Carreira e Negócios

8 dicas que descomplicam a entrada dos jovens no mercado de trabalho

É jovem e vai entrar no mercado de trabalho em breve? Estas dicas descomplicam e tornam o processo mais leve.

Carreira e Negócios

8 dicas que descomplicam a entrada dos jovens no mercado de trabalho

É jovem e vai entrar no mercado de trabalho em breve? Estas dicas descomplicam e tornam o processo mais leve.

A procura do primeiro emprego pode ser um processo complicado e desgastante para um jovem. Toda a incerteza e novidade perante a entrada no mercado de trabalho leva a que, por vezes, os jovens não saibam como reagir. Seguem-se algumas dicas que podem descomplicar e ajudar os jovens nesta fase.

Encare as falhas como uma forma de melhorar

Embora possa parecer contraditório, a tendência durante a nossa vida é falhar mais vezes do que se acerta. Seja na vida pessoal ou profissional. Por isso, não encare uma falha como um fim, mas sim como um teste ao seu carácter e à capacidade de continuar a trabalhar para melhorar. Por vezes, a comparação com os outros pode levar à desmotivação, especialmente se ainda não estiver na situação ideal e já estiver a ver os outros a atingir os seus objetivos. Ainda assim, as suas "falhas" devem servir como aprendizagens e não como "murros no estômago".

Pequenas aprendizagens que podem parecer que só o estão a atrasar profissionalmente mas que vão evitar que cometa falhas maiores mais à frente. Se começar a olhar para as suas "falhas" dessa forma, não só terá melhores resultados, como vai sofrer menos quebras de motivação.

Leia ainda: Trabalho remoto: uma tendência que veio para ficar?

Aposte nos benefícios do networking

Além das competências técnicas para desempenhar o seu trabalho, de forma a ter sucesso em qualquer carreira, é importante manter relações profissionais com pessoas de diferentes áreas. O networking pode ajudá-lo a ficar mais alerta sobre novos projetos e oportunidades, desbloquear situações profissionais através da partilha de conhecimento, entre outras vantagens.

No entanto, depois de já ter a sua rede de contactos, deve cultivá-la e não pode deixar que se perca. Não entre em contacto com as pessoas apenas quando necessita delas. Mantenha essas relações, ainda que seja apenas através de e-mail ou um mero convite para “tomar café”.

Quando menos espera, estas pessoas podem ajudá-lo a atravessar momentos difíceis. Por isso, nunca subestime a capacidade de outras pessoas mudarem a sua vida para melhor. O seu sucesso profissional não depende unicamente de si, mas sim de um esforço conjunto.

Leia ainda: É jovem e vai aceitar o seu primeiro emprego? Conheça os seus benefícios, direitos e deveres

O primeiro emprego não tem de ser o emprego de sonho

O primeiro emprego é uma forma de aprender e de descobrir o que, realmente, se pretende fazer. E, o que se gosta. Além disso, o primeiro emprego serve como uma oportunidade para conhecer a indústria e ganhar a experiência necessária para conseguir "voar para lugares mais altos". Por isso, pensar de forma estratégica sobre o desenvolvimento da sua própria carreira a longo prazo é bastante mais benéfico do que focar-se apenas num emprego específico.

Leia ainda: Vantagens e desvantagens de trabalhar como comissionista

Usufrua das oportunidades de trabalho remoto

Desde a vantagem de conseguir um melhor equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal, até ao facto de já não perder horas em transportes, e de ter uma maior poupança ao final do mês e melhorias na produtividade, as vantagens do trabalho remoto também passam por lhe permitir ficar mais perto da família.

Existem diversas oportunidades de trabalho remoto para países estrangeiros, com um rendimento mensal, muitas vezes, superior ao praticado em Portugal. A ausência dos familiares é um entrave para muitos jovens experimentarem uma vida profissional no estrangeiro. Assim, o trabalho remoto vem colmatar essa falha. Por isso, enquanto jovem, procure oportunidades para fazer do seu escritório em casa, o seu local de trabalho: poderá ver com os seus olhos o que de bom se faz lá fora, mas cá dentro.

Leia ainda: Primeira entrevista de emprego: 6 dicas para recém licenciados

No meio do caos, existem oportunidades

No meio do caos há sempre uma oportunidade.

