Vida e família

Frio: Como poupar em aquecimento da casa?

Sofia Serrano Sofia Serrano , 16 Fevereiro 2018
No inverno, um dos principais gastos adicionais das famílias é com o aquecimento das casas. Com este artigo, fique a conhecer diversas dicas que o vão ajudar a poupar em aquecimento, a curto e a longo prazo.Ao contrário do que normalmente pensamos, reduzir os gastos energéticos não se resume a comprar um aparelho de aquecimento que consuma menos energia. Trata-se, sim, de tornar as nossas habitações mais eficientes energeticamente. Da mesma forma, tornar a nossa casa mais eficiente não passa apenas por colocar um aparelho de ar condicionado, por exemplo. É necessário, por vezes, resolver problemas estruturais do imóvel e avaliar um conjunto de factores.  Verificar portas e janelas, perceber onde estão a ocorrer perdas de calor ou utilizar cortinados ideais são apenas algumas factores que deverá ter em consideração.Abaixo procurámos apresentar-lhe algumas dicas inteligentes que vão ajudá-lo a poupar em aquecimento, tendo em conta se a solução que pretende é a curto ou a longo prazo, bem como o orçamento que tem disponível.

Soluções de poupança a longo prazo. Comece de fora para dentro.

Isolamento da casa com XPS
XPS é a abreviatura para Espuma de Poliestireno Extrudido. Esta foi criada a pedido da Marinha dos Estados Unidos da América, em 1941, cujo objetivo inicial era ser um material de flutuação para balsas de salvamento e bóias de sinalização. Depois da II Guerra Mundial, devido às suas ótimas propriedades de isolamento térmico e resistência à água começou a ser aplicado na construção.Este material deve ser aplicado aquando da construção da casa, podendo ser aplicado depois, mediante a realização de obras de melhoramento. XPS é nada mais do que uma placa de esferovite, colocada junto ao tijolo, nas paredes mais expostas às alterações térmicas. Numa loja regular uma placa com 125 x 60 x 3 centímetros poderá rondar os 5 euros. Contudo, deverá consultar um especialista e pedir vários orçamentos com o objetivo de comparar, pois este material deve ser aplicado por técnicos capacitados para o efeito.
Isolamento da casa com EPS
O ar em repouso é um excelente isolante térmico. A pensar nisso foi criado um material que consiste em 98% de ar em repouso dentro de uma estrutura celular constituída por 2% de matéria sólida, o poliesterano. Dependendo da espessura, este material é mais ou menos resistente à compressão, à flexão e à torção, bem como à absorção da água. Ou seja, quanto mais espessura tiver a placa de EPS, melhor isolamento térmico a casa terá. No que diz respeito à forma de aplicação, esta faz-se da mesma maneira que as placas de XPS. Numa loja regular uma placa com 200 x 100 x 2 centímetros, por exemplo, custa cerca de 6.60€. Contudo tal como na aplicação do XPS, esta é uma mera referência, pois terá de contar com os custos de mão de obra e materiais adicionais para a aplicação deste isolamento.
Reduzir a altura do tecto
O calor tem tendência a subir e a dissipar-se em casas muito grandes ou altas. Assim, uma solução que vai ajudá-lo a tornar a sua casa mais eficiente poderá passar por colocar um teto falso. Para o efeito será necessária uma armação de metal que vai suportar as placas de pladur, que darão forma ao novo tecto. Com a descida do pé direito da casa será mais fácil preservar o calor em baixo, onde nos costumamos mover.
Estores térmicos
Estes são uma opção a ponderar para as suas janelas. Tratam-se de estores que por fora são idênticos aos normais, contudo, no interior, são injetados com poliuretano. Para além do isolamento térmico estes também ajudam no isolamento sonoro e são uma ótima solução a longo prazo, no entanto, não podemos deixar de salientar que este não deve ser um passo isolado. Deverá considerar a janelas como um todo, verificar as juntas dos parapeitos e possíveis rachas na parede, pois se colocar estes estores mas não reparar pequenas falhas, vai continuar a ter perdas significativas de calor. Abaixo damos-lhe algumas soluções para as suas janelas.

Soluções para poupar em aquecimento a curto-prazo e que implicam um investimento menor

