Bem-estar

O seu filho vai para a escola pela primeira vez? Saiba como incentivá-lo

Está preocupado com a ida do seu filho, pela primeira vez, para a escola? Fique com estas dicas que o podem ajudar a lidar com a nova fase.

Bem-estar

O seu filho vai para a escola pela primeira vez? Saiba como incentivá-lo

Está preocupado com a ida do seu filho, pela primeira vez, para a escola? Fique com estas dicas que o podem ajudar a lidar com a nova fase.

Para alguns pais, o dia em que os seus filhos vão para a escola, pela primeira vez, não é fácil. É certo que o processo de adaptação não é igual para todas as crianças e, durante os primeiros dias, semanas ou meses, pode mesmo haver uma maior frustração. E, quando os mais novos se sentem inseguros perante os novos desafios, surgem as birras e choros, o que gera um sentimento de impotência nos pais.

Mas, como a entrada na escola representa um dos períodos mais importantes da nossa vida, quer seja a nível do desenvolvimento pessoal, intelectual ou social, é importante que se criem mecanismos para ajudar as crianças na adaptação. Assim, se o seu filho vai para a escola, pela primeira vez este ano, pode ser benéfico perceber como pode incentivá-lo e fazê-lo gostar.

Para o ajudar nesta tarefa, apresentamos-lhe seis dicas para que a chegada do dia de ir para a escola, pela primeira vez, seja um sucesso. Saiba também que postura adotar, nos primeiros dias, para que o seu filho se sinta mais confiante, tranquilo e motivado.

1 - Prepare com antecedência a ida para a escola pela primeira vez

A ida para a escola, pela primeira vez, é um acontecimento marcante e pode criar ansiedade nos pais e nas crianças. Dado que o período de adaptação à escola pode ser demorado, preparar esta etapa com antecedência pode ser vantajoso na redução de possíveis obstáculos.

Por exemplo, se começar a alterar, subtilmente, a rotina da criança para que se adapte aos novos horários, será um problema a menos. No entanto, tenha em consideração que a rotina proporciona conforto, estabilidade e segurança aos mais novos. Logo, não devem ser feitas alterações drásticas nesta fase, pois podem afetar a estabilidade e dificultar ainda mais a adaptação.

Leia ainda: Que materiais escolares precisam os alunos?

2 - Fale dos novos conhecimentos que ele vai adquirir

As crianças que vão para a escola, pela primeira vez, já conseguem compreender alguns dos benefícios que a escola terá na suas vidas. Como tal, os pais devem aproveitar esta capacidade para falar abertamente com os seus filhos sobre a vida escolar. Uma ótima forma de introduzir esta temática é explicar aos mais novos que a escola é um lugar onde vão apreender conhecimentos essenciais para o futuro.

Mostre algum entusiasmo sobre aprender coisas novas e interessantes, diariamente. Não se esqueça de referir a importância que a escola tem na vida adulta e numa futura profissão.

Claro que, nesta idade, as crianças apenas conseguem reter parte das informações. Assim, é fundamental que a criança consiga visualizar os benefícios através de exemplos práticos e que despertem o seu interesse. Tente que esta conversa dê “asas” à imaginação da criança, para que anseie o dia em que vai para a escola, pela primeira vez.

Leia ainda: Literacia Financeira Infantil: Aproveitar as férias para ensinar os seus filhos

3 - Ir para escola é poder fazer novos amigos

É expectável que nem todas as crianças se sintam motivadas pela vertente da aprendizagem. Se assim for com o seu filho, pode mostrar-lhe outros benefícios, nomeadamente, a possibilidade de fazer novas amizades e brincar com outras crianças.

No entanto, reforce que na escola há tempo para descobrir novas brincadeiras, criar novos laços de amizade, mas, também há tempo para aprender com as outras crianças.

4 - Atividades extracurriculares podem cativar

As atividades desportivas e artísticas trazem inúmeros benefícios para os mais novos e ajudam no seu desempenho escolar. Por exemplo, quando as crianças gostam de praticar desporto, é aconselhável que frequentem uma atividade desportiva do seu interesse. Em Portugal, muitos os jardins de infância disponibilizam atividades extracurriculares aos mais novos, para que tenham diversos estímulos para além das matérias obrigatórias.

No caso do desporto, está comprovado que promove a disciplina, ensina a lidar com as emoções e com a ansiedade, e deixa as crianças mais saudáveis e motivadas. Logo, se o seu filho gostar de praticar algum desporto, esta é uma forma simples de criar uma motivação adicional na hora de ir para a escola. É importante que mostre que a escola não se resume a aprender matérias.

