Vida e família

É possível ter um casamento sem gastar muito dinheiro?

Vai casar e quer saber como poupar na organização? Neste artigo, deixamos algumas dicas para reduzir os custos.

Vida e família

É possível ter um casamento sem gastar muito dinheiro?

Vai casar e quer saber como poupar na organização? Neste artigo, deixamos algumas dicas para reduzir os custos.

Depois do "sim" do pedido de casamento, começa toda a organização para que o grande dia corra na perfeição. Mas um casamento pode ter muitos custos, dependendo do quão elaborado for. Assim, será possível casar sem gastar muito dinheiro?

Dependendo do orçamento estipulado, é possível poupar com algumas estratégias. Neste artigo, enumeramos as despesas que não pode contornar num casamento, os vários serviços que pode ponderar contratar e algumas dicas para que não gaste muito dinheiro, mas, ainda ssim, tenha o grande dia que idealizou.

Quanto pode custar um casamento?  

Despesas inevitáveis 

O início de um processo de casamento tem início na Conservatória do Registo Civil. Independentemente se é ou não um casamento religioso, tem sempre um custo.  

O valor a pagar à Conservatória depende, porém, de alguns fatores. Se for um casamento religioso pela Igreja Católica, normalmente não existem custos acrescidos, apenas um donativo à Igreja que fica ao critério dos noivos. Mas se o casamento religioso não for pela Igreja Católica, podem haver custos acrescidos da cerimónia

Regra geral, o valor a pagar pelo casamento na Conservatória são 120 euros. Mas é assim um valor que pode variar, de acordo com algumas opções. 

Por exemplo, se quiser que o casamento em si seja realizado fora da Conservatória ou fora do normal horário de expediente, o valor passa a 200 euros. E, ainda, deve ser tratado/acordado o transporte do Conservador até ao local desejado.  

Depois, se um casal pretender celebrar uma convenção antenupcial, deve acrescer ao valor mencionado acima um custo de 100 euros; ou, caso seja convencionado num regime atípico de bens, acresce 160 euros

Se pretender registar a convenção ou alterar o regime do casamento de bens efetuado na Conservatória, tem também de pagar um custo acrescido de 30 euros

Além disso, conte ainda com uma outra despesa "inevitável", as alianças. Pode ou não ser uma despesa cara, dependendo das escolhas do casal. Caso escolham alianças de prata, o preço pode ser mais baixo, a partir dos 30 euros. No entanto, se escolherem de ouro ou diamante, provavelmente só encontram valores a partir dos 300 euros

Serviços que pode ou não acrescentar 

  • Copo de água 

O local onde se escolhe fazer o copo de água, normalmente uma quinta, é o que pode ter o maior custo do casamento. Pode representar cerca de metade do orçamento. Isto porque implica o aluguer do espaço, catering, a alimentação, e alguns locais também fornecem os serviços de flores, decoração, bolo, entre outros. 

O custo por convidado nestes locais pode começar nos 50 euros, dependendo da quinta, sendo que pode ultrapassar os 100 euros por pessoa

  • Animação 

A animação é um serviço que pode ou não contratar, pois o próprio local onde vai fazer o copo de água pode ter animação. Por isso, certifique-se antes de contratar este serviço extra. 

Existem vários tipos de animação, mas normalmente as empresas oferecem pacotes diferentes consoante os gostos e preferências do casal. 

Também é possível contratar, dentro da animação, entretenimento específico para crianças, para que as mesmas fiquem entretidas ao longo do dia no copo de água. 

Os preços dos pacotes base podem começar nos 500/600 euros

  • Flores 

As flores é um serviço que pode estar presente não só no bouquet da noiva, bem como nos bancos na Igreja, em pulseiras florais para os pulsos das senhoras, ao longo do espaço da quinta ou local escolhido, e onde mais os noivos pretenderem. 

O custo depende, claro, da quantidade de locais para os quais vai necessitar das flores, mas um bouquet simples apenas pode começar nos 50 euros

  • Decoração 

A decoração também pode ser um serviço fornecido pela quinta, uma vez que é o local em questão que vai ser decorado.  