Isolar a caixa do estore
Muitas das perdas de calor que ocorrem nas casas estão associadas a um isolamento deficiente das janelas. Assim, sugerimos que comece por verificar a caixa dos seus estores. As caixas dos seus estores poderão ser isoladas sem o recurso a obras de remodelação. No mercado, em lojas como AKI ou Leroy merlin, poderá encontrar espuma adesiva pronta a aplicar, pelo que bastará abrir a caixa do estore e forrá-la de acordo com as instruções. Aconselhamos apenas que verifique as medidas dos estores antes de efetuar qualquer compra.
Calafetar portas e janelas
Este é um ponto fraco frequente no que diz respeito à eficiência energética das casas, nomeadamente na manutenção do calor dentro de uma determinada divisão. Muitas vezes, as perdas de calor ocorrem através do isolamento das janelas e portas que se foi deteriorando com o tempo, como é o caso das borrachas ou das juntas dos parapeitos. No tipo de lojas acima mencionadas poderá encontrar as mais diversas soluções para calafetar as suas janelas, bem como as portas.
Cortinas de revestimento térmico
São também chamadas de cortinas blackout. Concebidas para a regulação da temperatura das divisões da casa, são feitas de um tecido mais grosso e com ótima durabilidade, o que as torna numa excelente opção, com uma boa relação custo - benefício.
Utilize carpetes e boas mantas
Antes de recorrer aos aquecedores, experimente colocar carpetes nas divisões onde passa mais tempo e utilizar mantas. Este é um velho truque, ainda assim, eficiente no aumento do conforto da casa.
Feche portas onde é propícia a entrada de ar vindo da rua
Por exemplo, a cozinha, por causa da chaminé, ou a casa de banho, por causa dos respiradouros, são divisões muito propícias a perdas de calor. Assim, se não estiver a usar feche-as, por forma a conservar a temperatura das divisões em que passa mais tempo.

E os aquecedores?

Não poderíamos encerrar este tema sem falar na opção de aquecimento mais escolhida pelas famílias portuguesas, os aquecedores. Estes são uma solução eficaz no momento, mas representam também custos significativos se não forem utilizados com eficiência. Não queremos com isto dizer que os deva deixar de usar, no entanto estes podem ser ainda mais eficazes se tomar as devidas precauções para evitar as perdas de calor. Ou seja, quanto mais eficiente for a sua casa, menos gastará em aquecimento, pois esta será capaz de conservar o calor durante mais tempo.Neste artigo do Contas Poupança são feitas as contas, que mostram que um aquecedor elétrico com uma potência de 2000W custa em média 40 cêntimos por hora, pois cada KW custa 20 cêntimos por hora. Ou seja, em 10 horas gastará 4 euros e não é difícil chegar lá, basta esquecer-se de desligar o aquecedor uma noite e já gastou essa quantia. Se ligar o aquecedor todos os dias, verá a sua conta aumentar a olhos vistos.

Assim, apresentamos algumas vantagens de desvantagens dos diferentes tipos de equipamento.

Termoventilador
  • É leve, fácil de transportar e aquece o ambiente rapidamente;
  • É ruidoso.
Resistência elétricas na parte inferior
  • Silencioso e permite ter bom controlo sob a temperatura da casa;
  • Peso e de grandes dimensões.
Aquecedor a Hologéneo
  • Leve e silencioso;
  • Não possui termostato e é lento a aquecer.
Aquecedor a óleo
  • Silencioso;
  • Lento a aquecer, pesado e grande.

E o ar condicionado?

Instalar ar condicionado em casa também é uma opção e é válida tanto para o Verão como para o Inverno. Para além de aquecer ou arrefecer o ambiente, também tem outras funções que tornam este equipamento num investimento que definitivamente aconselhamos, nomeadamente a função de filtrar o ar e controlar a humidade. Com apenas um aparelho consegue as funcionalidades de três: aquecedor, ventoinha e desumidificador.Contudo, se tiver disponibilidade financeira e decidir avançar para a compra de um ar condicionado, existem alguns aspectos que deverá ter em conta, nomeadamente: a área do local onde irá colocar o equipamento, qual a posição das janelas e a sua orientação, qual o tipo de isolamento, bem como quantas pessoas utilizam esse espaço. As respostas a estas questões vão determinar as características do equipamento que vai precisar, nomeadamente a potencia do mesmo, o que, por consequência, irá influenciar o preço.Apesar de a longo prazo ser um solução mais rentável, inicialmente implica um investimento significativo que deve considerar, quer pelo preço de aquisição do equipamento, quer por eventuais obras necessárias à sua instalação. Neste sentido, sugerimos a leitura deste artigo do Boonzi e fique a  saber como otimizar e poupar na utilização do ar condicionado.

Conclusão

Para concluir devemos reforçar que poupar em aquecimento pode significar investir um pouco mais do apenas em aparelhos de aquecimento, nomeadamente investir em obras que vão tornar a sua casa eficiente nos consumos de energia.Antes de comprar um aquecedor ou ar condicionado, atente nas dicas acima e faça uma revisão à sua própria casa. De acordo com o budget disponível procure melhorar ao máximo as infraestruturas do imóvel. Este investimento pode parecer pesado inicialmente, mas vai permitir-lhe poupar mais tarde com aquecimento. Se a sua casa conseguir conservar o calor, não precisará de ligar o aquecimento com tanta regularidade ao mesmo tempo que mantém o seu conforto. Conhece outros truques para poupar em aquecimento? Queremos definitivamente saber, partilhe connosco! 🙂
Partilhe este artigo

Deixar uma resposta