5 - Ir para a escola não implica deixar de fazer aquilo que gosta

A ida para a escola representa uma mudança "radical" na rotina de muitas crianças. E, por isso, os pais devem tentar que a ida para a escola não seja associada a uma obrigação que não permite que as crianças brinquem ou se divirtam. A mudança não tem de ser algo negativo.

Por exemplo, pode explicar ao seu filho que a sua ida para a escola também representa ter mais momentos de brincadeira e diversão. Lembre-se que todas as crianças precisam de tempo útil para brincar livremente. Afinal, esta simples ação, tem um peso gigante no desenvolvimento cognitivo, físico, social e emocional das crianças.

Assim sendo, é fundamental que não sobrecarregue a criança com inúmeras atividades extracurriculares após o horário escolar. As crianças para serem felizes e gostarem da escola, precisam de ter tempo para brincar. Se conseguir mostrar ao seu filho que ele continuará a fazer o que gosta e a divertir-se, ele pode encarar com maior entusiasmo a ida para a escola, pela primeira vez.

É, igualmente, importante que tente perceber as condicionantes que as crianças têm na hora de brincar. Rui Mendes, coordenador do estudo “Portugal a Brincar”, explica, em entrevista à Radio Renascença, alguns dos principais fatores que os pais devem ter em atenção.

6 - No primeiro dia de escola tente (ao máximo) transmitir confiança

Embora seja um dia difícil para a maioria dos pais, é fundamental que a criança sinta que os pais estão felizes e confiantes com a sua ida para a escola. Ao chegar à escola, a criança pode sofrer com a despedida dos pais, uma vez que vai ficar num local que desconhece. Nesse momento, é muito importante que consiga transmitir o máximo de segurança ao seu filho, realçando que tudo vai correr bem.

Naturalmente, esta não é uma tarefa fácil e as emoções nem sempre são fáceis de controlar. Por isso, mentalize-se que podem surgir obstáculos e prepare-se para transmitir confiança e motivação ao seu filho.

Ir à escola pela primeira vez: 3 dicas para manter a motivação

1 - Mostre interesse genuíno pela vida escolar

Por vezes, manter a motivação das crianças após o primeiro dia de escola é um desafio exigente para os pais. Por isso, é necessário proporcionar momentos de partilha, em que a criança e os pais conversam sobre o que se passou na escola. A maioria das crianças gosta de falar sobre o seu dia. Mas, atenção, deve mostrar um interesse genuíno pela vida escolar do seu filho.

A partilha costuma ajudar as crianças a gostarem mais da escola e também melhora a autoestima. As crianças adoram ter a atenção dos seus pais e quando . E quando os pais mostram interesse diariamente pela vida escolar, os filhos percebem que a escola é realmente importante.

2 - Valorize as conquistas e novas aprendizagens

Além de ouvir o que o seu filho fez e aprendeu, não se esqueça que é importante que valorize as suas conquistas e seja compreensivo para com as suas dificuldades. Nos primeiros dias, as crianças podem sentir-se mais cansadas, ansiosas ou até frustradas. A entrada na escola é uma porta para um mundo novo, onde a criança enfrenta novos desafios, diariamente. Logo, as suas dificuldades devem ser ouvidas e validadas. Posteriormente, deve focar-se em incentivar a criança a ultrapassar as adversidades que está a encontrar.

Assim, sempre que a criança partilhar as suas conquistas e aprendizagens, deve valorizar os seus feitos. Quando os pais se focam mais nos pontos positivos do que nos negativos, as crianças tendem a valorizar mais as suas conquistas do que derrotas. E este tipo de postura, não só diminui o stress, ansiedade e frustração, como torna as crianças mais felizes e equilibradas.

3 - Reforce a importância dos educadores

A imagem que a criança cria dos professores acompanha-a ao longo da vida e reflete-se, diretamente, no seu gosto pela escola. Ao mostrar que valoriza o trabalho dos professores, a criança também vai valorizar. Além disso, nesta fase, a criança precisa de sentir-se segura e confiante junto do professor. Por isso, se os pais transmitirem essa confiança há uma maior probabilidade de a criança criar, mais rápido, laços afetivos com esta nova figura na sua vida.

Leia ainda: Ação Social Escolar: Saiba se o seu filho tem direito a algum apoio

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)