Poupança

Cyber Monday: Conheça os prós e contras de fazer compras este ano

Está a pensar aproveitar a Cyber Monday para fazer compras? Saiba os prós e contras a ter em consideração.

Poupança

Cyber Monday: Conheça os prós e contras de fazer compras este ano

Está a pensar aproveitar a Cyber Monday para fazer compras? Saiba os prós e contras a ter em consideração.

Para quem é fã de compras online, a Cyber Monday é um dia bastante aguardado, pois permite comprar produtos a preços promocionais bastante atrativos sem ter de sair de casa. A Cyber Monday acontece na segunda-feira a seguir à Black Friday, este ano a 28 de novembro.

No entanto, tendo em conta as taxas de inflação bastante elevadas na Zona Euro (e um pouco por todo o mundo), os impulsos consumistas devem ser evitados ao máximo. Afinal, ninguém pode afirmar como serão os próximos tempos, tendo em conta os valores atuais da inflação e dos juros. Mas uma coisa é certa: este é um momento que requer alguma ponderação nos gastos.

Isto não significa, porém, que não possa aproveitar este dia para fazer bons negócios e poupar significativamente em produtos essenciais para si. Contudo, antes de começar a adicionar produtos ao seu carrinho na Cyber Monday, deve ter em conta os prós e contras de fazer compras este ano, neste dia específico e principalmente em certos sites.

Assim, fique a conhecer alguns pontos a ter em consideração antes de fazer as suas encomendas online no dia 28 de novembro.

Ler mais: Vamos às compras? 6 “mitos” na hora de poupar

Como nasceu a Cyber Monday?

Antes de conhecer as vantagens e desvantagens de fazer compras neste dia, talvez seja interessante perceber o porquê de existir a Cyber Monday. Esta segunda feira dedicada a campanhas promocionais online nasceu em 2005, nos EUA, quando as lojas online ainda precisavam de afirmar-se no mercado de consumo. Afinal, há 17 anos, as compras online eram vistas com desconfiança por parte de muitos consumidores.

Para ultrapassar este entrave, foi emitido um press release pela Associação Comercial Americana (National Retail Federation) que mostrava que 77% dos vendedores online que responderam ao inquérito da shop.org sentiram que, em 2004, houve um aumento substancial nas vendas na segunda feira seguinte ao Dia de Ação de Graças (Thanksgiving).

Perante estes dados, o press release indicava que essa tendência iria continuar, uma vez que muitos consumidores aproveitavam a internet do local de trabalho (por ser mais segura) para efetuar compras após esse fim de semana. E de forma a incentivar ainda mais as compras nesse dia, em 2005 existiram grandes promoções e descontos no dia 28 de novembro (segunda feira). E assim, nasceu o conceito de Cyber Monday que se mantem até aos dias de hoje por todo o mundo.

Vantagens de fazer compras na Cyber Monday

Poupança em compras planeadas

Se está de olho num produto há vários meses, e tem poupado para essa compra, a Cyber Monday pode ser uma excelente altura para concretizar essa aquisição. Afinal, quando poupamos para comprar algo de valor mais elevado, por norma, estamos a par do preço a que esse produto é comercializado. E quando se trata de uma compra planeada, aproveitar uma promoção atrativa num site confiável pode representar uma poupança significativa.

Imagine que pretende comprar um portátil que estava a ser comercializado este ano por 500 euros. Se na Cyber Monday encontrar esse mesmo modelo por 400 euros, vai poupar 100 euros. Logo, com o dinheiro que poupa, pode reforçar o seu fundo de emergência ou aplicá-lo numa nova meta de poupança.

Ler mais: Saiba como evitar as compras por impulso

Comprar produtos que representam uma poupança a longo prazo

Outra das vantagens de fazer compras em dias como a Black Friday e a Ciber Monday é comprar aparelhos, eletrodomésticos ou outros produtos que permitem poupar a longo prazo. Ou seja, para quem tem uma folga financeira no seu orçamento, pode aproveitar este dia para fazer compras estratégicas que melhoram a eficiência energética em casa.

