Poupança

Vai de férias? Saiba onde deixar o seu animal de estimação

Luisa Barreira Luisa Barreira , 27 Maio 2019

Estão a chegar as férias de verão! Onde deixar o seu animal de estimação, com quem, e por que valores? Saiba tudo neste artigo.

Esta é a grande dúvida que se põe, para quem tem animais de estimação e a separação, neste período de férias, é inevitável. 

Os animais de estimação fazem parte da família, mas levá-los de férias consigo nem sempre é possível.  

Infelizmente, nesta época do ano, regista-se um grande número de animais abandonados, em prol de umas férias longe de casa, sem pensar no sofrimento que se causa a estes animais. 

Apesar de hoje em dia já existirem vários hotéis que dispõem do sistema “pet friendly”, muitas vezes, os donos de animais domésticos não têm outra opção senão deixá-los ao cuidado de alguém durante as férias. É óbvio que, a melhor opção (existindo esta possibilidade) e simultaneamente a mais económica, é deixá-los com familiares ou amigos que possam cuidar e mimar o seu amigo de “quatro patas”, durante a sua ausência! 

Contudo, se não puder levar o seu animal consigo nas férias de verão e não tiver ninguém por perto que cuide dele, não desespere! Quem ama os seus animais de estimação tem ao seu dispor, um grande números de alternativas para que eles nunca fiquem sós e sem o apoio e carinho merecido! 

Hotéis para animais

Os hotéis para animais são cada vez em maior número, especialmente se falarmos de cães e gatos, e por norma  incluem vários serviços, entre eles: 

  • atividades e passeios ao ar livre;
  • espaços de convívio com outros animais;
  • os profissionais brincam com os animais e em alguns casos até enviam fotos e vídeos diários aos donos;
  • e como é óbvio asseguram a alimentação e cuidados de higiene e saúde, entre outras opções variadas. 

Por norma, quanto mais “mimos” incluir no serviço, maior o custo diário. É importante, por isso, certificar-se que conhece todos os custos associados. Existe uma taxa base, da qual se exclui, por norma, a comida e os banhos. 

Existem variadíssimos hotéis: hotéis que aceitam cães, gatos e outro tipo de animais, tais como roedores e aves, assim como aqueles exclusivos  a um determinado tipo de animal. Deixamos algumas sugestões a norte e sul do país:

  • A Norte: Quinta de Quires, Pet Hotel, Hospital Veterinário Mais Animais, Amor Cão, Centro de Bem-Estar Animal. 
  • No Centro/ Sul: Monte dos Vendavais, Dog Inn Hotel and Spa, Pet Hotel Jardim Zoológico de Lisboa, Holiday Pet. 

Como exemplo de hotéis exclusivos para um tipo de animal, apresento as seguintes sugestões: 

  • A Norte: Hotel para Gatos 
  • No Centro/ Sul: It s all about Dogs, Mestre Patas (para cães), A Quintinha dos Cães , Quinta do Sol ( para cães), Hotel do Cão.

É importante salientar que, se a sua escolha recair sobre um hotel, terá que ter em conta um gasto que pode ir, no mínimo, desde 5,5 euros/ dia até aos 60 euros/ dia, dependendo da espécie de animal que se  trata, se há cuidados especiais a ter ou alimentação diferenciada, se há necessidade de determinados cuidados de saúde, como administração de medicação, entre outros aspetos.

Pet Sitting

Para os “fiéis amigos domésticos” que são mais introvertidos e ansiosos e preferem não sair da zona de conforto, como é o caso de alguns gatos, existem empresas que prestam serviços de pet sitting (cuidado animal ao domicílio)onde profissionais qualificados se deslocam a sua casa para tratar da higiene do seu animal, alimentá-lo e passeá-lo se for o caso. Mantendo assim a rotina e os hábitos do seu animal de estimação, sem retirá-lo do seu ambiente, onde se sente bem e seguro , evitando assim, a ansiedade que sente com a ausência dos donos. 

