Carreira e Negócios

A importância de transmitir feedback eficaz a um colaborador

O feedback é uma ferramenta poderosa, que ajuda os funcionários e a empresa a crescerem.. Mas para funcionar, tem seguir algumas regras.

Carreira e Negócios

A importância de transmitir feedback eficaz a um colaborador

O feedback é uma ferramenta poderosa, que ajuda os funcionários e a empresa a crescerem.. Mas para funcionar, tem seguir algumas regras.

Pode ser dono, ou dona, de uma empresa. Pode ser responsável pelo recrutamento de uma organização ou ter uma função que inclui gerir uma pessoa ou uma equipa. A verdade é que, independentemente do seu cargo, é sempre importante dar feedback a um colaborador.

É essa a base de qualquer relação profissional, que deve ser preservada a todo o momento. Transmitir feedback a um colaborador contribui para o aumento da sua produtividade. Em termos práticos, isto quer dizer que a empresa só tem a ganhar com este tipo de gestão.

Descubra como transmitir este feedback de forma eficaz, numa comunicação transparente e focada em objetivos.

Estabeleça objetivos (e comunique-os)

Manter uma comunicação transparente é sempre importante. O colaborador deve estar alinhado com os objetivos da empresa. Neste caso, também estamos a falar dos objetivos do próprio—ou seja, aquilo que é esperado dele. E, para que seja alcançável, ele deve identificar-se com eles.

Se algo mudar na empresa, ou até mesmo no cargo em si, o colaborador tem de saber. Para além de o deixar alinhado com a missão da empresa onde trabalha, também o faz sentir parte da equipa (ainda mais).

Por isso, é essencial que tenha a sua equipa sempre a par de alterações e novidades. Até porque, se um colaborador as ouvir de outra pessoa, pode interpretá-las mal - o que poderá provocar danos na organização.

As dificuldades também existem

Dar feedback a um colaborador é um desafio. Mas isso que torna o percurso interessante - e com muitos benefícios.

Um colaborador deve, por isso, perceber que o caminho não é fácil, que vão existir dias bons e dias maus. Que, depois de uma conquista, pode vir a pior das dificuldades - e que não há mal nenhum nisso.

O colaborador tem de ter esta noção desde o momento em que começa a trabalhar e ser acompanhado periodicamente de forma a conseguir contornar as adversidades e a corrigir o caminho, se for necessário. Daí ser tão importante que o seu feedback seja claro, e honesto, desde o início.

Leia ainda: Formação online gratuita: Que plataformas devo utilizar e o que preciso saber?

Pense antes de falar

Antes de dar feedback a um colaborador, deve pensar no que vai dizer. Tem de ter um plano. Pode, até, não passar de um plano mental, mas é importante que o tenha. É essencial que saiba os pontos que vai abordar na conversa.

Assim, além de garantir um feedback eficaz, e que não se desvia do assunto que tem a falar, foca-se nas questões que necessitam de ser abordadas com cada colaborador, o que contribui, ativamente, para o aumento de produtividade.

Seja claro e razoável

Estes são os dois conceitos que tem de ter em conta na hora de estabelecer objetivos.

É muito importante que seja claro e razoável. Não estabeleça metas que não pode cumprir. Não defina prazos curtos e inatingíveis. Não será justo responsabilizar as pessoas por não conseguirem atingir um objetivo, à priori, que foi mal traçado.

A verdade é que mais vale começar "devagar", com uma perspetiva alcançável, realista e que, ao mesmo tempo, desafie o colaborador.

Por isso, diga ao colaborador o que espera dele (desde cedo) e que o acompanhe com alguma regularidade. Só assim vai conseguir fazer uma boa gestão - enquanto transmite um feedback eficaz e claro desde o primeiro momento.

Leia ainda: Com a pandemia e a digitalização, quais são as profissões do futuro mais procuradas?

O caminho é trabalhoso, mas compensador

Ao encaminhar um colaborador desde que ele começa a trabalhar consigo, está a criar uma abordagem única, que vai trazer-lhe muitos benefícios. Ao transmitir feedback a outra pessoa, ajuda-a no seu crescimento pessoal e profissional.

Outro dos benefícios de adotar uma abordagem do género é perceber se aquela é a função indicada para determinado colaborador. E com este tipo de acompanhamento, o colaborador também terá melhores noções de seu próprio trabalho. Será que poderia ter perfil para outra oportunidade dentro da empresa? Será que consegue atingir os objetivos a que se propôs? Estas e outras perguntas são válidas e capazes de acelerar o processo.

Transmitir feedback a um colaborador pode parecer complexo, mas é mais simples do que imagina. Comece de forma simples, mas sempre com um plano em mente. Seja flexível ao ponto de ajustar o plano consoante as suas necessidades e as do colaborador.

Ouvir aquilo que o colaborador tem para dizer vai, também, ajudá-lo no seu trabalho e torná-lo num melhor líder.

Leia ainda: Simulador: Quanto vai aumentar o seu salário líquido em 2021?

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe uma resposta

Insira o seu nome

Insira um email válido