Realizou um crédito consolidado e conseguiu uma boa poupança mensal? Neste artigo damos-lhe algumas ideias inteligentes para aplicar esse montante.

Ao Doutor Finanças têm chegado processos em que as soluções de crédito consolidado permitiram poupanças significativas aos clientes.

Juntar todos os créditos em apenas um, com uma prestação e uma taxa de juro mais baixa que a média de todos os créditos anteriores representa um alívio para o orçamento mensal de muitas famílias, bem como abre um campo de novas possibilidades.

A pensar nessas possibilidades, enumeramos abaixo um conjunto de formas de aplicar as poupanças conseguidas com crédito consolidado de forma responsável.

Reequilibre o seu orçamento familiar

Se esteve numa situação de vulnerabilidade financeira certamente teve de cortar em algumas despesas mensais, que apesar de não serem essenciais, lhe proporcionavam bem-estar e segurança, como é o exemplo do seguro de saúde.

Assim, se conseguiu alguma poupança com crédito consolidado esta é a oportunidade de recuperar alguns bens essenciais. Contudo, é importante que questione os seus gastos. Antes de subscrever ou comprar um determinado bem analise o mercado, bem como a relação custo benefício e o impacto que terá no seu orçamento. Leia o artigo “5 erros financeiros a evitar” e mantenha as suas finanças saudáveis.

Crie um fundo de emergência

Numa situação de aperto financeiro, ter um fundo de emergência é uma tarefa impossível, e mesmo que exista certamente que já houve uma emergência que esgotou esse fundo. Assim, este é o momento de o restituir. Seja para fazer face a uma despesa de saúde, do carro ou qualquer evento inesperado. Ter um fundo de emergência pode salvá-lo de uma possível situação de endividamento, bem como dar-lhe segurança na hora de tomar decisões relacionadas com as suas finanças. 

Amortize o seu crédito

A maior vantagem em consolidar os seus créditos é voltar a ter alguma flexibilidade financeira, que lhe permita recuperar o equilíbrio das suas finanças. Para além do fundo de emergência poderá considerar como um objetivo de poupança a amortização do seu crédito, de forma a ficar livre dele mais cedo.

Deixamos apenas a chamada de atenção para que verifique as cláusulas relativas à amortização de cada um dos créditos que possui, pois em alguns casos amortizar um crédito traz custos associados, como por exemplo o pagamento de comissões. Nesse caso, terá de fazer as contas e apurar de realmente é vantajoso amortizar o seu crédito.

Invista num seguro de vida e/ou de saúde

Numa situação financeira crítica o seguro de saúde é quase sempre considerado como uma despesa não fundamental e uma das primeiras a ser eliminada. Contudo, as possíveis consequências da desistência deste tipo de serviço podem revelar-se mais pesadas para a carteira do que se tivesse mantido o serviço apesar das dificuldades, pois um imprevisto de saúde que implique o pagamento de uma operação ou de um exame mais caro pode deixá-lo numa situação ainda mais frágil. Desta forma, sugerimos que este seja um dos primeiros objetivos para a poupança que conseguir com o seu Crédito Consolidado. Apostar na sua saúde não é uma despesa, mas sim um bom investimento.

Aposte na sua formação

Reforçar os seus conhecimentos e competências é sempre importante, quer na sua vida pessoal, quer profissional. Saber mais e apurar as suas aptidões não só vão torná-lo um melhor profissional, como o vão tornar mais produtivo e com melhores perspectivas de carreira. Desta forma, estará mais apto a reclamar melhores condições salariais, o que certamente lhe trará mais conforto e bem-estar financeiro.

Realize os seus sonhos

Já falamos da importância de ter um fundo de emergência. Não menos importante é a poupar para concretizar alguns sonhos. Depois de ter as suas finanças equilibradas, pondere utilizar parte da poupança mensal  para usufruir de alguns prazeres, seja uma viagem, umas férias ou algum algo que sempre tenha sonhado ter. Não existe mal em tirar prazer do nosso dinheiro, desde que este seja ponderado e não interfira com o seu bem-estar económico.

Se pretende reduzir os seus encargos com créditos pondere consolidá-los. Como complemento a este artigo sugerimos-lhe que leia do artigo “Posso ganhar dinheiro fazendo crédito consolidado?”. Em muitos casos a poupança mensal alcançada é significativa e devidamente aplicada permite, não só tornar a sua saúde financeira mais equilibrada, como até realizar sonhos e objetivos que tinham ficado em segundo plano.