Vida e família

5 jogos que ensinam as crianças a gerir o dinheiro

Patrícia Neves Patrícia Neves , 13 Fevereiro 2019

A educação da criança deve começar em casa e, cabe aos pais a responsabilidade de preparar os mais novos para a fase adulta. Aprender a gerir o dinheiro é um dos ensinamentos mais importantes, pois só assim é possível evitar dívidas e outras surpresas desagradáveis na conta bancária.  

Para crianças muito novas, ou bebés, uma sugestão passa por brinquedos com máquinas registadoras e que simulem uma loja, por exemplo. Faça de conta que quer comprar determinado produto, utilize uma moeda como troca e comece, assim, a ensinar desde pequenino como funcionam os negócios.  

No caso das crianças mais crescidas, em idade escolar, existem no mercado alguns jogos muito interessantes e que podem ser uma excelente ferramenta para os ajudar a aprender a gerir as finanças pessoais. Neste artigo vamos lhe mostrar cinco desses jogos. 

Monopólio

Leia ainda: Como utilizar a regra 50-40-10 para as crianças aprenderem a poupar?

Monopólio 

De certeza que conhece este jogo, afinal é um dos jogos de tabuleiro mais populares do mundo. Em que consiste? Basicamente o objetivo é comprar e vender propriedades como casas, hotéis e empresas. Quantas mais propriedades tiver mais rico será e perde quem vai à falência. Existem muitas versões do Monopólio, algumas para crianças a partir dos cinco anos (como o Monopoly Junior).  

Este jogo é óptimo para mostrar à criança que agir de forma impulsiva, apesar de lhe proporcionar riqueza momentânea, pode fazer com que termine o jogo sem dinheiro. 

Descobrindo o Valor das Coisas 

Gustavo Cerbasi, um especialista em finanças pessoais, e Maurício de Sousa, um famoso cartunista do Brasil, criador da Turma da Mônica, juntaram-se com o objetivo de ajudar os pais e os professores a ensinar educação financeira aos mais novos. O resultado foi, não só um jogo, mas sim uma coleção muito completa, composta por: um livro de conceitos para adultos, um livro de atividades para adultos e crianças desenvolverem juntos, cartazes educativos e um jogo de tabuleiro.  

É aconselhado para crianças com mais de seis anos e permite que, de uma forma lúdica e com a ajuda dos adultos, estas aprendam conceitos financeiros, através de brincadeiras, jogos e atividades relacionados com o quotidiano.

O Jogo da Vida 

O Jogo da Vida também é um jogo de tabuleiro, perfeito para juntar a família. É recomendado para maiores de oito anos e ensina aos mais pequenos em que consiste a vida de adulto e como se deve gerir o dinheiro.  

Aqui, os jogadores passam pelos diferentes estágios da vida e tomam decisões ao longo destes relacionadas com a família, carreira, aventura ou feriados. O Jogo da Vida pode ser uma grande ajuda para a compreensão de conceitos tais como o casamento, filhos, valores materiais, carreira universitária e procura de emprego. 

LIDL - My Lidl Shop 

Mudando um bocadinho de formato, Lidl - My Lidl Shop é uma aplicação móvel, disponível tanto para iOS como para Android. Trata-se de um jogo para maiores de seis anos construído com o intuito de ensinar a criança a gerir o seu próprio negócio.  

O grande objetivo passa por construir um supermercado e ir expandindo o negócio ao longo do tempo. A criança adquire noções de poupança, investimento e gestão de satisfação dos clientes.  

Além disso, é uma aplicação segura para crianças, uma vez que não possui publicidade, não encaminha para ligações externas e não disponibiliza quaisquer compras. 

The Sims  

A última sugestão é o jogo de computador The Sims. Este jogo requer outro tipo de competências, daí ser recomendado para maiores de 12 anos. Porque sugerimos o The Sims como um jogo para ajudar as crianças a aprender a gerir o dinheiro? Porque este jogo engloba os ensinamentos de todos os jogos anteriores. Senão repare: no Sims o jogador escolhe uma personagem, homem ou mulher e é lhe dado algum dinheiro inicial. Compra uma casa e, se não conseguir um emprego rapidamente, vai acabar por ficar sem dinheiro. É através do salário que o personagem consegue comprar entretenimento, roupa, comida, etc. Tal como na vida real.  

Assim sendo, no decorrer do jogo a criança começa a perceber como funciona a vida adulta e que é preciso haver gestão financeira de forma a evitar a bancarrota.  

Estas são algumas sugestões de jogos para introduzir os mais novos na temática de finanças pessoais. Existem outras técnicas que os pais podem adoptar, como por exemplo, a semanada, na qual o filho recebe um montante estipulado por semana que terá que gerir.

Seja qual for a metodologia utilizada, o importante é começar a passar estes conceitos desde cedo, de forma a que as crianças de hoje, sejam amanhã adultos responsáveis e capazes.

Leia ainda: Mesada para crianças - um guia prático

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #jogos infantis,
  • #literacia infantil

Deixar uma resposta