Sun Tzu

Crescer profissionalmente é difícil e o aparecimento da atual pandemia colocou ainda mais pressão emocional sobre a vida dos portugueses nos últimos meses, como confirmou um especialista, em entrevista ao DN. À medida que as responsabilidades continuam a acumular-se, devido ao estilo de vida frenético dos nossos tempos, pode parecer impossível ultrapassar dificuldades atrás de dificuldades.

No entanto, a resiliência e capacidade para suportar os tempos difíceis são bons indicadores de que vai tornar-se um bom profissional. Ainda que surjam dificuldades na procura de emprego, após terminar um curso universitário, não deve deixar de continuar a melhorar as suas competências. Bem como, a apostar no seu conhecimento. Ainda que o “clima económico” possa parecer caótico, existem sempre oportunidades e, muitas vezes, passam despercebidas.

Leia ainda: Tem dúvidas na profissão que deve seguir? Conheça 10 dicas para escolher a carreira certa para si

Novas ideias são sempre bem vindas

Sempre que tiver reuniões, aproveite para partilhar as suas ideias sobre assuntos importantes que afetam o negócio da empresa. Se tiver uma ideia ou considerar que algo não deve ser realizado como está a ser proposto, deve referi-lo. Mas, sempre de forma profissional, fundamentando a sua opinião.

Da mesma forma, sempre que necessitar de discutir algum assunto ou até mesmo pedir conselhos a um superior, marque uma reunião e exponha o seu ponto de vista. Não deve ter receio de dar a sua opinião, ainda que até possa estar há pouco tempo na empresa, visto que, ao participar, os seus superiores vão perceber que se preocupa com o seu trabalho e que o leva a sério.

Leia ainda: Como posso rescindir um contrato de prestação de serviços?

Sair da zona de conforto

Para evoluir profissionalmente, muitas vezes, terá de sair da sua zona de conforto e experimentar coisas novas. Ficar na própria bolha pode até ter alguns benefícios no momento, mas acaba sempre por sacrificar o seu potencial para enfrentar desafios maiores no futuro.

No entanto, sair da sua zona de conforto não quer dizer que tenha necessariamente de modificar algo do dia para a noite. Por exemplo, se não estiver habituado a falar publicamente, deve treinar, com apresentações, a sua capacidade de comunicação. Se costuma ficar mais calado numa reunião, opte por argumentar e contribuir mais na discussão. Estas pequenas mudanças, embora não pareçam muito significativas, ajudam-no progressivamente a ser um melhor profissional.

Leia ainda: 7 dicas de poupança para jovens com o primeiro emprego

Nenhum emprego é perfeito

Um dos aspetos que deve ter em consideração, antes de entrar no mercado de trabalho, é que nenhum emprego é perfeito. O seu primeiro emprego, tal como tudo na vida, pode ser uma experiência memorável, algo apenas passageiro ou, em última instância, uma experiência que não vai querer relembrar. Na prática, é tudo uma questão de atitude. Só depende de si fazer pequenas alterações para tornar o seu trabalho o mais aprazível possível e aprender o máximo durante esse processo.

Existe um vasto e diverso conjunto de fatores que leva a que seja bastante difícil encontrar um emprego perfeito. Por isso, deve encarar cada emprego que tiver durante a sua vida profissional como uma oportunidade para crescer. Caso contrário, vai, certamente, ficar desapontado, pois tudo lhe vai "saber a pouco" e isso irá refletir-se na sua produtividade e capacidade de alcançar os seus objetivos.

Leia ainda: 5 sinais de que deve procurar um novo emprego

Avalie periodicamente o seu percurso profissional

As suas necessidades e as ambições pessoais e profissionais vão-se alterando ao longo da vida. Assim, deve sempre perguntar-se se o seu emprego atual ainda se adequa às suas necessidades. E, se não for o caso, como vai a sua nova posição atender às suas expectativas profissionais e familiares.

Caso contrário, torna-se difícil avaliar se deve alterar algo no seu percurso profissional, ou não, de forma a atingir os seus objetivos. Especialmente quando inicia a sua vida profissional, estas questões são ainda mais importantes, porque está a conhecer o mundo de trabalho, o que realmente gosta e o que se vê a fazer durante algum tempo.

Leia ainda: Saiba como melhorar o seu marketing pessoal e o impacto na sua carreira

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)