Entre as mais conhecidas apresento algumas sugestões: 

  • Happy Tails (zona norte); 
  • Pet Lovers ( zona centro); 
  • Zona centro: CÃOpreensão, A Vizinha (zona centro); O Gato Fica, o Cão Nosso, a Madame Miaus, Nexus Petsitter 

Se a sua escolha recair por uma empresa deste tipo, fique a saber que, em média, pode gastar entre 3,25 euros e 35 euros por visita, o número de visitas, durante a sua ausência, vai depender do tipo de animal, dos cuidados que ele precisa ( nomeadamente de saúde), bem como da necessidade de companhia  que varia de animal para animal. 

Deve ver cada uma destas empresas e comparar serviços, para perceber qual o que mais se adequa às suas necessidades. Cada um dos espaços pode oferecer serviços extra ou ter um espaço cuidado que seja do seu agrado. Se poder fazer uma visita antes de recorrer ao serviço, pode ajudar a tirar as dúvidas que tem e garantir que o seu animal de estimação fica no melhor sítio.  

Pet Sharing

Existem também ao seu dispor, plataformas de pet sharing, que constituem um ponto de encontro entre quem não tem onde deixar os seus animais e quem gostaria de os acolher durante as férias. 

Como funcionam estas plataformas?

O conceito é o de uma comunidade de pessoas com disponibilidade para receber e cuidar o seu animal na sua própria casa, durante a sua ausência. Qualquer pessoa pode inscrever-se como tratadorno entanto estará sempre sujeita à aprovação da organização, que avaliará se tem as condições necessárias para acolher animais de estimação. 

Para que encontre o seu tratador, basta inscrever-se na rede e procurar por localidade. Poderá avaliar as pessoas que se propõe a cuidar do seu “amigo de estimação”, através dos comentários, avaliações e experiências partilhadas por outros usuários, podendo desta forma escolher o que mais lhe convierDepois de escolhido, basta que marque uma entrevista para agilizarem todo o processo.  

O valor deste serviço vai depender da pessoa que escolher e dos serviços acordados, mas esta alternativa pode bem ser a mais vantajosa, se não puder levar o seu animal de férias ou não tiver nenhum familiar por perto, pois como tem contato direto com o cuidador pode negociar quanto lhe vai custar o serviço! 

O objetivo destas plataformas é oferecer alternativas mais baratas e com maior comodidade e conforto para os animais e em simultâneo combater o seu abandono nestas épocas.

Cuidados a ter:

Em jeito de conclusão nunca é demais lembrar que: 

  • Antes de optar por ter um animal de estimação, é muito importante ponderar todas as responsabilidades e custos que isso acarreta. 
  • Seja qual for a alternativa escolhida e antes de deixar o seu animal de estimação com outros tratadores ou em conjunto com outros animais, confirme se este tem todas as vacinas em dia e aplique um produto contra os parasitas, se assim achar necessário. 
  • Procure sempre conhecer os vários espaços sobre os quais recaíram as suas escolhas, para perceber as condições oferecidas/custos. E antes de ir de férias tente sempre que o seu animal tenha contato prévio com quem  irá cuidar dele ou o espaço novo onde irá ficar na sua ausência, de modo a evitar surpresas desagradáveis durante esse período. 
  • Avalie as diferentes opções disponíveis na sua zona de residência e pesquise várias opções na internet ou explore outras alternativas junto da vizinhança; pode sempre encontrar vizinhos disponíveis para acolher o seu animal de estimação a custo zero, podendo ter que retribuir esse “favor” posteriormente. Mas se for o mais vantajoso monetariamente, porque não? 
  • O importante é nunca deixar o seu “fiel amigo” sozinho e optar pelo que melhor se adapta à sua carteira. 

Ler mais: Seguro para animais: como proteger o seu melhor amigo

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #animais de estimação,
  • #cães,
  • #férias

Deixar uma resposta

Um comentário em “Vai de férias? Saiba onde deixar o seu animal de estimação