Vida e família

Dicas para tirar os seus sonhos do papel

Neste artigo vamos ajudá-lo a colocar os seus objetivos em prática, com a enumeração de algumas dicas para que tenha maior sucesso na concretização dos mesmos.

Luísa Barreira Luísa Barreira , 12 Fevereiro 2020

Todos nós temos sonhos quanto àquilo que queremos ser ou alcançar na vida. Na verdade, os sonhos não são mais do que a ponte entre aquilo que imaginamos para nós e a realidade do que vamos atingir. E os nossos sonhos podem tornar-se em realidade se não colocarmos limitações, aí transformamos os sonhos em objetivos.

Aprenda a sair a sair da sua zona de conforto, não culpabilize os outros pelas suas falhas e deixe de adiar a vontade de transformar a sua vida. Tire os sonhos do papel. Como se costuma dizer, o “Não” é sempre garantido, por isso, há que trabalhar e empenhar-se para dar o “Sim” aos seus projetos.

Neste artigo vamos ajudá-lo a colocar os seus objetivos em prática, com a enumeração de algumas dicas para que tenha maior sucesso na concretização dos mesmos.

1. “Plantar primeiro, colher depois”: pensar no amanhã

De facto, para que certas coisas que deseja aconteçam num futuro próximo tem que agir no presente.

Por exemplo, se o seu objetivo é ser reconhecido na sua área profissional e ter um bom salário, aposte na sua formação. Aposte na sua especialização e encare este gasto como um investimento para o seu futuro.
Se tem um orçamento estipulado para o mês e o objetivo é cumpri-lo, então faça por isso diariamente. Não tenha gastos supérfluos, não compre por impulso, seja consciente e ponderado em todas as suas compras e o seu orçamento não será extrapolado.
Quer aumentar a família daqui a uns anos? Então comece a traçar objetivos nesse sentido. Controle os gastos, tenha um fundo de reserva, preveja antecipadamente as alterações com o espaço da casa, pondere se terá de se mudar para uma maior.

Leia também: 7 erros mais cometidos na gestão do orçamento familiar

A partir do momento que se consciencializar que cada decisão que tome “hoje” vai afetar o seu futuro, será mais ponderado nas decisões e estratégias que escolher.

2. Saber o que quer e como lá chegar: plano de ação

Se lhe perguntarem onde quer estar ou o que quer estar a fazer daqui a 10 anos, saberia responder?

Quando se fala em traçar estratégias para o futuro, esta questão é bastante pertinente. Para “tirar” os seus objetivos do papel precisa de traçar estratégias e de encontrar meios para lá chegar.

Com certeza que tem em mente diversas metas que deseja alcançar. Mas enquanto elas permanecerem apenas na sua mente, não possuem “força” alguma. No entanto, quando passamos para o papel, que aliás, é o primeiro passo de uma estratégia, começamos a dar importância para que essa meta se realize.

Ter objetivos e metas bem definidos por escrito é importante. Mas isto, por si só, de nada serve se não definiu quais as suas estratégias para as alcançar. De igual modo é importante que, para além das metas, todo o plano de ação e estratégias estejam por escrito. O facto de escrever as metas, com prazos estipulados e a forma de as conquistar, faz com que a nossa mente se concentre de forma mais eficaz, para conseguir o que pretendemos.

E deve olhar para essa planificação diariamente, para que não haja distrações que o desviem das suas metas. Mantenha essa planificação num local visível, para que possa analisar os passos a dar, para que possa rever as suas estratégias e ir realizando os ajustes necessários. A sua resiliência é importante, quer para metas pessoais quanto profissionais.

Por isso sempre que tenha uma meta, escreva-a num papel. A partir daí desenvolva e anote o plano de ação, ou seja, as estratégias que vão levar a que concretize o seu objetivo. Vejamos o seguinte exemplo:

META: Viagem de Lua de Mel

  • 1.ª etapa: Pesquisar destinos e definir duração da viagem;
  • 2.ª etapa: Consultar diferentes agências de viagem e pedir orçamentos; ou consultar plataformas online de viagens e voos e fazer diferentes simulações;
  • 3.ª etapa: Começar a economizar dinheiro ( juntar X euros por mês até ao casamento ou definir que as prendas dos convidados vão ser monetárias);
  • 4.ª etapa: Tratar dos documentos necessários para a reserva e a viagem ( se for necessário passaporte para o destino escolhido, tem que tratar com a devida antecedência);
  • 5.ª etapa: Reservar a viagem para a data pretendida;
  • 6.ª etapa: Realizar a viagem.

