Utilidades

5 conselhos para um melhor consumo e evitar o desperdício alimentar

Gerir a alimentação da família não é uma tarefa fácil. Para evitar o desperdício alimentar, siga estes 5 conselhos para otimizar refeições.

Utilidades

5 conselhos para um melhor consumo e evitar o desperdício alimentar

Gerir a alimentação da família não é uma tarefa fácil. Para evitar o desperdício alimentar, siga estes 5 conselhos para otimizar refeições.

Gerir a alimentação de uma família não é uma tarefa fácil: é preciso agradar a gregos e a troianos, é essencial garantir diversidade alimentar, assegurar, para além do jantar, as marmitas do dia seguinte e ter uma capacidade criativa muito grande, para não acabarmos sempre a cozinhar os mesmo pratos, ou a gastar dinheiro em take away. Toda esta gestão deve ainda ser feita em plena harmonia com as restantes rotinas do dia-a-dia e garantindo o cumprimento do orçamental. 

Deixamos assim algumas dicas para que possa optimizar o consumo e evitar o desperdício alimentar

Ter a despensa organizada deve ser o ponto de partida

A organização é a chave para a poupança. É-o a todos os níveis e na gestão doméstica assume um papel essencial. Se souber o que tem em casa, vai fazer compras de forma mais inteligente, evitando gastos desnecessários. Por isso a primeira coisa que deve ter em mente é a arrumação da despensa e do frigorífico.

Em relação à despensa, organize os alimentos por prateleira e de acordo com a sua utilização, por exemplo, farinhas, açúcares e sementes (ingredientes usados para bolos, ou pequenos almoços), juntos num sítio. Pode dividir hidratos de carbono noutro local, perto dos molhos ou especiarias; snacks todos juntos num local acessível. O essencial é que encontre um método que lhe permita controlar o que vai acabando e que mantenha os ingredientes da mesma família, ou para determinados cozinhados juntos.

Outro aspecto essencial que deve ter em conta é não ter vários pacotes do mesmo produto abertos, ou seja, compre recipientes herméticos para ir juntando o restinho de arroz que sobrou, mas já não dá para uma refeição. Tenha ainda muita atenção à validade dos produtos, para evitar deitar comida fora. Uma vez por mês, por exemplo no final do mês, dê uma volta à despensa e veja o que já está fora de prazo, ou o que está quase a acabar para que possa improvisar umas receitas e assim evitar o desperdício.

Em relação ao frigorífico, mantenha tudo organizado (nas prateleiras superiores os produtos mais sensíveis, como ervas aromáticas ou charcutarias, nas inferiores os que necessitam de mais frio), evite a tentação de guardar restos sem ser dentro de embalagens apropriadas, para evitar a propagação de cheiros e bactérias, para além de que, devidamente acondicionados, os produtos cozinhados duram mais tempo. 

Ler mais: 9 formas de poupar na compra de um eletrodoméstico

Ler mais: Cada divisão da casa pode ser uma oportunidade para poupar

Anote o que vai faltando na despensa ao longo do mês (ou da semana) 

Ao ter tudo organizado a gestão será muito mais fácil. Tenha na porta do frigorífico um folha e caneca, para ir fazendo a lista de compras à medida que os produtos vão acabando, e faça o mesmo na despensa.

Existem ainda algumas apps que o podem ajudar na gestão da sua lista de compras, como por exemplo a ‘Out of Milk’. Uma aplicação que lhe permite criar as suas listas de compras, organizá-las por artigos e categorias, e tê-las disponíveis online. Para além disto, esta aplicação permite-lhe fazer um inventário do que tem em casa, assim sabe exatamente as quantidades e os produtos que tem em casa e não precisa de comprar. 

Planeie as refeições da semana é um bom exercício de domingo

Esta pode ser a tarefa mais difícil principalmente para aqueles que não têm um gosto especial por cozinha. De qualquer forma vale a pena fazer o esforço.

Olhar para o frigorífico e congelador, ver o que tem disponível para cozinhar durante a semana seguinte, é um bom exercício para evitar comprar comida fora, naquele dia que chega mais tarde.

Pense nos 5 dias da semana, contabilize quantas refeições vai ter que fazer (não se esqueça das marmitas), e saiba exactamente o que vai comer em cada dia. Assim vai conseguir gastar os produtos que tem em casa, pois saberá exatamente o que tem disponível e o que quer cozinhar, evitando chegar a casa e ter que descongelar a comida à pressa.

Pode ainda utilizar o Meal Prep (preparação de refeições), para desenhar a ementa da semana e preparar tudo ou alguma parte num só dia. Assim durante a semana terá mais tempo para si.

preparação de alimentos vegetais

Aproveite sobras com receitas originais

Cozinhe sempre a mais, pode parecer desperdício, mas não é! Ao cozinhar a mais está a poupar, na medida em que sobrará sempre comida para o almoço do dia a seguir.

As sobras, desde que bem acondicionadas, aguentam-se bem no frigorífico. Depois é só ser criativo, pode simplesmente aquecer no microondas, ou fazer render. Por exemplo, sobrou carne assada, se a picar, pode fazer um empadão que vai dar para toda a família, ou pode fazer uma tarde de carne que a acompanhar com uma salada dará uma excelente refeição de marmita. 

Complemente com congelados e enlatados

Outra dica muito importante e que pode ajudar bastante a evitar o desperdício alimentar e poupar algum dinheiro nas refeições é ter alguns produtos pré feitos, congelados. Por exemplo, ter um saco congelado com legumes e batatas cozidas é uma ideia ótima para uma refeição à pressão como uma salada russa. Cozinhar grandes quantidades é um mecanismo de poupança - se cozinhar grandes quantidades e depois congelar está a poupar ingredientes, e o tão precioso tempo. 

Complemente os congelados com enlatadas, como feijão, grão e atum. Pode-se fazer refeições rápidas, baratas e com bons ingredientes.

Claro que tudo isto pode parecer bem mais difícil do que é, afinal na azáfama do dia a dia, a organização das refeições da família pode facilmente passar para segundo plano. Mas lembre-se, comer bem é crescer bem e os momentos à mesa são fundamentais para o bem estar familiar. E claro, ser disciplinado, planificar e organizar a alimentação de uma agregado familiar, pode representar uma poupança líquida mensal bastante significativa. Por isso, já sabe o que vai jantar hoje? 

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.