Assim, o custo de uma decoração depende se: é realizado pela quinta, quantos convidados são, o tamanho do local, se quer acessórios personalizados, entre outros. Mas pode custar à volta de, no mínimo, 200 euros.

  • Bolo 

O bolo é também um serviço importante no casamento, e que pode ter um valor alto. Mas, novamente, também depende das opções que o casal faz. Se quer um bolo com várias camadas, os ingredientes, os desenhos ou acessórios por cima.  

São tudo fatores que podem ter influência no custo final, mas pode rondar os 100 euros

  • Convites 

Também vai ter custo se optar pelos habituais convites em papel, ou também por outros produtos de papelaria como o tradicional livro de assinaturas, produtos para decoração, entre outros. 

Este é um fator cujo valor vai depender, essencialmente, da quantidade. Se tiver poucos convidados, tendo em conta que cada convite pode custar à volta de 2 euros, não será um valor elevado. 

  • Fotografia e vídeo 

Muitos casais decidem investir em profissionais de fotografia e vídeo mais caros, por ser um dia importante e do qual querem ter memórias bem registadas. 

Este serviço pode ser de alto custo, mas depende se opta por uma equipa, se um só fotógrafo e outro videógrafo, se quer um pacote que inclua sessões de pré e pós casamento, se precisa que os profissionais se desloquem ao longo do dia, a quantidade de horas que vão trabalhar e até se, no final, quer receber o trabalho em álbum ou apenas online

  • Vestido noiva e fato noivo 
Casamento à porta? O que deve ter em conta neste orçamento especial
Ler mais

O valor a desembolsar por um vestido de noiva também pode ser bastante alto. Se comprar um vestido nova numa loja própria, pode custar à volta de 2.000 euros, no mínimo.  

Só se o vestido for simples, o alugar ou comprar em segunda mão é que conseguirá um valor mais em conta. 

O mesmo não acontece com o fato do noivo: por norma, também é comprado em lojas próprias de noivos, mas pode optar por fatos mais simples noutras lojas. Está então ao critério do noivo, de acordo com as preferências e o orçamento. 

  • Acessórios 

Os acessórios da noiva também podem ter um custo relevante. Isto se optar por joias mais caras, mas também pode utilizar peças que já tenha. Lembre-se também do véu e sapatos

  • Cabeleireiro e maquilhagem 

Também pode optar por ter um cabeleireiro e um profissional de maquilhagem para pentear e maquilhar, tanto a noiva, como as damas de honor. 

O preço também varia, claro, da quantidade de pessoas os profissionais vão arranjar, se querem algo simples ou mais arrojado, devido aos materiais que vão necessitar de usar. Mas cada serviço pode começar nos 100 euros

  • Lua de mel 

Não se esqueça de incluir também a lua de mel no orçamento. Se pretenderem ir de viagem para celebrar o casamento. 

É possível gozar uma lua de mel sem gastar muito dinheiro, mas depende, claro, de vários fatores, como o destino, a quantidade de dias que vão, o regime por que optam, entre outros. 

No entanto, os destinos paradisíacos mais comuns começam em volta dos 2.000 euros por pessoa, para uma semana. 

Leia também: Dicas para manter um casamento dentro do orçamento

Como reduzir os custos? 

Dicas para poupar na organização do casamento 

  1. Pedir vários orçamentos 

Para que tenha uma noção dos preços praticados atualmente, e possa optar pela mais económica, o ideal é pedir sempre vários orçamentos

Pode fazer isto com os vários serviços de que vão necessitar. Nas Expos de Noivos, por exemplo, consegue conhecer várias empresas dentro dos diversos serviços, e pedir-lhes orçamentos.  

Assim, consegue fazer uma comparação geral e fazer uma escolha informada. 