Isto é apenas um exemplo de uma planificação. Claro que pode ter mais ou menos etapas, consoante o que se pretende e pode alterá-la se assim achar necessário. Este passo dá algum trabalho, mas é muito importante ser realizado, pois garante o sucesso do seu objetivo.

Leia ainda: 5 Dicas para planear umas férias low cost

3. Dê o primeiro passo

Depois de identificar a sua meta e traçar o cronograma do plano de ação o próximo passo é começar a fazer. Por vezes o que impossibilita “tirar” os planos do papel é o receio de dar o primeiro passo. Mas se não o fizer, se permanecer parado nunca atingirá o seu objetivo. Algumas pessoas terminam o plano de ação mas hesitam em dar o primeiro passo. Mas ao iniciar este processo para a conquista de uma meta, o caminho para o conseguir é seguir em frente e não retroceder.

4. Antecipe os obstáculos

Ao longo das várias etapas, pelas quais vai passar até atingir a sua meta, pode deparar-se com dificuldades, desafios e obstáculos. Mas não desanime. Antes de iniciar essa jornada tem que preparar-se mentalmente, de que esse facto pode vir a acontecer e contemplar no seu plano de ação algumas dessas possíveis dificuldades. Faça uma lista de todos os possíveis obstáculos que poderá vir a encontrar. Desta forma, se eles existirem, vai estar preparado e encontrar mais facilmente meios e recursos para os ultrapassar.

Contudo, podem existir obstáculos que não tenha contemplado na sua lista. Mas o importante é estar mentalmente preparado para enfrentar qualquer dificuldade ou desafio que surja no seu caminho, tendo que lidar com eles, à medida que vão surgindo.

5. Mantenha os seus objetivos alinhados com o sonho inicial

Quando definir os seus objetivos, tenha sempre presente o sonho inicial. Pois caso contrário corre o risco de se desmotivar a meio do processo ou de chegar ao final com o objetivo cumprido mas longe do seu propósito inicial.

Não estabeleça metas pensando no que é “politicamente correto” ou no que os outros esperam de si, ou não deixe que os seus sonhos sejam influenciados por frases como: “é impossível”, “ não vais conseguir”, “é muito complicado”. Isto porque se as suas metas não estiverem alinhadas com o seu propósito inicial nunca fará com que os verdadeiros sonhos aconteçam.

6. Seja realista

Uma das premissas necessárias para conseguir realizar o seu sonho é que ele seja alcançável, realizável. Portanto mantenha os “pés no chão” e seja realista no que respeita aos seus objetivos. Deve perguntar-se a si mesmo se: “é possível atingir este objetivo?”, “é exequível no tempo que me proponho?”, “Este objetivo é realmente útil e importante para mim?”

7. Mantenha o foco

Durante o processo tenha sempre presente o resultado que quer alcançar. O pensamento centralizado no seu objetivo permitirá que consiga remover as possíveis distrações que vão surgindo. Tenha consciência que as suas atitudes e o seu trabalho, ou falta deles, vão comprometer o alcançar da sua meta ou atrasá-la em relação ao tempo estipulado inicialmente. Manter o foco no que quer e na realização das várias etapas do plano de ação é a chave do sucesso na concretização do seu sonho.

8. Evite o adiamento

Para que não esteja constantemente a adiar cada etapa, para cada uma delas deve estipular um timing, que deverá respeitar. É óbvio que podem surgir imprevistos, mas estabeleça um prazo máximo no qual seja possível concretizá-las, mesmos com percalços. Deste modo, não desmotiva, nem vai adiando o processo. Para o ajudar neste sentido, partilhe a sua meta com familiares e amigos. Eles podem ajudá-lo a conquistar os seus sonhos, incentivando-o a “trabalhar” por eles e a não se acomodar.

9. Fracasso/ Desistência

Os erros, as falhas e o fracasso fazem parte do “caminho”, fazem parte do processo de conquista das nossas metas. Momentos difíceis existem na vida de toda a gente, mas não se deixe afetar. Não desista das suas metas nem comprometa o seu plano de ação quando se deparar com uma escolha errada. Cada erro que comete é uma aprendizagem, é mais uma experiência a somar a várias outras e que lhe permitirão tomar melhores decisões futuras, e evitar cometer os mesmo erros, conquistando assim os seus objetivos com sucesso.

Sempre que quiser “tirar” um sonho ou objetivo do papel, não deixe que as desculpas (falta de tempo, falta de dinheiro...) o afastem desse objetivo, acabando por ficar esquecido. Quando definir um prazo para que um sonho se realize, então, deixa de ter apenas um sonho e passa a ser uma realidade, transformando-se numa meta. Esperamos que estas dicas lhe tenham sido úteis.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)