Poupança

Saiba como poupar na sua factura energética com as energias renováveis

Autor convidado Autor convidado , 12 Junho 2019

A factura da electricidade continua a ser das contas mais altas que os Portugueses têm de pagar todos os meses. Mas sabia que pode reduzir estes gastos se aderir às energias renováveis? Saiba como pode poupar na sua factura energética ao mesmo tempo que adopta um estilo de vida mais ecológico.

Como poupar na factura da electricidade e do gás

Reduzir a potência e a tarifa

Mesmo que não gastássemos luz durante um mês, íamos continuar a ter de pagar a factura de electricidade. Porquê? Porque todos os meses temos de pagar a potência contratada e a taxa audiovisual, que também vem incluída na factura da luz. Quanto a esta última, não há nada que possamos fazer. Já em relação à potência contratada, pode baixá-la até ao mínimo de 3.45 kVa.

Descubra no simulador da EDP qual é a potência recomendada para o número de aparelhos eléctricos que tem em sua casa. Tendo em conta o tempo que passa em casa, também pode aderir a uma tarifa tri ou bi-horária. Essa é a primeira forma de reduzir na factura da electricidade.

Poupar no aquecimento

A segunda forma de poupar na electricidade é reduzir o consumo. Nos meses de Inverno a electricidade sobe com o aquecimento. Por isso, é conveniente estudar que tipo de aquecimento é mais eficiente. Deve ter em consideração a área que quer aquecer e a potência de cada aparelho. Nós fizemos as contas e os termoacumuladores são os que mais contribuem para a sua factura. Também pode tomar outras medidas para aumentar a eficiência energética da sua casa,  tais como: instalar janelas duplas, pôr isolante nas portas ou isolamento nas paredes. Se a sua casa tem lareira, a forma mais eficiente de a aquecer é com um recuperador de calor.

Poupar no aquecimento das águas

A terceira forma é poupar no aquecimento da água. A maioria das Portugueses utiliza um termoacumulador eléctrico ou um esquentador a gás para o aquecimento das águas. É aqui que as energias renováveis entram em acção.

Os painéis solares são capazes de produzir electricidade suficiente para as águas quentes. Apesar de exigirem bastante investimento inicial, é possível recuperar o investimento em apenas 6 anos. Isto é: ao fim de 6 anos, o que poupa em electricidade ou gás paga o equipamento. Mas o equipamento tem uma vida útil de 20 anos, o que significa que a poupança é imensa.

Dica extra: carros hidrogénio

Embora não entre na factura da electricidade, muitos Portugueses já têm carros eléctricos ou carros híbridos. No futuro, é possível que o combustível para estes carros também se torne mais económico. Isto porque os carros eléctricos a hidrogénio vão chegar a Portugal. Já há alguns modelos no mercado e a GALP vai criar uma rede nacional de abastecimento.

Como tornar-se pequeno produtor de energia eléctrica

Depois de instalar os painéis solares de sua casa, pode pedir autorização para se tornar um pequeno produtor de energia eléctrica. Isto é, pode vender a electricidade que produz em excesso. Como não conhecemos formas eficazes de armazenar a energia solar, haverá dias que não vai usar toda a energia que produz. Em Portugal, é possível vender essa energia às companhias eléctricas, embora por um valor baixo.

Até Janeiro de 2015, o excedente era negociado com as distribuidoras a um preço de 0.30€ por kW/hora, mas actualmente é de apenas 0.04€ por kW/h. Com os preços actuais é difícil obter um rendimento considerável, mas se vive numa zona com boa exposição solar, não tem nada a perder. Pelo contrário - só pode ganhar. Pode aproveitar estes pequenos lucros para, por exemplo, pagar a limpeza anual dos painéis (quanto mais limpos, maior será a zona de irradiação solar).

Só há um pormenor a ter em atenção. A microprodução de energia eléctrica deve ser declarada no IRS, por isso fale com o seu contabilista para declarar esses rendimentos. Caso seja trabalhador independente, também deve declarar estes valores na Segurança Social directa na declaração trimestral.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #energia

Deixar uma resposta