Por exemplo, se fizer uma pesquisa antecipada de alguns aparelhos de baixo consumo com uma boa eficiência energética, fica informado do valor que precisa para certas alterações com impacto direto na fatura da luz. Pode mudar as lâmpadas em todas as divisões ou comprar um eletrodoméstico com uma boa eficiência energética para substituir um antigo que faz disparar a sua conta da eletricidade.

Em termos estratégicos, também pode usar a Cyber Monday para precaver certos imprevistos que podem abalar o seu orçamento familiar ou fundo de emergência. Quem tem eletrodomésticos antigos - com algumas falhas no funcionamento - pode aproveitar os preços promocionais para comprar um novo eletrodoméstico (com maior qualidade a um preço menor).

Esta é uma forma de resolver antecipadamente uma despesa futura inevitável, que se surgir na "altura errada", pode deixá-lo numa situação financeira complicada. Imagine que o eletrodoméstico se avaria e que ocorre outro imprevisto nesse mês. Ao antecipar a compra de um eletrodoméstico que está no fim de vida, não tem de recorrer ao seu fundo de emergência duas vezes.

Ler mais: Seguro e extensão de garantia de eletrodomésticos: Vale a pena?

Encomendar os presentes de Natal antecipadamente

Mesmo com uma taxa de inflação de dois dígitos na Zona Euro, quanto mais cedo comprar os presentes de Natal este ano, maior será a poupança que conseguirá obter. Tendo em conta o aumento na maioria dos produtos, este ano é aconselhável ter alguma contenção e procurar as melhores oportunidades para poupar, agradando às pessoas a quem vai oferecer presentes.

Aliás, comprar presentes de Natal antecipadamente é sempre uma estratégia que permite fugir aos preços mais elevados, que sobem drasticamente perto dos dias de natal.

Se aproveitar a Cyber Monday para comprar a maioria dos presentes de Natal - não se esqueça de traçar um orçamento de quanto pode gastar- tem a hipótese de fazer compras em países com preços mais baixos e com descontos muito atrativos.

Além disso, tendo em conta a data da Cyber Monday (28 de novembro), as suas encomendas ainda podem chegar a tempo do Natal. Claro que nestas situações deve estar muito atento aos prazos de entregas e contar com atrasos. Mas mais à frente iremos explicar os cuidados a ter com as compras na Cyber Monday.

Video Thumbnail
ícone do formato do post

Promoções mais atrativas online por todo o mundo

A Cyber Monday permite-lhe comprar produtos a preços muito baixos em qualquer parte do mundo. Afinal, este dia é dedicado a grandes promoções no comércio online. E como tal, existem mercados que praticam preços bem mais baixos do que o mercado português e europeu.

No entanto, não se esqueça que hoje em dia já não existe isenção de IVA em compras fora da UE com preços inferiores a 22 euros. Por isso, antes de encomendar, esteja atento às condições de venda, se já incluem ou não o IVA do produto, e que pode pagar a taxa de desalfandegamento.

Além disso, as compras online fora da UE requerem mais cuidados, devido a um risco maior de burlas ou problemas de defesa do consumidor. O ideal é fazer uma pesquisa sobre sites credíveis e com boas avaliações dos consumidores.

Desvantagens e cuidados a ter na Cyber Monday

Atenção a burlas e anúncios duvidosos em sites e nas redes sociais

Em épocas e datas específicas que estimulam um maior consumo, é normal que haja mais tentativas de burlas, porque os consumidores estão disponíveis a comprar. E perante oportunidades quase impossíveis de ignorar, como promoções de 50 a 80%, há uma maior tendência a fazer compras por impulso. Mas do outro lado do ecrã, há quem se aproveite da falta de experiência dos compradores. E o problema é que, hoje, as burlas nem sempre são fáceis de detetar. Por isso, estar atento a inúmeros pormenores é essencial.

