Vida e família

3 ideias de férias low-cost com os miúdos

Neste artigo, partilhamos três dicas low-cost para preencher os meses de férias com atividades educativas, divertidas e adaptadas aos bolsos das famílias.

Lídia Dias Lídia Dias , 29 Julho 2019

Férias e Natal: eis os momentos do ano pelos quais os mais pequenos anseiam. Tal como os pais, as crianças contam com as férias para libertar a pressão do ano escolar, relaxar e viver momentos de diversão. No entanto, com todas as despesas familiares a cumprir e um novo ano escolar à porta, o orçamento de férias nem sempre corresponde às expectativas.

Neste artigo, partilhamos três dicas low-cost para preencher os meses de férias com atividades educativas, divertidas e adaptadas aos bolsos de todas as famílias.

Férias desportivas

Estamos a ficar demasiado sedentários. Quem o diz é a Organização Mundial de Saúde e os dados são cada vez mais preocupantes. O ritmo de vida atual não contribui para que adultos e crianças se mantenham fisicamente ativos. Horários sobrecarregados, trabalhos de casa e compromissos: tanto as crianças como os adultos estão fartos de estar em casa. Para estas férias, o plano é por toda a família a mexer!

Andar de bicicleta, por exemplo, é uma atividade que agrada a miúdos e graúdos. Hoje em dia, as grandes cidades já têm ciclovias preparadas para que os ciclistas conduzam com mais segurança. Mas, se o objetivo é realmente relaxar e fazer algo diferente, escolha um cenário diferente: um parque, uma floresta ou um passeio na calçada, à beira-mar.

Se não tem bicicleta para todos, existem várias empresas que alugam equipamentos adequados a toda a família, desde bicicletas de montanha a cadeiras adaptáveis para levar os mais pequeninos. Os preços podem variar entre os 6€ e os 25€, por um dia completo.

Mas as opções não ficam por aqui: pode fazer caminhadas, aderir ao geocaching, jogar futebol ou outro desporto de exterior… Consulte as atividades desenvolvidas pela Câmara Municipal ou pela Junta de Freguesia da sua zona de residência.

Férias ao sabor da natureza 

Esta é uma das formas mais baratas de passar férias fora de casa e as crianças adoram o sentimento de aventura! O nosso país tem ótimos parques de campismo, de Norte a Sul, inseridos em fantásticas paisagens de campo e praia.

Se nunca acampou, terá de gastar algum dinheiro a comprar os acessórios. Necessitará de uma tenda, adequada ao número de pessoas que a vão usar, e de um colchão e um saco cama para cada um. Lanternas, geleira e um pequeno fogão portátil também podem ser úteis.

Os parques de campismo costumam disponibilizar alguns serviços extra (como café, supermercado, parque infantil, entre outros) dentro do próprio recinto, pelo que poupará em gasolina. Opte por comprar os alimentos e cozinhar as refeições. Idas ao restaurante podem ficar bastante dispendiosas, especialmente para famílias numerosas.

Alugar uma casa

Plataformas como o Airbnb e o Home Away podem ser bastante úteis se o objetivo é ter umas férias low-cost. Ao pesquisar na plataforma, use o filtro de pesquisa para definir o número de quartos de que necessita e o valor máximo que está disposto a pagar por cada noite. A partir daqui, basta escolher a casa que melhor se adeque à sua família.

Uma dica preciosa: consulte as casas disponíveis em todo o país. Os locais mais procurados para férias (Algarve, Alentejo e zona litoral, no geral) são mais caros nos períodos de época alta e também mais difíceis de reservar. Se procurar em zonas do interior, encontrará negócios bastante económicos e terá agradáveis surpresas.

Preocupado com a segurança da transação? Por norma, o pagamento só é feito durante ou após o período de reserva. No entanto, para garantia do proprietário, ser-lhe-á pedida a informação do seu cartão de crédito durante o processo. Recorde as 5 regras para proteger os seus cartões e garanta umas férias sem chatices.

Dica extra: Aumentar o orçamento para as próximas férias

Gerir uma família com crianças é um grande desafio financeiro. Alimentação, roupa, escola, atividades… Ordenados que não se multiplicam e despesas que estão sempre a chegar. Se somarmos os imprevistos que, por vezes, acontecem, umas férias que envolvam um orçamento um pouco maior parecem um luxo a que não nos podemos dar. No entanto, com um bocadinho de estratégia e organização, é possível começar a poupar para as férias que tanto deseja.

Escolha um destino. Procura praia e sol? Ou prefere umas férias na cidade? Faça uma lista dos países que gostava de visitar e, de seguida, faça uma pesquisa pelos locais mais baratos para passar férias. Compare a sua lista com os resultados e escolha um destino final.

A seguir, é altura de definir quanto custará a viagem para toda a família. Peça orçamentos junto de agências de viagens e faça simulações em agências online. Pergunte pelos descontos de família ou descontos para crianças. A maioria das agências não cobra o valor total da viagem aos menores de 12 anos.

Com o destino escolhido e uma ideia de quanto custará a viagem, está na hora de fazer as contas. Se quiser viajar daqui a um ano, quanto tem de poupar por mês? É um valor confortável, ou está acima da sua possibilidade de poupança?

Envolva a família no projeto: todos podem ajudar, desde planear e procurar os melhores preços a contribuir com as poupanças. Os adolescentes podem ajudar a manter os preços debaixo de olho, na Internet, e os mais pequenos podem querer contribuir com a sua semanada ou o dinheiro que os avós deram. Pode parecer pouco, mas isto fará com que o objetivo de poupança passe a ser de toda a família.

Fazer as reservas com antecedência (quer da viagem como do alojamento ou atividades) costuma ser mais vantajoso. As atividades pagas no local de destino são normalmente cobradas pelo valor da moeda local, o que, na maior parte das vezes, significa gastar mais. Consulte os preços das atividades mais comuns no país de destino e, se puder, reserve antes de partir.

Adquirir hábitos de poupança no dia a dia também vai ajudar a engrossar a fatia de orçamento disponível para as férias. E não se esqueça: depois de pagar a viagem e alojamento, reserve um extra para pequenos imprevistos. Uma taxa com que não contava, um objeto que se partiu durante as férias e que teve de repor… O melhor é não ser apanhado desprevenido!

Boas poupanças e… Boas férias! 

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #férias com crianças,
  • #férias low-cost

Deixar uma resposta