  1. Definir prioridades 

Uma das dicas mais importantes, para que consiga ter um casamento sem muitas despesas, é definir prioridades e fazer cedências

Reduza a quantidade de convidados ao máximo. Pondere bem as pessoas que quer ter presente neste dia fazendo uma avaliação fria e cortando, por exemplo, familiares com os quais não tem ligação ou colegas de trabalho com os quais não tem amizade. 

Depois, avalie a quantidade e qualidade dos serviços a contratar. Se precisa de poupar, talvez não seja necessário contratar todos os tradicionais serviços, pois há alguns que podem ser dispensados. Ou então opte pelos pacotes mais baratos

  1. Opte pelo “DIY” nos serviços que puder 

Outra opção económica é o DIY – Do It Yourself, ou seja, “Faça você mesmo”. Há vários assuntos que consegue tratar por si. Como os convites, algumas peças de decoração, a maquilhagem e o cabelo.  

Assim, por pouco que possa ser, consegue poupar uns euros com estes serviços

Alianças de casamento douradas unidas por um cordel em baixo de um coração de cartão representando o  casamento

4. Negoceie com os fornecedores 

Também pode tentar negociar condições com os fornecedores, pois estes costumam estar abertos a negociações.  

Por exemplo, de acordo com as propostas que vos apresentarem, tentem identificar os valores que consideram altos para tentar baixar. Podem tentar fazer acordos que beneficiem ambas as partes

  1. Envie convites eletrónicos 

Se o casamento não tiver muitos convidados, pode não ser necessário optar pela forma mais tradicional de enviar os convites em papel. 

Desenhe os convites online (encontra várias plataformas com templates já feitos, onde só precisa de mudar as informações), e envie eletronicamente.  

  1. Troque a quinta por um restaurante 

O que alguns noivos fazem para não gastarem dinheiro com o copo de água na quinta é, após a cerimónia do casamento, fazer o evento num restaurante

Esta é uma opção viável, caso a lista de convidados não seja muito extensa. Se for um casamento mais íntimo, pode fazer sentido que o copo de água seja substituído por um almoço ou jantar celebrado num restaurante, com as pessoas mais próximas. 

  1. Alugue o vestido 

Se não se importa que o seu vestido de noiva possa não ser exclusivo e de não ficar com o mesmo após o casamento, pode alugar o vestido ao invés de comprar.  

Desta forma, pode ainda conseguir poupar bastante, visto que um vestido alugado pode custar à volta de 1.000 euros

Também o fato do noivo pode ser alugado, bem como os acessórios necessários para os dois

  1. Pague a prestações o que der 

Há algumas empresas com serviços de casamento que permitem o pagamento a prestações

Pode ser o caso da quinta para o copo de água também. Normalmente, não paga o valor todo de uma vez. Dá um valor de entrada no momento em que reserva para a data pretendida, e paga o resto no dia do casamento

Esta opção permite que vá pagando mais espaçadamente, conseguindo ir poupando para que possa pagar tudo. 

Poupança vs despreocupação

Se preferir optar pela organização do casamento com um wedding planner, apesar de poder ser um serviço caro, pode ter algumas vantagens. 

Em primeiro lugar, não tem de se preocupar com a procura dos serviços, sendo que apenas tem de tomar decisões. Depois, os wedding planners, além de já terem uma rede de contactos de confiança e saberem quais os serviços mais em conta, também têm experiência em negociar. Consegue, por isso, os melhores serviços tendo em conta o que procura, através das parcerias do organizador. 

Logo, ter um wedding planner pode ajudar os noivos a ficarem mais despreocupados ao longo do processo de organização do casamento, mas tem, no entanto, um custo adicional. Esta contratação pode custar, no mínimo, à volta de 1.000 euros.  

O que significa que, neste caso, deve ponderar o que valoriza mais: ter ajuda e aconselhamento na organização ou a poupança. Se bem que, como referido acima, se for um profissional também o consegue ajudar a poupar com os serviços. Logo, avalie o que compensa mais, caso a prioridade seja não gastar muito dinheiro.

Leia ainda: Casamento e poupança: a aliança perfeita

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

2 comentários em “É possível ter um casamento sem gastar muito dinheiro?
Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.