Por exemplo, as lojas online portuguesas e europeias têm de cumprir um conjunto de regras específicas para vender os seus produtos online. E há leis que são transversais no comércio, seja este físico ou online. Para ter noção, em Portugal, uma loja online deve apresentar a elementos de identificação da entidade (nome/denominação social, morada, e-mail, registo comercial, NIF). Além disso, a loja precisa de divulgar:

  • Licença ou autorização (caso a atividade exija);
  • Entidade de resolução de conflitos (como centros de arbitragem);
  • Ter o link disponível para o livro de reclamações onde a entidade deve estar registada;
  • Os países e regiões onde faz entregas e restrições de envios caso existam;
  • Todos os meios de pagamentos aceites;
  • O período de garantia dos produtos, condições gerais de venda, período de devolução obrigatório;
  • Ter a designação da redução de preços, percentagem da redução, preço anterior riscado, data de início e duração da redução do preço.
  • Antes de validarem as encomendas, as lojas online são obrigadas a indicar o preço total que irá pagar, incluindo os custos adicionais de taxas, impostos, portes de envio ou outros encargos.
  • A fatura deve ser emitida imediatamente após o pagamento e tem de ter assinatura eletrónica quando é enviada por e-mail.

No caso de ter dúvidas quanto à legalidade de uma loja, ou se esta cumpre todos os requisitos legais, o melhor é não arriscar a compra. Lembre-se ainda que, caso desconheça uma loja que surge num anúncio, deve primeiro procurar o site, avaliações de outros compradores e até se foram feitas queixas sobre essa entidade.

Ler mais: 8 dicas para evitar cair em burlas e esquemas fraudulentos em nome de outras entidades

Verifique sempre se o preço promocional corresponde à realidade

Nos últimos anos, na época da Black Friday e da Cyber Monday, têm sido reportadas algumas infrações relativas ao anúncio de venda com redução de preços. Ou seja, há lojas que, nestes dias, aumentam drasticamente os preços e aplicam um desconto significativo. Muitas vezes, nem existe qualquer desconto se comparar com o preço que estava em vigor há um mês, ou apenas uma pequena redução do preço que não corresponde à percentagem anunciada.

Desta forma, é essencial que, antes de fazer as suas compras no dia 28 de novembro, verifique os preços online que a marca/empresa está a praticar pelo produto que quer. Depois, no dia da compra, verifique se o desconto aplicado corresponde ao valor real. Para facilitar esta análise, pode recorrer a alguns comparadores de preços online, e assim optar pela melhor solução para si.

Caso detete alguma publicidade enganosa ou infração, deve denunciar esse ato à Direção-Geral do Consumidor.

Leia ainda: Conflitos de consumo: Saiba como evitar ou resolvê-los

Video Thumbnail
ícone do formato do post

Atenção às políticas de entrega e devolução (principalmente) de sites internacionais

Tal como acontece com a Black Friday, a Ciber Monday é um dia apetecível para muitos consumidores que procuram os melhores negócios. Além dos stocks esgotarem rapidamente, há uma tendência de fazer a compra o mais rápido possível. E este cenário piora quando existem cronómetros ou mensagens de "apenas 1 ou 2 artigos em stock".

E nesta correria, pode não ler com atenção as políticas de entrega e devolução. Quando compra em lojas portuguesas ou europeias, o tempo de entrega pode variar, mas raramente excede os 15 dias, mesmo nestes dias de grandes promoções.

No entanto, precisa de confirmar o tempo de envio e as políticas de devolução, caso o artigo ou a embalagem venha em mau estado. Caso contrário, pode correr o risco de não conseguir devolver o seu produto ou contar com a entrega num período que não corresponde ao real.

Contudo, se as suas compras forem efetuadas fora da UE, os prazos e as políticas podem ser diferentes. Além disso, em certos sites, cada vendedor pode colocar as suas próprias regras, o que torna este processo mais complexo. Neste caso, é aconselhável que veja o feedback de outros clientes, e leia com muita atenção todas as condições. Se aproveitar a Cyber Monday para comprar presentes de Natal em sites fora da UE, lembre-se que o tempo de entrega pode ser superior a um mês. E desta forma, o mais provável é que as suas encomendas não cheguem a tempo.

Embora a Cyber Monday seja uma excelente oportunidade para comprar produtos a preços mais baixos, não se precipite. Informe-se com antecedência sobre o que quer comprar, estabeleça um orçamento e leia com atenção todas as condições de cada site ou loja online.

Ler mais: 5 regras essenciais para proteger os seus cartões em compras online

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.