Literacia financeira

Semanada ou mesada: Quando e como dar aos meus filhos? 

A partir dos 6 anos é uma boa idade para começar um mealheiro e dar uma semanada ou mesada. Dê o exemplo de bons comportamento financeiros.

Literacia financeira

Semanada ou mesada: Quando e como dar aos meus filhos? 

A partir dos 6 anos é uma boa idade para começar um mealheiro e dar uma semanada ou mesada. Dê o exemplo de bons comportamento financeiros.

Se tem um ou mais filhos, provavelmente já lhes dá uma espécie de semanada, ou pelo menos devem ter mealheiro e até lhes deu algumas moedas que eles prontamente lá colocam. Mas será que já têm noção do que esse gesto significa? E a partir de que idade é que faz sentido começar a falar nestes conceitos de literacia financeira e a dar-lhes alguma autonomia, através de uma semanada ou mesada?

Quando começar a falar de dinheiro e dar semanada?

Os especialistas defendem que a partir dos 5 ou 6 anos este tipo de temáticas devem começar a ser abordadas, embora ainda de forma muito simples. Por exemplo, começar por explicar que está a poupar a moeda que foi colocar no mealheiro e que pode servir para juntar e comprar algo que ele queira, por exemplo. E que as notas e moedas têm diferentes valores e que o dinheiro não nasce no multibanco mas sai por ali porque a mãe e o pai trabalham para o ganhar.

Leia mais: 5 Dicas para incutir boas práticas de poupança nas crianças

Semanada ou mesada?

De facto, é mais fácil para os mais pequenos gerir uma semanada, por isso os especialistas dizem que a mesada deve ser atribuída a partir dos 12 anos. Mas na verdade, vai da dinâmica familiar e daquilo que achar que vai resultar melhor.  O importante é mesmo ensinar os seus filhos a perceber a importância da gestão do dinheiro e da poupança.

O valor deve ter em conta o próprio orçamento familiar e, tendo em conta a idade, pode oscilar entre os 2 e os 4 euros por semana. O valor deverá ser fixo, ainda que possa reforçá-lo num ou noutro momento excecional. Mas atenção, não deve associar ou condicionar esse pagamento (extra ou não) ao aproveitamento escolar ou a tarefas domésticas, porque os miúdos não devem perceber isso como um prémio, deve fazer parte da educação.

Gastar, poupar e ajudar

A técnica dos três mealheiros é uma boa maneira de ensinar os seus filhos a gerir o dinheiro, já que cada um dos mealheiros serve um propósito diferente. No mealheiro "gastar" a criança coloca dinheiro para gastar no imediato.  O mealheiro "poupar" , como o nome indica, serve para futuras compras ou projetos. E, por fim, o mealheiro "ajudar", serve para introduzir questões de solidariedade e de partilha, que ajudam a estabelecer valores tão necessários durante a vida.

Devo ajudar os filhos a gerir o dinheiro?

Ajudar, sim, fazer escolha por eles, não. Imagine que o seu filho gasta o dinheiro da semana logo no dia a seguir a ter recebido a semanada. Deve sentar-se com ele, explicar que o dinheiro acaba e quais as consequências, no caso, e não dar mais dinheiro nessa semana.  

E não se esqueça de dar o exemplo. É através dele que reforça a mensagem que lhes passa e que os vai tornar adultos responsáveis e financeiramente conscientes. E já agora, porque não visitar o Museu do Dinheiro?

Leia ainda: Desafios de poupança: Descubra quais são os mais populares e se são boas soluções para aumentar a sua poupança

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #crianças,
  • #dinheiro,
  • #literacia financeira para crianças,
  • #mesada,
  • #semanada
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe uma resposta

Insira o seu nome

Insira um email válido