Poupança

5 mitos sobre a poupança

Rui Aspas Rui Aspas , 9 Maio 2019

Nunca se falou tanto em poupança como hoje em dia. A verdade é que os níveis de poupança das famílias portuguesas, ainda está um pouco abaixo da média europeia. Porém, convém ter em atenção que nem tudo o que se diz sobre este tema pode ser levado a sério, especialmente com o aumento das fake news (notícias falsas) sobre ganhos milagrosos e rentabilidades altas para um curto período de tempo.

Com este artigo pretendemos desmistificar os principais mitos que se propagam sobre a poupança, de forma que este importante hábito de equilíbrio do seu orçamento familiar, não saia prejudicado.

Estes mitos podem colocar em causa todo o seu esforço de gerir a vida financeira, transmitindo-lhe a sensação de estar a realizar bons negócios, com vista ao aumento dos seus ganhos complementares. Mas, nem sempre é assim e, como tal, convém estar atento/a aos hábitos que de uma forma aparente.

Tenha por isso atenção aos seguintes mitos e descubra se já passou por algum:  

Pesquisar voos em sites de viagens

O turismo online, na sua vertente de marcação e reserva de voos, veio facilitar a vida a quem adora viajar, inclusive permitindo que a mensagem passada fosse a de uma redução dos preços das viagens, facilitando também na marcação de férias a preços mais apetecíveis, de uma forma segura, rápida e cómoda. Ainda assim, é preciso ter em atenção e confirmar se é assim em todos os sites.

Existem situações em que ir diretamente às agências de viagens, pode sair mais barato do que se pensa. Antes de efectuar a reserva de qualquer viagem, pesquise várias opções e faça uma comparação para perceber o que é mais vantajoso para cada caso.

Leia ainda: 9 formas de poupar nas viagens de avião

Encher o depósito do carro

Certamente já se deparou com este mito. Não existe uma relação direta da poupança com este item. Se tem por hábito atestar a sua viatura, é melhor pensar duas vezes, pois pode estar a oferecer esse abastecimento ao próximo cliente. Isto porque pode acontecer que uma parte do combustível que pagou fica na mangueira, precisamente por não conseguir caber mais no depósito do seu carro. Faça a experiência.

Leia ainda: Como poupar cerca de 100€ escolhendo o combustível que utiliza

Desligar sempre as luzes

Aqui está mais um mito que se tem propagado por gerações. Este mito vem acompanhado de um estudo que comprova se estiver numa divisão da casa, sair dela e, posteriormente, regressar à mesma divisão num espaço de aproximadamente 15 minutos, não vale de nada desligar o interruptor. Porquê? Simples! Porque a energia que vai gastar, apenas com o premir do botão para ligar a luz, vai consumir mais, do que se deixar a eletricidade ligada, por cerca de 20 minutos.

Leia ainda: Como poupar na fatura da luz e no aquecimento

Promoções no supermercado

É daqueles que aproveita todas as promoções com que se depara? Saiba que geralmente a promoção é aplicada à unidade dos produtos em causa, e a não ser que essa informação esteja contida na mensagem promocional, não é obrigado a levar o pack todo.

Esteja atento a outra das estratégias muito recorrentes das grandes superfícies: a escassez. Sempre que vir uma informação do género "produto X limitado a Y unidades por cliente", não se deixe levar pelo impulso. Este tipo de mensagem transmite uma sensação de escassez, agregando uma possível grande oportunidade, levando o consumidor a comprar mais do que aquilo que realmente precisa.

Leia ainda: A influência do marketing na sua carteira

Comprar artigos baratos

Deixamos para último outro dos mitos mais conhecidos no que toca à poupança.

De certeza que conhece aquelas lojas que vendem tudo a 1 euro? São tentadoras, certo? E afinal de contas, quem não gosta de adquirir artigos para o lar por exemplo a preços mais acessíveis? Mas então, qual é o verdadeiro problema destas lojas? É que mais uma vez, por ser tão barato, vai acabar a comprar tudo aquilo que não necessita e de euro em euro, a sua carteira vai ficando mais vazia.

Poupar é uma arte e, como todas as artes, tem de ser bem trabalhada, aprendida e muito bem desenvolvida.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #poupança

Deixar uma resposta