” e os valores das bebidas são mais elevados. Além disso, pode também optar por frequentar um bar em vez de discoteca, de maneira a poupar no valor de entrada.

3. Levar apenas dinheiro para as saídas à noite

Uma das formas de cumprir o orçamento estipulado para as saídas à noite é deixar os cartões de multibanco em casa. A expressão "Quanto menos dinheiro se tem, menos se gasta" aplica-se que nem uma luva neste caso. Se sair de casa apenas com o dinheiro definido torna-se muito mais simples cumprir o orçamento e não gastar mais.

Além disso, opte por levar notas mais pequenas, de maneira a não se enganar com os trocos, e mantenha algum dinheiro nos bolsos para alguma emergência.

4. Jantar em casa

Por norma, quando se planeia uma saída à noite, o jantar já está incluído nessa atividade. No entanto, fazer refeições fora de casa, principalmente se o fizer com bastante frequência, fica caro. Por que não jantar em casa, antes de sair para o bar ou discoteca, em vez de fazer a refeição fora de casa?

O jantar caseiro até pode ser com os amigos, para estar mais tempo com eles e dividir os custos da refeição. Contudo, se o grupo já tiver um jantar marcado num estabelecimento podes fazer a refeição em casa e aparecer apenas depois para o café. Caso queira mesmo jantar fora com os amigos, pode apostar em menus que combinam prato e bebida ou por opções que incluem a “bebida à descrição”.

Leia também: Como poupar com o cartão refeição?

5. Dividir o transporte nas saídas à noite

Uma forma de poupar dinheiro (e também o planeta) é dividir o transporte. Ao partilhar veículos com amigos, consegue poupar nas despesas de deslocação e estacionamento, mas também reduzir o número de veículos em que o grupo se move. Caso não queira gastar dinheiro em bebidas alcoólicas, poderá oferecer-se como condutor do carro, desde que o valor do combustível e parqueamento seja dividido por todos.

Outras opções para poupar na deslocação passam pelo uso de transportes públicos, quando possível, ou a partilha de táxis ou Uber.

6. Poupar no consumo de álcool 

As bebidas são, sem dúvida, a maior despesa de uma saída à noite. Uma das formas de poupar neste ponto, sem abdicar do consumo de álcool, é substituir os cocktails por opções mais económicas, como, por exemplo, a cerveja. Porém, se não consegues abdicar de um copo de uma bebida branca poderá tentar aproveitar a “Happy Hour”, período de tempo em que algumas bebidas são mais baratas.

Outra sugestão de poupança é aderir ao fenómeno de “botelhão”, ou seja, para poupar as bebidas são compradas e consumidas antes de entrar nos bares ou discotecas.

7. Optar por um plano caseiro

Nem sempre é necessário sair à noite para se divertir. Pode optar por um plano caseiro, convidando os amigos para um jantar, sessão de cinema ou até mesmo uma festa em casa. Para a despesa não ficar toda do lado do dono da casa, uma opção é definir as bebidas e a comida que cada um dos convidados pode levar. Outra sugestão é rotatividade da casa, ou seja, no jantar seguinte é outro amigo a oferecer o local.

Agora que conhece estas 7 formas de poupar em saídas à noite, coloque-as em prática. Não abdique da sua vida social, nem da sustentabilidade das suas finanças pessoais.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)